!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Servidores do PURO voltam ao trabalho depois de mais de 100 dias de greve

Posted in Brasil, Cidadania, Cidade, Coluna do Servidor, Educação by ImprensaBR on 26/09/2011
Por Leonor Bianchi
Desde o dia 6 de junho em greve, os servidores de nível técnico-administrativo da UFF de Rio das Ostras voltaram hoje ao trabalho. Segundo a coordenadora suplente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Universidade Federal Fluminense (Sintuff) e servidora do Polo Universitário de Rio das Ostras, Tailana de Oliveira Batista, 53 universidades aderiram à greve e no PURO, aproximadamente 50 servidores participaram da mobilização”, que para a categoria, foi um insucesso.

"Infelizmente saímos da greve de mãos vazias, mas luta continua!", Tailana Batista.

“Não conseguimos nenhum acordo com o governo federal e ainda tivemos a desarticulação da frente puxada pela Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasurbra). Aqui, no Polo, muitos servidores ainda estão em estágio probatório e isso acaba complicando a adesão, pois existe sempre o medo de retaliação, de assédio moral”, disse a sindicalista, que trabalha no Laboratório de Microbiologia do PURO, desde 2009.
O fim da greve foi decidido na assembléia do Sintuff, no último dia 20
O indicativo de fim da greve que durou mais de 100 dias foi aprovado na assembleia do Sintuff, no último dia 20.
“A categoria enfrentou a intransigência do governo em negociar com os servidores técnico-administrativos, tanto antes da greve quanto após sua deflagração. Apesar do fim da greve, a categoria deve manter-se mobilizada, para pressionar o governo e o Congresso Nacional pela aprovação de uma emenda parlamentar ao orçamento que possibilite conseguir o reajuste” afirmaram os dirigentes do sindicato.
Segundo eles, “a greve escancarou a necessidade de uma direção de lutas para a FASUBRA, pois o boicote permanente dos setores governistas da entidade, antes e durante a greve, facilitou o governo manter-se intransigente em não conceder ganhos salariais aos trabalhadores”.

 

 

 

 

Comentários desativados em Servidores do PURO voltam ao trabalho depois de mais de 100 dias de greve