!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Roda Rio de Choro em Rio das Ostras pode ser um dos maiores projetos populares de música que a cidade já viu

Posted in Cidade, Estereofonia, Notas, Política by ImprensaBR on 12/03/2012

Lamentável a postura de alguns antigos correligionários de Sabino, ontem, na Roda Rio de Choro, em Rio das Ostras, que após me ouvirem dizer que Ginaldo na Cultura riostrense é a mesma coisa que não gestão no setor cultural sentiram-se muito ofendidos e saíram detonando o movimento, a roda e a minha pessoa, claro. Mais uma vez LB na boca de Matilde. Legal! Dá IBOPE pro jornal, adoro! Pra roda e pro movimento cultural que faço mais ainda. Agradeço a preferência…

O importante é que todos que frequentam a Roda e até os que nem nunca foram ver do que se trata (mas mandam mensageiros do além… que aliás, dizem que a cidade só tem gente feia, que não suportam mais Rio das Ostras… mandem mensageiros que ao menos gostem minimamente da cidade, gente! Mas vocês mandam multiplicadores que falam mal da cidade onde vocês querem ser novamente ‘prefeito’ (isso mesmo, no singular, pois na hora do vamos ver, a vaga é só uma…)? Não entendi a estratégia? Queima teu filme! Se liga nisso) saibam que a Roda é feita por pessoas que militam na cena cultural local há anos, moram na cidade há anos… muitos mais dos 20 que a cidade tem hoje… e não levam um tostão para isso… são profissionais liberais, jornalistas, professores, ativistas culturais…

Importante que saibam como nós, que organizamos a Roda Rio de Choro vemos a cena cultural local. Por que não ouvir? Desagrada? Ora, mas da nossa música vocês gostam… hummm…

Importante que saibam (correligionários, sobretudo os de Sabino, que sentiram-se ofendidos, ontem, com o fato de eu rejeitar o dono do restaurante para a pasta da cultura no próximo governo, numa conversa de botequim) que não queremos e não vamos aceitar ver esse lindo movimento ser aparelhado por governo algum, por pré-candidato algum.

Além disso, Ginaldo é o escambau. Nunca foi à Roda nem para dar uma escoltadinha, ver do que se tratava… quando apareceu lá, foi arrastando aquela sandália, olhando todo mundo de nariz empinado como os correligionários que querem ver gente bonita! Cultura pra eles é ver gente bonita!

A Cultura de Rio das Ostras está órfã há 20 anos… e seus gestores, Cláudia Medeiros, Erik Brandão, Friaça, também eram do Estado. Vejam só… que isso significa?

A maravilhosinha em 20 anos não conseguiu fazer absolutamente nada à frente da FROC. Hoje se quer temos uma secretaria de cultura em Rio das Ostras.

NÃO ACEITAMOS GINALDO NA CULTURA RIOSTRENSE, Cosme dos Santos NEM NENHUM OUTRO QUE TENHA VINDO SEJA LÁ DE ONDE VENDER PEIXE NA CIDADE EM FRENTE À PRAIA.

Pra mim, esse cara da Casa da Praia é um ótimo gestor cultural da casa dele… da coisa pública ele não entende lhufas.

Um cara que contrata músicos de fora para tocar em seu restaurante por uma nota preta sendo que quem abre a noite para os de fora são músicos locais, os quais sempre ficam à míngua e acabam tendo que tocar por um prato de comida na casa dele…
Esse nome seria sua melhor sugestão para um setor que merece a atenção que a Cultura merece? No meu entendimento não e está muito longe disso.

O dona da Casa que fica em frente à Praia… é um sem noção! Isso é valorização da cena local? Só banco quem vem do Rio, de Friburgo!!!

Ainda cheguei a ouvi ontem na roda, que a cantora Dorina vem nessa casa cantar de graça. E quem falou estava querendo dar a entender que o dono da tal casa da praia é tão bem relacionado, que nem precisa pagar pra quem trabalha pra ele… caraca, tacanho esse pensamento e medíocre demais! Se para a Dorina ele não paga nada imagine para os da cidade, não é mesmo?

Rio das Ostras: A cidade da brodagem!!!! Aqui vagabundo acha que por conhecer um número considerável de gente na rua, dar bom dia e boa tarde pra meia dúzia de conhecidos na fila do banco, da padaria já lhes dá o dever de serem gestores públicos, vereadores, secretários, chefes de gabinete… gente, popularidade precisa de filtro!!!! Alou!

Aqui pensam assim: “Dá cá o meu que te dou uma coisinha lá na frente se eu entrar”…

É… Cláudia Medeiros, Erik Brandão, Friaça… vcs não mudam mesmo. Aproveitem para levar esta informação para os seus:

NÃO QUEREMOS INCOMPETENTES NA CULTURA DE RIO DAS OSTRAS E NÃO VAMOS ACEITAR GINALDO, COSME DOS SANTOS, MARISA SEI LÁ DE ONDE NA PASTA SEJA LÁ O PREFEITO QUE ASSUMA ESSA CANOA QUASE FURADA QUE ESTÁ SE TORNANDO RIO DAS OSTRAS PARA OS PRODUTORES CULTURAIS.

A propósito, a Roda foi linda e já estamos preparando a próxima, que acontecerá 25 DE MARÇO.

Agradeço em nome do jornal O Polifônico, apoiador mor desta iniciativa, a todos os amigos da Roda, que mais uma vez levaram muitos sorrisos sinceros, abraços honestos e olhares e palavras de motivação ao movimento que tentamos desenvolver com tanto amor e respeito ao CHORO.

Até dia 25!

Estão TODOS novamente convidados! Até os que não estão…

LB

Anúncios

Comentários desativados em Roda Rio de Choro em Rio das Ostras pode ser um dos maiores projetos populares de música que a cidade já viu

%d blogueiros gostam disto: