!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Pesquisa: veja como os jornalistas se comportam na internet

Posted in Jornalismo de Intervenção by ImprensaBR on 16/08/2011

 

 
Ao navegar pela internet, os jornalistas preferem acessar o Twitter ou Facebook? Quantos postam em blogs? De onde surgem as pautas? De acordo com levantamento da consultoria Arketi Group, elaborado com jornalistas americanos, a principal atividade destes profissionais (98%) em ambientes online é a leitura de notícias em portais, seguido por buscas de matérias em ferramentas de pesquisas (91%). Do total de jornalistas que responderam ao estudo, mais da metade (64%) passa ao menos 20 horas semanais na internet.
Porcentagem de jornalistas que utilizam as ferramentas da web.
A pesquisa revela que a principal rede social, levando em conta a porcentagem de jornalistas cadastrados, não é o Facebook e nem o Twitter. O LinkedIn, rede para contatos profissionais, só não é aderida por 8% dos jornalistas entrevistados; a principal rede social do planeta, o Facebook, é utilizada por 85%, enquanto o Twitter tem a preferência de 84%. Numa escala de tempo gasto, o microblog continua atrás das demais redes*. 

O levantamento também responde como os jornalistas dos Estados Unidos buscam novas pautas por meio de ferramentas da web. A maior parte deles inicia o trabalho da reportagem com base no que foi veiculado em mídias digitais. Por outro lado, 39% dos jornalistas preferem acompanhar o que usuários estão comentando no Facebook e depois apurar o tema com fontes especializadas.

*Raking – Top 10 (tempo gasto)
1º Leitura de notícias
2º Busca por conteúdo
3º Facebook e LinkedIn
4º Twitter
5º Blogs
6° Acompanhar transmissões webcast
7° Youtube
8º Wiki pesquisas
9º Ouvir/Produzir podcasts
10º Serviço de Favoritos e marcadores (Digg e Delicious)
 Fonte: Comunique-se
Anúncios

Comentários desativados em Pesquisa: veja como os jornalistas se comportam na internet