!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Programadora Brasil lança 206 filmes em DVD para exibições públicas

Posted in Cultura, Educação, Videofonia by ImprensaBR on 23/11/2010

Catálogo do Ministério da Cultura passa a contar com 700 títulos nacionais licenciados para exibição pública não comercial
Deste de 2007, a cada ano, a Programadora Brasil lança em DVD um conjunto de filmes brasileiros licenciados para sessões sem fins lucrativos em pontos de exibição audiovisual a ela associados. No próximo dia 28, às 17h30, no Kubitschek Plaza Hotel, dentro da programação do 43° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, a Programadora Brasil apresenta mais 206 títulos, organizadas em 60 novos programas (DVDs).
Com mais esse lançamento, o catálogo alcança os 700 títulos que, caracterizados pela multiplicidade de realizadores (são mais de 600 diretores), pela diversificação de origens (regionalização), de épocas e de formatos, proporcionam um painel da cultura brasileira e possibilitam olhares singulares sobre um tema, uma situação ou uma personagem. Segundo Carlos Magalhães, diretor geral do programa, “este acervo historiográfico do cinema brasileiro é uma vitrine que propicia um primeiro contato com a história do cinema feito no país, alarga o conhecimento sobre o cinema brasileiro e dá acesso a filmes com cópias, até então, inacessíveis ao público”.
Realizada pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, por meio da Cinemateca Brasileira, a Programadora Brasil trabalha para promover o encontro do público com o cinema brasileiro. Uma ação para formar plateias e incentivar o pensamento crítico em torno da produção nacional, apoiando a formação de uma rede não comercial de exibição e estimulando os circuitos já existentes.
Curadoria democrática
A exemplo de anos anteriores, entre os meses de junho e julho, foi realizada uma convocatória para que os realizadores inscrevessem seus filmes para participarem do processo de seleção, ao lado de títulos de livre escolha realizado pela curadoria da Programadora Brasil. Para Moema Müller, coordenadora de programação e produção da iniciativa, “este procedimento enriquece o cuidadoso trabalho de curadoria, à medida que contribui para democratizar o acesso ao catálogo da Programadora”.
Destacam-se entre os lançamentos desta edição, obras clássicas da Atlântida e da Vera Cruz, duas das principais empresas produtoras cinematográficas da história do cinema brasileiro e que recentemente tiveram seus acervos adquiridos pelo Ministério da Cultura, fato considerado um marco da política de Estado no âmbito da preservação da memória do nosso cinema.
Mais uma vez, o processo de composição dos programas voltados ao público infantil contou com  a colaboração da Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis, que há dois anos disponibiliza os filmes participantes, permitindo o incremento e a atualização do catálogo da Programadora Brasil para este perfil que representa 39% das sessões informadas pelos associados. São  cinco novos programas direcionados para esta faixa.
Acessibilidade
Ampliando paulatinamente a oferta de programas que contemplam a acessibilidade, por meio dos recursos de closed caption e audiodescrição, essas facilidades estão disponíveis em onze programas dessa edição.
Maior número de circuitos não comerciais
Ao oferecer filmes e vídeos brasileiros numa mídia digital de baixo custo e de fácil armazenamento e transporte como o DVD, a Programadora Brasil dá a oportunidade para escolas, universidades, pontos de cultura, prefeituras, centros universitários, entre outros espaços, constituírem acervos locais e tornarem-se pontos de exibição audiovisual.  Caio Cesaro, coordenador de comunicação e circuitos do programa, explica que “o acesso aos filmes e vídeos brasileiros, licenciados para exibição pública, permite a esses espaços a aquisição de conteúdo para seus espectadores; com isso, reinventam o espaço sala de cinema e vencem desafios e limitações para levar o cinema brasileiro ao público”. Salas de aula e de treinamento, pátios, auditórios, galpões e até mesmo barcos estão sendo adaptados para as sessões.
A Programadora Brasil ultrapassou o circuito comercial de exibição em números de municípios. Os pontos de exibição audiovisual associados estão presentes em 654 cidades brasileiras, enquanto as salas comerciais se encontram em cerca 480 municípios. A Programadora está em todas as regiões do país, nas 27 unidades da Federação. Os associados estão divididos da seguinte maneira: 8,55% no Norte, 7,30% no Centro-Oeste, 14,41 no Sul, 35% no Nordeste e 34,74% no sudeste. Os dados são de Setembro de 2010.
Mais informações no site: www.programadorabrasil.org.br
(Fonte: Programadora Brasil)
 
 
Narla Aguiar
Ministério da Cultura
Assessoria de Comunicação
Secretaria do Audiovisual

Anúncios

Comentários desativados em Programadora Brasil lança 206 filmes em DVD para exibições públicas

%d blogueiros gostam disto: