!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Primeiro caderno da coleção Cadernos de Comunicação foi lançado na última sexta-feira, durante festa de 21 anos de Rio das Ostras

Amigos da autora do projeto, Leonor Bianchi, e moradores de Rio das Ostras, prestigiam a iniciativa e levaram o livro para casa. O primeiro livro da coleção, ‘A imprensa na cidade que mais cresceu no Brasil. A história recente de Rio das Ostras revisitada em matérias jornalísticas produzidas entre 2005 e 2007, da jornalista Leonor Bianchi marca um importante momento para a literatura sobre a imprensa na cidade. O livro sai pela editora #ruap, do grupo de comunicação do jornal O Polifônico (www.opolifonico.wordpress.com).

Os exemplares estão à venda pelo site do projeto em formato digital (www.cadernosdecomunicacao.wordpress.com) e por demanda através do Clube do Autor. Em breve, será distribuído também em e-book.

No site dos Cadernos de Comunicação, os interessados poderão ler trechos de algumas reportagens que compõem o livro, com 120 matérias produzidas pela jornalista para o jornal Primeira Hora, de Armação dos Búzios.

Adquira seu exemplar através do site.

Comentários desativados em Primeiro caderno da coleção Cadernos de Comunicação foi lançado na última sexta-feira, durante festa de 21 anos de Rio das Ostras

Pré-lançamento do livro ‘A imprensa na cidade que mais cresceu no Brasil: A história recente de Rio das Ostras revisitada em matérias jornalísticas produzidas entre 2005 e 2007’

capa_livro_cc03_para_word

É hoje, a partir das 17h, na Concha Acústica de Rio das Ostras.

O registro do cotidiano é tarefa própria da atividade jornalística. Em muitas vezes, esse registro torna-se a mais completa, se não a única documentação dos fatos de uma comunidade. As notícias e o jornalismo acabam por compor, também, o fio da memória local. O jornalismo, mesmo involuntariamente, escreve a história do lugar. Este livro condensa um período importante na história recente de Rio das Ostras, os anos de 2005, 2006 e 2007.

O objetivo desta publicação é reunir informações que permitam à comunidade local (re)conhecer a identidade, a ideologia e o discurso da imprensa local através da recuperação da história social recente da cidade, e apresentar essa memória para quem não conhece ou passou a conhecer a cidade nos últimos quatro, cinco anos.

A história de Rio das Ostras, nestes últimos 21 anos – tempo em que a mesma emancipou-se político-administrativamente de Casimiro de Abreu -, pode ser contada perfeitamente através das páginas dos jornais locais. É claro, devemos considerar que muitos desses jornais servem apenas para a sustentação ideológica dos grupos políticos dominantes no cenário local. Por isso, é preciso estar atento aos discursos enunciados por esses veículos e como eles são interpretados pelos leitores. Afinal, se falamos de construção de um fio narrativo da história local produzido pelos jornais impressos, precisamos saber interpretar seus enunciados e como estão contando a história, sob qual ótica pretendem ‘oficializar’ a história.

Escolhemos nos debruçar sobre a história recente do município e de sua imprensa local para entendermos um pouco mais sobre este belíssimo balneário, quem são suas personagens para além do povo, do cidadão comum, do trabalhador que ajuda, diariamente, a construir a cidade que mais cresceu no Brasil nos últimos 10 anos, segundo dados de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Comentários desativados em Pré-lançamento do livro ‘A imprensa na cidade que mais cresceu no Brasil: A história recente de Rio das Ostras revisitada em matérias jornalísticas produzidas entre 2005 e 2007’

%d blogueiros gostam disto: