!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Festa Monster: Mais que uma festinha, um movimento cultural inteligente, feito por quem de fato está trabalhando para o engrandecimento da cultura local

Posted in Cultura, Editorial, Região by ImprensaBR on 24/09/2012

Por LB

Parece que a festa Monster veio pra ficar! E que bom! Necessária, é muito mais que uma festinha com um bando de jovens enchendo a cara; é um espaço para artistas mostrarem seus trabalhos e para o público trocar cara a cara com o artista.

A proposta de compartilhar o momento da exposição de artes com a apresentação de bandas e colocar o artista de frente para o seu público possibilita o encontro de personagens que se complementam; a obra de arte, o expectador e o criador. Uma proposta nova dentro de tudo o que já vi nesses oito anos de jornalismo em Rio das Ostras e região. Geralmente vemos propostas de projetos que voltam-se para uma linguagem artística específica. A festa Monster faz diferente; coloca várias linguagens em diálogo no mesmo espaço, ao mesmo tempo e, de bossa, leva (convida) o artista a apresentar sua obra diretamente para o público. Sabe-se lá o que seria acompanhar a galeria mais famosa do Museu de Arte Moderna (escolha o seu, fico com o do Rio mesmo) com o curador da exposição ao seu lado? Imagine ter o pintor, o escultor, o fotógrafo, o compositor ali conversando com você sobre o processo de criação de seu trabalho artístico! Esta é uma das ideias da Monster que gostaria de destacar, pois ela coloca a Monster numa direção mais conceitual, mais autoral e menos ‘indústria cultural’, marca dos projetos que vemos hoje na Cultura regional.

Projeto é organizado por gente da terra! Dá-lhe identidade cultural local e sua capacidade de dialogar com as múltiplas culturas que vem de todos as regiões do Brasil para a nossa região em função do arranjo produtivo do petróleo e gás da Bacia de Campos!  

Vamos dialogar com as múltiplas identidades? Vamos, sempre, mas sem deixar que nossa identidade local, nossas tradições culturais sejam suplantadas. O territorialismo veio à tona na segunda festa Monster e no meu entender é uma das marcas mais significativas e que deve ser exaltada deste projeto. A marca dessa produção é sua capacidade dialógica com a tradição local e a absorção das novas expressões culturais brasileiras.

Por isso, seria bacana ainda identificar as personagens envolvidas na produção desta segunda festa Monster. Parte dos jovens mobilizadores culturais, pois é isso que eles são para além de produtores culturais – estuda Produção Cultural no Polo Universitário de Rio das Ostras (PURO – UFF) e tem  entre 20 e 24 anos. Outra parte, que aliás, criou e também trabalha muito no projeto, é gente da terra, garotada local, ‘tudo sangue novo e cheio de gás’ para trabalhar e mostrar a cultura e a arte desta região.

Isto é muito importante ser dito, uma vez que vemos nossa cena cultural ser invadida por gangues que não tem nenhuma relação com a cidade, por pessoas que estão aqui apenas para explorar os recursos materiais da região, fartos orçamentos e possibilidades de patrocínios viabilizados mediante compra de votos…

Importantíssimo identificar os atores que estão à frente deste movimento cultural – é assim que vejo hoje a festa Monster (ela é muito mais que uma festa, já está se transformando num movimento!, atente para isto, Produção!!!), pois são com eles que precisamos dialogar. São eles os responsáveis por colocar cerca de 200 jovens numa casa na tarde de um sábado nublado, em Barra de São João, para ‘consumir’ cultura e arte sem grana de partido, sem abordagem de candidatos por trás, sem interesses em transformar a proposta numa mercadoria à venda para a próxima gestão municipal. Esses para mim são os verdadeiros promotores da cultura local!

Fico orgulhosa de ser amiga de vocês, Darlan e Genaro, e de ter participado do pontapé que ajudou a criar o primeiro esboço do que hoje é a festa Monster.

Tiago Gonçalves, aluno da UFF, morador raiz de Barra de São João e organizador da Monster, além de profissional é um anfitrião que deixa a todos super em casa…

Parabéns a Dayane Lima, Fran (novas alternativas para a luz da festa!!), Moema, a galera toda que acreditou e levou seus trabalhos para serem expostos: o Fotógrafo Maurício Porão (trabalho pra ganhar o mundo!!! sendo exposto aqui do lado, galera!!! Atenção!), os demais fotógrafos, o professor de história de Conceição de Macabu, Ramon Mulin e aos seus alunos um parabéns especial pelo filme Brasil, ame-o ou deixe-o, de fotografia impecável (parece que foi feito por gente que estuda cinema!!! também e não apenas história…muito bom saber que cinema já adentrou os espaços escolares!!!), ao Vitor, que palestrou sobre software livre e levou sua instalação Metareciclagem para expor, às alunas do Polo, Tati Nogueira e Antonella Abreu, que se apresentaram na festa, a todos os músicos e demais organizadores, colaboradores.

Vida longa à festa Monster!

Conselho Popular de Cultura de Rio das Ostras

Quero aproveitar para deixar um convite aos ativistas do setor cultural de Rio das Ostras e região. Façam parte do Conselho Popular de Cultura de Rio das Ostras. O conselho é de Rio das Ostras, mas entendemos que as ações no setor precisam ser integradas (como a Monster…) e interregionais, portanto incentivamos que em Barra de São João seja criado também um Conselho Popular de Cultura. É preciso fazer arte, mas é arte também se faz com base política. Amadureçam também neste sentido para ganhar espaço e voz em um assunto que lhes diz (e muito) respeito. Mãos à obra!

Abaixo uma galeria de fotos da 2a Festa Monster Artes Integradas, que rolou no último sábado, em Barra de São João (Casimiro de Abreu), RJ.

Créditos das Fotos: Rúben Pereira

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Jokasta Peixoto said, on 24/09/2012 at 15:14

    Boa matéria, Leo!

  2. marcia medeiros said, on 28/09/2012 at 15:57

    Eu Marcia,e Nicolas agradecemos ,a todos os participantes e visitantes do evento “MONSTER”,ocorrido no ,ultimo dia 22.092012,aqui no “ESPAÇO 432”.Ficamos felizes em saber que a ideia de criar um dia destinado à cultura aqui no nosso espaço ,tenha sido, bem aceita,e a mesma tenha agradado a muitos.O brigada a todos……


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s