!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Rio das Ostras na mira do TRE

Posted in Cidade, Eleições 2012, Política by ImprensaBR on 30/07/2012

Por Leonor Bianchi

A partir desta semana, antecipando as ações que começariam mais próximas ao peito de outubro, o TRE inicia uma série de operações surpresa nas cidades que receberiam reforço policial e a força do exército durante as eleições para vereador e prefeito deste ano.

A antecipação deve-se ao assassinato neste sábado do candidato a vereador no município de Magé, o sargento da Polícia Militar, Marcelo Rodrigues dos Santos, conhecido como Marcelo Coelho, 40, que morreu ao levar três tiros na cabeça, em um bar de sua propriedade.

Rio das Ostras é uma das cidades que receberá fiscalização intensiva do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) durante as eleições, mas o argumento levantado para justificar essa fiscalização na cidade não seria o desbaratamento de esquemas de milícias e sim os royalties de petróleo que Rio das Ostras recebe.

Assim como Rio das Ostras, na região da Baixada Litorânea, Campos, Macaé, Cabo Frio, Itaboraí e São Gonçalo também receberão reforço na segurança e intensa fiscalização do TRE nessas eleições. “Em todo local onde entra muito dinheiro há briga. A fiscalização do TRE terá presença ostensiva nas áreas, para coibir abusos”, diz o desembargador Luiz Zveiter, o presidente do TRE.

Nas eleições de 2008 a milícia impediu que alguns candidatos tivessem acesso a locais controlados por milíciantes ou traficantes. Foi o caso da Rocinha, onde somente o já falecido Claudinho da Academia podia fazer campanha.

O atual candidato a prefeitura do Rio de Janeiro e ex-presidente da CPI das Milícias, o deputado estadual, Marcelo Freixo (Psol), sofreu e ainda sofre diversas ameaças, precisando manter segurança para si e sua família, cotidianamente.

O ex-vereador Jerominho, a filha dele e vereadora Carminha, o ex-deputado estadual Natalino e Luiz André “Deco” são alguns dos presos acusados de comandar milícias.

Em Rio das Ostras, nas eleições para deputado estadual, em 2006, o candidato pelo PSC  ao governo municipal este ano e ex-prefeito por dois mandatos na cidade, Alcebíades Sabino, foi acusado de participar de um esquema de compras de voto em Silva Jardim. Este mesmo candidato consta da lista dos políticos que receberam dinheiro da Locanty para sua campanha em 2010, quando disputava pela segunda vez a Alerj, uma das empresas denunciadas por oferecer propinas para ganhar licitações na área da saúde. Só em 2010, foram mais de R$ 1,4 milhão para quatro campanhas eleitorais.

Anúncios

Comentários desativados em Rio das Ostras na mira do TRE

%d blogueiros gostam disto: