!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Duplicação da BR-101 Norte começou hoje. Os 70 quilômetros novos levarão quatro anos para serem concluídos

Posted in Estado, Infraesturutura, Meio Ambiente, Região by ImprensaBR on 25/04/2013

LB

Com certeza a notícia da semana para toda a Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, é o início, hoje, das obras de duplicação da BR-101, em seu trecho Rio Bonito – Casimiro de Abreu.

Depois de cinco anos, o projeto finalmente teve o licenciamento ambiental emitido pelos órgãos competentes, e as obras de duplicação dos 70,9 quilômetros da importante rodovia que liga o Sudeste ao Norte do Brasil começaram. Hoje, a Autopista Fluminense, concessionária do trecho em questão, iniciou as obras para a construção de mais quatro faixas de rolamento e acostamentos na rodovia. O custo das obras é de R$ 320 milhões, aproximadamente, e a previsão de sua conclusão é fevereiro de 2017.

Hoje, a rodovia tem apenas uma faixa de rolamento em cada sentido e, segundo dados do DER RJ, seu movimento chega a 16 mil veículos por dia.

Licença ambiental demorou cinco anos para ser emitida

As obras tiveram início hoje de manhã no km 194,2, próximo ao trevo de acesso a Rio Dourado, em Casimiro de Abreu. Mais adiante, cumprindo o calendário da obra, em Rio Bonito, será montado um outro canteiro de obras.

No dia 5 de abril, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade se manifestou favorável à duplicação da BR-101 Norte e as atividades licenciadas pelo Ibama, que saíram no primeiro dia do mês.

O projeto de duplicação prevê a construção de uma nova pista, paralela à existente, com duas faixas de rolamento em cada sentido, mais acostamentos, além da implantação de sinalização horizontal (no chão) e vertical (placas). Haverá também dispositivos de segurança, como barreiras de concreto e defensas metálicas. Serão construídos ainda oito trevos em desnível (viadutos) e 11 pontes. As obras vão gerar cerca de 400 empregos diretos, e a mão de obra local terá prioridade.

A duplicação da BR-101 Norte é a obra mais importante do contrato de concessão firmado entre a Autopista Fluminense e a Agência Nacional de Transportes Terrestres. Segundo o Programa de Exploração da Rodovia, ao todo serão duplicados 176,6 quilômetros — do km 84,6 (Campos) ao 261,2 (Rio Bonito).

Trecho Macaé – Campos já está em andamento

O trecho entre Campos e Macaé já está em andamento. Cerca de 400 operários trabalham na duplicação dos 42 quilômetros. Entre o km 132 (Carapebus) e o 144 (Macaé), o trecho já está pavimentado e, segundo a empresa, em breve serão implantados os dispositivos de segurança e a sinalização. Entre o km 102 e o 131, estão sendo feitos serviços de terraplenagem e construídas duas pontes. Já o trecho entre Macaé (km 144) e Casimiro de Abreu (km 190) ainda está em fase de licenciamento ambiental.

A rodovia recebe diariamente cerca de quatro mil caminhões e carretas, que escoam por ali a maior parte da produção agrícola que vem do Nordeste e do Espírito Santo.

Grifo nosso – O que ninguém está comentando nos jornais e nas ruas das cidades da região por onde a obra vai passar é o longo prazo que a licença ambiental da obra demorou para ser emitido e que a mesma terá apenas cerca de 17 quilômetros concluídos a cada ano, até sua data conclusão, 2017!!!

Deputado federal pelo PMDB, o macaense Adrian Mussi, irmão do ex-prefeito Riverton Mussi, hoje, em seu primeiro mandato no Congresso Nacional, já está de olho na campanha para as eleições do ano que vem. Em seu discurso proferido ontem no congresso, ele afirmou ter ido muitas vezes ao IBAMA e a ICMbio para tentar a liberação da licença ambiental da BR-101 e trouxe para si os louros da tão aguardada liberação da mesma. Depois de afirmar em primeira pessoa que ficava feliz por ter conseguido essa licença “e tornado esse sonho realidade”, Adrian disse que estaria presente hoje em Casimiro de Abreu na inauguração da obra da rodovia.

Foto: LB. BR-101 Macaé – Casimiro de Abreu

Anúncios

Comentários desativados em Duplicação da BR-101 Norte começou hoje. Os 70 quilômetros novos levarão quatro anos para serem concluídos

%d blogueiros gostam disto: