!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Menos uma lenda urbana em Rio das Ostras

Posted in Cidade, Cultura, Meio Ambiente by ImprensaBR on 03/01/2012
Autor dos desenhos feitos nas rochas de Mar do Norte revela o mistério dos petróglifos
Dizem os antropólogos que os mitos são necessários em qualquer sociedade. São eles, os mitos, responsáveis por contribuir para a formação cultural de um povo na medida em que edificam uma maneira de viver, uma moral, uma forma de agir capaz de atravessar milênios através dos hábitos, costumes, pela linguagem, pela arte e a religião.
Em Rio das Ostras, quem tinha como uma lenda, um mistério mítico os entalhes desenhados nas pedras da praia de Mar do Norte, precisará contentar-se com a realidade e esquecer o mito.
Hoje à tarde, o escultor dos tais desenhos – Luiz Cláudio Bittencourt – o Dunga -, anunciou em sua página no Facebook que tudo não passou de arte e vontade de adorar a natureza. Não há ali influência alguma de um ser extraterrestre ou de um Deus de outro planeta. Ele assume a autoria dos desenhos feitos nas pedras e diz que revela o mistério depois de tanto tempo no dia em que completa 60 anos acreditando estar dando à humanidade seu presente e agradecimento pelos anos vividos.
Em seu post ele disse: “Grande revelação!!! Leiam e vejam o lindo vídeo atentamente. “Hoje, exatamente hoje, completo meus 60 anos – já não pago cocô e nem xixi nas rodoviárias !!!! Enfim, nesse país, algum ganho !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Aproveito essa data para, com esse novo trabalho sobre os petróglifos de Mar do Norte, fazer a entrega oficial deles a humanidade. Peço aos amigos que o passem a frente para que outras pessoas também o conheçam – a única função dele é encantar e fazer – os criativos – viajar! Fazer essa obra foi um dos bons tempos de minha vida – apesar de toda adversidade. Hoje – sessentão – me revelo como autor dessa obra – deixando os ETs um pouco tristes. Mas, sem dúvida, existem colaboradores que nunca foram vistos – essa é uma obra inspirada. Procurei mostrá-la da melhor forma possível, com uma alma musical escolhida a dedo, um presene ao mundo. Luiz Cláudio Bittencourt – Dunga às 5:26 de uma manhã chuvosa. Que a obra encante e conte histórias.”
Veja o vídeo que Dunga postou com seu post:
Os desenhos nas rochas ficaram tão famosos, que entraram no circuito de caminhadas de Rio das Ostras e foi vastamente divulgado na imprensa regional e até nacional como atrativo turístico.
No site da Prefeitura de Rio das Ostras encontramos um texto que fala sobre os petróglifos de Mar do Norte:
“A localidade de Mar do Norte em Rio das Ostras é um lugar especial pela beleza e diversidade de atrativos. No ano passado, ganhou o primeiro Circuito Permanente de Caminhadas na Natureza que tem como principal atrativo as rochas à beira-mar que contém mais de 80 petróglifos – representações gravadas pelo homem nas pedras.

Os desenhos começaram a aparecer em Rio das Ostras na década de 90, na mesma época em que surgiram outros sinais geométricos pelo mundo, associados a Extraterrestres. Os petróglifos chegaram a ser tema da Revista UFO e do jornal O Globo, por sua possível relação com ETs.

Depois de estudos foi descoberto que as imagens foram feitas pelo homem. Segundo alguns moradores, um artista plástico que deseja se manter no anonimato.

Mas eles estão lá. Desenhos geometricamente perfeitos e que retratam principalmente mandalas e animais. Voltaram a ser pauta do Jornal O Globo e passaram a ser um atrativo turístico dentro do Circuito Permanente de Caminhadas na Natureza. “A divulgação dos petróglifos incrementou a visitação à Mar do Norte”, disse Eraldo Melo, presidente da Associação de Caminhantes de Rio das Ostras.

Mar do Norte fica dentro do Monumento Natural dos Costões Rochosos, unidade de conservação de Rio das Ostras que engloba três praias e cinco ilhas, e portanto, protegida por leis ambientais. Por isso o artista desconhecido encerrou sua produção de petróglifos.

O que são? – Quase todos os continentes tem petróglifos, com exceção da Antártida, e os mais antigos datam de 12 mil anos. São imagens geometrizadas que traduzem algum tipo de língua ritual ou simbólica, que no caso particular de Mar do Norte, virou um tipo de lenda urbana.

As rochas ficam na Praia de Mar do Norte e a visitação é aberta ao público. Quem quiser fazer o percurso do Circuito Permanente, vai caminhar cerca de duas horas até chegar aos desenhos. Mas o passeio vai valer a pena.”

Anúncios

Comentários desativados em Menos uma lenda urbana em Rio das Ostras