!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Vem aí a 11ª Feira da Terra, em Lumiar

Posted in Cidade, Cultura, Estado, Meio Ambiente, Nova Friburgo, Região, Saúde, Trabalho e Renda, Turismo by ImprensaBR on 01/07/2013

feiradaterra

Está chegando a 11ª edição da Feira da Terra, que este ano acontece em Lumiar, distrito de Nova Friburgo nos dias 26, 27 e 28 de julho. A novidade da programação desta edição da Feira é a realização do I Fórum Intermunicipal de Agricultura, Agroecologia, Alimentação Saudável e Sustentabilidade, que reunirá gestores e trabalhadores rurais de Nova Friburgo,Teresópolis, Macuco, Bom Jardim,Cantagalo, Cordeiro,Santa Maria Madalena,São Sebastião do Alto, entre outros.

Veja mais sobre a programação da 11ª Feira da Terra

580190_585421191498523_1857545368_n

Dia 26 julho

11h – Perfil da Produção da Região Serrana – Lia Caldas- Educadora ambiental, Juliano Palm- Historiador e Reinaldo Queirooz -Prod. Cultural( Casa dos Saberes)
14h – Roda de conversa dos municípios
15h – Sustentabilidade na Produção de Hortaliças – Gerson José Yunes Antônio (Emater)- Eng. Agrôn. eTéc. Regional do Programa Rio Rural
16h – Oficina Cozinha Brasil – SESI
17h – ” Alimentação Saudável – Vanessa Cristina de Paula Lage – Agente de Desenvolvimento Social da Emater- Rio- Trajano de Moraes

27 julho
10h – Sistema produtivo para pequenos produtores agrícolas – Educ. Ambiental Lia Caldas, Historiador Juliano Palm e o Prod. cultural Reinaldo Queiroz
11h – O Desequilíbrio na nutrição de plantas e os agrotóxicos – Eng. Agrôn. Alexandre Jacinto Teixeira- Supervisor Regional da Emater
14h – Oficina Cozinha Brasil – SESI
15h – Palestra do Sebrae
16h- Palestra do Sebrae
17h – Encerramento do Fórum

Para contatar a produção da Feira da Terra, envie email para contato@feiradaterra.org.

Anúncios

Comentários desativados em Vem aí a 11ª Feira da Terra, em Lumiar

Juventude vai às ruas também em Rio das Ostras

Rio das Ostras 2013. A cidade mudou. São 21 anos desde que o distrito de Casimiro de Abreu emancipou-se. A ‘cidade mãe de quem nasce ou de quem vem pra ela’ como diz seu hino, deixou tanta gente mamar em seu seio e comer do seu pão, que, hoje, o número de habitantes da cidade dormitório, da cidade universitária, da cidade esperança, ultrapassa 130 mil e só tende a crescer.

Desde segunda-feira (18) a juventude está saindo às ruas, unindo-se ao movimento das manifestações em todo o Brasil e convidando a população a acompanhar.

Ontem, cerca de 200 jovens, estudantes, trabalhadores, servidores públicos, moradores de Rio das Ostras, organizaram-se em uma manifestação pacífica em frente à Praça José Pereira Câmara, no centro da cidade.

Hoje à tarde, os organizadores do movimento em Rio das Ostras farão uma Oficina de Cartazes e, às  17h, o grupo se reunirá na Praça José Pereira Câmara e seguirá em marcha até a Câmara Municipal, em Terra Firme.

Segundo um dos responsáveis pela comissão de organização das manifestação em Rio das Ostras, cujo nome prefiro preservar no anonimato, o “Movimento é, ao mesmo tempo autônomo e local, tendo como pautas: a Saúde, o Planejamento e o Transporte, a Educação e a Segurança Pública; mas também é a fração do movimento nacional, que a partir do mote dos transporte, se propõe a rediscutir a nossa sociedade como é concebida hoje numa perspectiva de revolução dos paradigmas culturas, econômicos e sociais estabelecidos hoje pelo sistema capitalista.”

Aderindo ao cenário nacional das manifestações que reivindicam a não aprovação da PC 37, que tira o poder investigativo do Ministério Público, o aumento do curto de vida e, principalmente o respeito aos usuários dos transportes coletivos com melhorias das frotas e redução das tarifas de ônibus em todo o Brasil. Rio das Ostras entra na lista das cidades que estão mostrando a força do povo contra os desmandos dos governos e isso, além de ser histórico, representa o amadurecimento da juventude local, que ao longo dos últimos oito anos vem aprendendo a ir pras ruas lutar por dias melhores e condições mais dignas para trabalhar e viver na cidade.

Com relação à relação da PM para com os manifestantes, pelo que vemos no vídeo, aparentemente, contrariamente ao posicionamento da Guarda Municipal em outras manifestações que já vi em Rio das Ostras, onde a mesma recebe comando de formar barreiras e impedir os manifestantes de seguirem em marcha, os policiais militares que aparecem dialogando com um dos manifestantes no vídeo, agiram de maneira pacífica.

Ainda não foi confirmado, mas parece que a Fan Page criada pelos manifestantes na maior rede social do mundo foi bloqueada e denunciada e acabou caindo do ar. O que parece não ter influenciado em nada o movimento, já que horas depois, outra Fan Page já estava online e hoje conta com mais de 4 mil pessoas confirmadas para a manifestação de hoje e de amanhã na cidade.

Rio das Ostras, vem pra RUA!!! Acesse a Fan Page aqui!

Participe do Evento!

Comentários desativados em Juventude vai às ruas também em Rio das Ostras

Lei cria o Observa Mulher, sistema de informações de violência contra a mulher

Posted in Brasil, Cidadania, Educação, Esporte, Rio das Ostras, Saúde, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 04/06/2013

Agora é lei: o Estado do Rio terá um sistema integrado de informações de violência contra a mulher. É o que determina a lei 6.457/13, publicada no Diário Oficial do Executivo desta terça-feira (04/06) e que institui a política estadual que dará origem ao sistema, denominado Observa Mulher-RJ. Com o objetivo de organizar e analisar dados sobre atos de violência contra a mulher no estado e de integrar os órgãos que fazem esse tipo de atendimento, a política incluirá a criação de um cadastro eletrônico.

A norma é de autoria da deputada Inês Pandeló (PT), que explicou que os números documentados hoje saem apenas dos atendimentos nas delegacias. “Mas sabemos que há quem não denuncie à polícia, por isso é fundamental que tenhamos como reunir também os dados que podem ser levantados nos atendimentos médicos, nos Cras…”, enumerou a parlamentar, citando os Centros de Referência da Assistência Social.

Para ela, obter o número mais próximo à realidade garantirá a criação de políticas públicas eficazes para a erradicação desse tipo de crime. “Só há políticas públicas quando há registro, informações que deem embasamento às ações. Há muitas instituições recebendo denúncias, mas não há compilação de dados. É isso que este projeto propõe”, afirmou a parlamentar. O cadastro terá dados sobre a violência praticada, como data, horário local e tipo de delito; informações sobre a vítima, o agressor e histórico de atos de violência entre os envolvidos. O cadastro também reunirá número de ocorrências registradas pelas polícias civil e militar, número de medidas protetivas emitidas Ministério Público e de inquéritos instaurados.

Fonte: Alerj
Leia também – Grupo ‘Chega de Estupros em Rio das Ostras’ leva para a Câmara Municipal, hoje, às 10h, Audiência Pública com a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj, Inês Pandelô.

Comentários desativados em Lei cria o Observa Mulher, sistema de informações de violência contra a mulher

PURO e SEMUSA promovem II Semana Integrada de Enfermagem, em Rio das Ostras

Posted in Brasil, Cidadania, Educação, Rio das Ostras, Saúde by ImprensaBR on 10/05/2013

LB

A Prefeitura de Rio das ostras, por meio da Secretaria de Saúde, e o Polo Universitário de Rio das Ostras (PURO), promoverão, entre 13 e 17 de maio, a II Semana Integrada de Enfermagem do município, dentro da  Semana Brasileira de Enfermagem.

A abertura da Semana será na Câmara Municipal de Rio das Ostras, no dia 13 de maio, às 10h. Estarão presentes na ocasião, o prefeito Sabino, a secretária de Saúde, Ana Cristina Guerrieri, o coordenador de Enfermagem de Rio das Ostras, Rones Veloso, a coordenadora do curso de Enfermagem do PURO, Sandra Maria do Amaral Chaves, e a deputada estadual Rejane Almeida, que ministrará palestra sobre o tema da Semana.

A agenda da II Semana Integrada de Enfermagem de Rio das Ostras começa no dia 14, às 8h, no auditório da Escola Municipal Maria Teixeira de Paula, quando será realizado um breve curso de Prevenção e Tratamento de Úlceras. À tarde, neste dia, será realizado no PURO, das 13h às 18h, um breve curso sobre Consulta em Enfermagem. 

Para saber mais sobre a programação da II Semana Integrada de Enfermagem de Rio das Ostras, entre em contato com o PURO ou com a Secretaria de Saúde de Rio das Ostras.

E-mail do curso de Enfermagem: enfepuro@gmail.com

SEMUSA: (22) 2764 5670

Comentários desativados em PURO e SEMUSA promovem II Semana Integrada de Enfermagem, em Rio das Ostras

Projeto Saúde em Vídeo promove exibição de filmes em que o assunto são os problemas da área da saúde

Posted in Cinema, Outras Fontes, Saúde by ImprensaBR on 01/04/2013

O Projeto Saúde em Vídeo tem como objetivo discutir questões da área de saúde e/ou promoção da saúde de forma didática. A intenção é que as pessoas tomem conhecimento sobre os inúmeros aspectos relacionados ao aprendizado, resultados, vivências, experiências de vida e casos reais que contribuirão direta ou indiretamente para o crescimento pessoal e profissional de cada individuo. O Cine Benf, nome da mostra, ocorrerá no auditório da Escola de Enfermagem da UFF, todas as segundas-feiras de cada mês, às 13h, na Rua Doutor Celestino, 74, 1° andar, Centro, Niterói. O público poderá, além de assistir, participar da escolha dos filmes exibidos, atuais ou antigos, sobre os mais diferentes casos, verdadeiros ou fictícios. Inayá Gomes de Andrade, a bibliotecária responsável, acredita que os títulos selecionados irão proporcionar momentos de reflexão sobre o cuidado com o ser humano. 

No dia 8 de abril será exibido o filme “Antes de Partir”, em que Carter Chambers (Morgan Freeman), um homem casado de 46 anos, será submetido a um tratamento experimental para combater o câncer. Internado no hospital, passa a ter como companheiro de quarto Edward Cole (Jack Nicholson), um rico empresário que é dono do próprio hospital. Edward também está com câncer e, após ser operado, descobre que tem poucos meses de vida. O mesmo acontece com Carter, que decide escrever a “lista da bota”, algo que seu professor de filosofia na faculdade passou como trabalho muitas décadas atrás. A lista consiste em fatos que Carter deseja realizar antes de morrer. Ao tomar conhecimento da tal lista, Edward propõe que ambos a realizem, o que faz com que partam em viagem pelo mundo a fim de aproveitarem seus últimos meses de vida.

Ascom UFF

Comentários desativados em Projeto Saúde em Vídeo promove exibição de filmes em que o assunto são os problemas da área da saúde

Secretário de Saúde de Rio das Ostras pede exoneração

Posted in Rio das Ostras, Saúde by ImprensaBR on 05/03/2013

Por LB

Em meio a uma grave crise na saúde riostrense e no auge da maior epidemia de Dengue já enfrentada pela cidade, Dr. Gilson, o Gilson do PV, candidato ao legislativo riostrense nas ultimas eleições (eleito como suplente na Casa, mas depois foi nomeado secretário de Saúde de Rio das Ostras), pediu sua exoneração do cargo. O boato que circulava na cidade foi confirmado esta semana.

gilson_pilantra_do_pv

 

Gilson, que aproveitava os altos vencimentos pagos pelo cargo para viajar para fora do Brasil, esteva na Disneilândia este ano, quando a secretaria sem sua presença teria comprado o veneno Malathion, de combate ao mosquito da Dengue. Veneno este, que segundo estudos norte-americanos pode causar anomalias genéticas e câncer em quem mantém contato com a química.

saude-riodas_gilson_exonerado

 

Secretário entrou para o poder legislativo municipal

Presidente do PV de Rio das Ostras, Dr. Gilson foi candidato a vereador nas eleições de 2012 com o número 43043. Com uma campanha rica, teve centenas de painéis pregados em casas do bairro mais caro da cidade – Costazul – carros adesivados, publicidades diferenciadas nas ruas…

115

Dr. Gilson é também presidente da Associação Médica de Rio das Ostras, presidente do Conselho Regional de Médicos Credenciados à Unimed. 

Em seu perfil na rede social Facebook, lemos como ele se define:

Sobre

Meu principal objetivo é colaborar para a melhora da qualidade de vida aos riostrenses trazendo uma política de renovação para nossa cidade.

Biografia

Dr. Gilson é pediatra, pai de três filhos, quatro netos e um apaixonado por Rio das Ostras. Tem um histórico de conquistas no município, que conhece há 40 anos e reside nos últimos 15. Antes de morar em Rio das Ostras, foi fundador e diretor presidente da Unimed de Valença, fundador da Sociedade Médica de Miguel Pereira e Paty de Alferes (SOMIPA) e secretário de Saúde em Paty de Alferes.

Em Rio das Ostras, Dr. Gilson foi diretor da Unimed Costa do Sol por oito anos junto ao deputado federal Dr. Aluizio. Nesta época, ele intermediou e foi responsável por trazer a assistência da Unimed para os funcionários da Prefeitura Municipal de Rio das Ostras. Também foi presidente fundador da Associação Médica do município (ASSOMERO). Atualmente, Dr Gilson é delegado representante da Sociedade Brasileira de Alergia-Imunologia na Costa do Sol (ASBAI-RJ) e delegado representante da Sociedade Médica do Estado do Rio de Janeiro (SOMERJ) na Costa do Sol.

Com o principal objetivo de colaborar para proporcionar melhor qualidade de vida ao riostrenses, Dr. Gilson quer ser vereador e, ao lado de Sabino e Gelson Apicelo, trazer uma política de renovação para Rio das Ostras. Vai propor leis e projetos direcionados à saúde e educação, além de cuidar do meio ambiente e do cidadão.

Sobre Mim

Infância vivida em Inhaúma – RJ, ginásio e científico no Colégio Pedro II internato em regime semi-interno, jogador de futebol no América F.C. (clube de coração), formado em Medicina pela UFRJ, especialista em Pediatria, Alergia e Imunologia. Pai de três filhos, um engenheiro, uma médica e uma jornalista e avô de quatro netos.

Antes de vir para Rio das Ostras morei em Miguel Pereira, onde fui fundador e diretor presidente da Unimed de Valença, fundador da Sociedade Médica de Miguel Pereira e Paty de Alferes (SOMIPA) e Secretário de Saúde de Paty de Alferes.

Aqui fui diretor da Unimed Costa do Sol por 8 anos junto com Dr. Aluízio (deputado federal), época em que intermediei e trouxe a Unimed para os funcionários da Prefeitura Municipal de Rio das Ostras. Fui o presidente fundador da Associação Médica de Rio das Ostras (ASSOMERO). Sou delegado – representante da Sociedade Brasileira de Alergia – Imunologia na Região Costa do Sol (ASBAI-RJ), e delegado – representante da Sociedade Médica do Estado do Rio de Janeiro (SOMERJ) na Costa do Sol.

Citações favoritas

“Atenção e saúde para todos… Para mudar, tem que confiar”’

Nas urnas

Dr. Gilson foi Candidato a vereador e ficou como suplente em Rio das Ostras pelo PV, na coligação Renovação e Trabalho, com 479 votos (1,11% dos votos).

Com a notícia, fica a pergunta: Quem será o novo secretário da pasta?

Foto do carro: LB
Foto do Dr. Gilson: Internet

Comentários desativados em Secretário de Saúde de Rio das Ostras pede exoneração

Cartão do bem ou cartão do mal?

D20071218_H152710_ID7271

Mudou o ano, mudou o governo, mas a política populista parece nunca ter estado tão forte e consolidada em Rio das Ostras.

Uma semana antes do Carnaval, o novo-velho prefeito da cidade, Alcebíades Sabino, concedeu o beneficio chamado ‘Cartão do Bem’ para 2.600 moradores de Rio das Ostras. A política de assistencialismo não é de hoje no rico município de moradores pobres e vem seguida de outras tantas como você lerá ao final desta matéria.

Para quem não lembra, ou para os novos moradores que nem sabem do fato, o benefício ‘Cartão do Bem’ foi criado em 2007 pelo antigo prefeito do PMDB Carlos Augusto Baltazar (2005 – 2008 e 2009 – 2012 à frente da Prefeitura de Rio das Ostras) como substituição à Cesta Básica dada pela Secretaria de Bem-estar Social. Era para ser destinado a moradores com renda per capita de, no máximo, um salário mínimo.

Quando foi criado, o Cartão causou muita indignação entre os munícipes mais esclarecidos pelo fato de aquele ser um ano que antecedia as prévias eleitorais e a criação de uma lei municipal estabelecendo transferência de renda para cerca de 10 mil pessoas soava como compra de votos à luz do dia. Na época, o cidadão tinha a possibilidade de retirar o dinheiro no Banco do Brasil ou então fazer compras utilizando-o como cartão de débito em qualquer estabelecimento que aceitasse o pagamento com Visa Electron. Os comerciantes não precisavam fazer nenhum tipo de cadastro para participar do programa.

Este ano, antes do Carnaval, Sabino fez um mutirão envolvendo 150 servidores da prefeitura para refazerem o cadastro dos beneficiários antigos e incluir outros novos para ganharem mensalmente do governo municipal a quantia de R$ 100,00, mesmo valor dado em 2007 para os beneficiários.

A cidade, que vive hoje uma explosão populacional, precisa de fortes investimentos em infraestrutura, saúde, educação, habitação, qualificação profissional e inovação em ciência e tecnologia. Porém, o que vemos é a perpetuação de uma política arraigada ao populismo e na dependência do indivíduo para com o Estado, que ao invés de viabilizar formas para que ele – cidadão – trabalhe, oferece-lhe benefícios em dinheiro, em troca de popularidade e quem sabe, de sua continuidade no governo para além desta nova-velha gestão que acaba de começar. Acaba de começar e já disse a o que veio…

Não fossem os R$ 100,00 de mesada que Sabino está dando para quase 3 mil moradores de Rio das Ostras, mais uma medida populista foi anunciada na semana passada: a construção – em parceria com a construtora mais denunciada nos últimos anos no Brasil, MRV – de casas populares na cidade. Mas esta ação populista será a pauta de outra matéria.

 

Comentários desativados em Cartão do bem ou cartão do mal?

Sociedade riostrense contra o estupro

Aconteceu nesta terça, dia 29 de janeiro, a primeira reunião da Campanha Chega de estupros em Rio das Ostras, movimento iniciado por um grupo de professores do curso de Serviço Social da UFF/ PURO, com o intuito de tornar público o grande número de estupros que acontecem em Rio das Ostras, bem como levar ao poder público demandas e propostas para combater este tipo de violência.

A reunião foi veiculada por meio de e-mails e redes sociais, aberta a toda comunidade, já que o objetivo foi a construção coletiva de propostas de ação. O encontro teve participação de aproximadamente 60 pessoas, entre alunos e professores da UFF, profissionais de saúde do município, representantes de movimentos sociais e moradores de Rio das Ostras, todos indignados com a atual situação de casos de estupro que vigora na cidade.

Não é a primeira vez que os professores do PURO se sensibilizam e organizam ações para combater a violência contra a mulher em Rio das Ostras. Apesar de ter sido chamado por um grupo de pessoas, este movimento é de toda a população de Rio das Ostras.

Foram organizadas como parte da campanha atos de panfletagem para sensibilizar a população para esta realidade. O primeiro aconteceu no último domingo, na praia do Centro e na Lagoa de Iriry até a praia de Costa Azul.

No ato de domingo, integrantes do movimento distribuíram folhetos explicativos para os moradores da cidade e turistas.

Outras atividades envolvendo panfletagem serão feitas durante o Carnaval, e nas redes sociais. Toda a população está convidada a participar dos atos.

Segunda reunião da campanha será dia 20, na UFF

Será organizado um ciclo de debates na UFF, com a presença de estudiosos do assunto, representantes do poder publico, dos movimentos sociais e da segurança pública da cidade (ainda a serem convidados).

No dia 20 de fevereiro, às 17h30, será realizada, na UFF/PURO, a segunda reunião da campanha, onde será construído um documento a ser encaminhado ao poder público municipal, com propostas de prevenção aos estupros, bem como medidas que qualifiquem e humanizem o atendimento às mulheres vitimas desta violência.

Saiba mais sobre a campanha acessando o grupo da campanha “Chega de estupros em Rio das Ostras”, no Facebook.

Leia mais sobre o assunto

O jornal O Polifônico apoia esta iniciativa.

Texto de Paula Sirelli com Edição de Leonor Bianchi.

Comentários desativados em Sociedade riostrense contra o estupro

Começa hoje inscrição para a Semana do Serviço Social do PURO

Posted in Cidadania, Cidade, Cultura, Educação, Região, Saúde by ImprensaBR on 07/05/2012

Inscrições são gratuitas e todos podem participar 

Interessados em participar da Semana do Serviço Social do PURO podem se inscrever gratuitamente entre hoje e sexta-feira, dia 11 de maio. Para realizar a inscrição é necessário solicitar a Ficha de Inscrição para o e-mail: semanaservicosocialuffpuro@gmail.com ou baixar pelo site www.puro.uff.br. Haverá certificado para os participantes.

A Semana do Serviço Social do PURO acontecerá entre os dias 21 e 25 de maio no Polo com o tema “Crise e os Impactos nas Políticas Sociais”, e está repleta de atividades para alunos, professores e comunidade.
Veja a Programação:
21 de maio – 17h – Credenciamento
21 de maio – 18h30 às 22h
Mesa de Abertura:
Tema: Crise e impactos nas políticas sociais
Palestrantes: Prof. Dr. Marildo Menegat (SS/UFRJ) e Prof. Dr. Mauro Iasi (SS/UFRJ)
Coordenador: Prof. Dr. Felipe Brito (SS/UFF/PURO)
22 e 23 de maio – 18h30 às 22h
Mini-cursos:
1  Investigando as Políticas de Assistência e Proteção à Infância:Psicologia e ações do Estado Palestrante: Profa. Dra. Irene Bulcão (PSICO/UFF/PURO)
2  A história da educação no Brasil  Palestrante: Prof. Dr. Ranieri Carli (SS/UFF/PURO)
3. “Questão Ambiental” e Serviço Social
Palestrantes: – Prof. Dr. Edson Teixeira (UFF/PURO) e A.S. Tatiana Tavares (Mestranda UFF)
4. “70 anos de Formação do Brasil contemporâneo”  A interpretação de Caio Prado Júnior:história e atualidade  Palestrante: Prof. Dr. Wanderson Fábio de Melo (SS/UFF/PURO)
5. Processos de democratização e controle social na América Latina e na particularidadebrasileira  Palestrante: Profa. Dra. Gláucia Alves Lelis (UFRJ)
6. Dependência Química: atualidade e perspectivas  Palestrante: Profa. Taís Veronica CardosoVernaglia (ENF/UFF/PURO)
7. Introdução à análise da Política Social por meio de filmes  Palestrantes: Profa. Ms. ClariceCosta Carvalho (UFF/PURO), Profa. Ms. Leile Silvia Candido Teixeira  (UFF/PURO) e Graduanda Raylane Walker ((UFF/PURO)
8. Mini-curso: Violência e Políticas Sociais no Espaço Urbano  Palestrantes: Prof. Dr. Felipe Brito(SS/UFF/PURO), Bruno Ferreira Teixeira (SS/UFF/PURO) e Wallace dos Santos Moraes(SS/UFF/PURO)
9. Processos de Trabalho e Resistência: O caso da Fábrica Flaskô – Palestrante: Paulo RobertoAndrade Castro (Cientista Social, Doutorando IFCS/UFRJ)
10. Educação em Direitos Humanos – Palestrante: Prof. Ms. José Rodrigo Barth Adams(SS/UFF/PURO)
24 de maio – 18h30 às 22h
Mesa: Crise e impactos nas políticas sociais: desafios, perspectivas e alternativas
Palestrante: Profa. Dra. Sara Granemann (UFRJ)
Coordenador: Prof. Ms. Bruno Ferreira Teixeira (SS/UFF/PURO)
25 de maio – 18h30 às 22h
Lançamento de livro
Título da obra: A estética de György Lukács e o triunfo do realismo na literatura
Autor: Ranieri Carli
Mediador: Sálvio Fernandes de Melo
Atividade Cultural:
Grupo de Choro Coletivo Só Pra Moer
Local:

Polo Universitário de Rio das Ostras – PURO
Universidade Federal Fluminense – UFF
Rua Recife, S/N, Jardim Bela Vista
Rio das Ostras, RJ.
 

Comentários desativados em Começa hoje inscrição para a Semana do Serviço Social do PURO

Rio das Ostras na lista das cidades que registraram morte por Dengue

Posted in Clipping: O que sai na mídia sobre Rio das Ostras, Esporte, Saúde by ImprensaBR on 05/04/2012

Dengue: números apontam epidemia em Niterói, SG, Itaboraí e Maricá

Em Maricá, governo nega e tenta mascarar problema

Os números de casos suspeitos de dengue aumentam, semanalmente, na Região Leste Fluminense. As autoridades ainda não falam em epidemia para as cidades de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá, mas os números apontam para esse quadro na maioria delas. As cidades juntas registram 5.672 casos suspeitos de dengue acumulados entre o início do ano e na última quarta-feira e seis mortes pela doença confirmadas, cinco em São Gonçalo e uma em Maricá. E, quando calculada a taxa de incidência, utilizando a relação do número de casos suspeitos da doença com o número da população, o resultado coloca na classificação de epidemia Niterói, Itaboraí e Maricá.

O Ministério da Saúde classifica como epidemia quando a taxa de incidência em uma cidade passa de 300 casos de suspeita da doença por 100 mil habitantes. A cidade de Niterói está com a taxa de incidência de 337 casos suspeitos notificados por 100 mil habitantes, considerando dados do último levantamento da Secretaria Estadual de Saúde. O que já pode ser considerado um caso de epidemia.
Em pior situação está Itaboraí e Maricá, ambas apresentam uma taxa de incidência muito alta, 646 e 542, respectivamente. São Gonçalo, apesar de ter o maior número acumulado do ano de casos suspeitos de dengue, 1924 notificações, tem uma taxa de incidência moderada, de 192 casos por 100 mil habitantes, por causa da grande população (999.900 habitantes).
O infectologista Edmilson Migowski, do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), diz que, apesar de as cidades só terem atingido este número de casos agora, elas já devem estar vivendo o quadro de epidemia há algumas semanas.
“Historicamente, apenas 10% de casos de doença são notificados. Se levarmos em consideração que os casos leves de dengue não são notificados e apenas um terço da população apresenta sintomas que permitem que o médico diagnostique a doença, este número divulgado corresponde a 30 vezes menor que o número real”, diz Migowski.
O especialista acredita que a subnotificação ocorre por falta de um sistema informatizado e médicos muito atarefados que não possuem tempo para fazer a notificação. Para ele, os números de 2011 assustam.
“Este ano é diferente, além do número alto de contaminação, foi registrado no país um novo tipo da doença, o tipo 4, e a existência de uma população vulnerável, que já foi previamente exposta aos outros tipos, pode criar um caso de letalidade maior do que visto antes”, explica o infectologista.
A Secretaria estadual de Saúde não considera que as cidades da Região Leste Fluminense estejam em situação de epidemia. O motivo é que os critérios para avaliar um quadro de epidemia no Estado, vão além da relação número de casos e população, considerando também itens como a série histórica de casos notificados e se a curva de incidência se sustenta ao longo do tempo. Ainda de acordo com a secretaria, neste momento, Maricá, Niterói, São Gonçalo e Itaboraí não estão com epidemia e nem correm o risco de estar nessa situação.
Critérios diferentes
No final de março, a Prefeitura do Rio alterou seus critérios para definir a taxa de incidência de epidemia da dengue. Antes do novo método, 14 bairros estavam sob alerta de surto, com a mudança todos os bairros saíram desta condição. A Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro acrescentou o item de tendência ininterrupta de alta dos casos nas últimas cinco semanas, descaracterizando a situação de epidemia nos bairros da cidade. Atualmente a cidade do Rio de Janeiro tem 21.915 casos suspeitos notificados.
O critério da Organização Mundial da Saúde, seguido pelo Ministério da Saúde (MS), considera que existe epidemia quando há mais de 300 casos por 100 mil habitantes. O MS informou que os Estados e municípios têm autonomia para definir suas metodologias, desde que informe o número de casos suspeitos notificados.
No Estado são 56.882 casos suspeitos notificados e 39 mortes confirmadas. O maior número de casos está na capital: 13. Foram registradas ainda mortes em São Gonçalo (cinco), São João do Meriti (quatro), Nova Iguaçu e Duque de Caxias (três cada um), Magé e Mesquita (duas). Cabo Frio, Maricá, São José do Vale do Rio Preto, Bom Jesus de Itabapoana, Itaocara, Itaperuna e Rio das Ostras tiveram as outras ocorrências.

Fonte: Maricá Info

Comentários desativados em Rio das Ostras na lista das cidades que registraram morte por Dengue

PURO promove primeiro curso de especialização

Posted in Cidade, Educação, Saúde by ImprensaBR on 22/02/2012
O Pólo Universitário de Rio das Ostras (Puro) da Universidade Federal Fluminense estará com inscrições abertas no período de 27 de fevereiro a 2 de março para o preenchimento de 30 vagas para o  primeiro curso de especialização em Gestão de Cuidado em Saúde.
As inscrições serão efetuadas no Departamento Interdisciplinar (RIR) do Puro, quando os candidatos deverão estar munidos da ficha de inscrição, cópia   autenticada (frente e verso) do diploma de graduação ou da certidão original de conclusão do curso de graduação, da carteira de identidade, do CPF, currículo, duas fotos 3×4, carta de intenção do candidato para a especialidade e comprovante de pagamento no valor de R$ 50,00,  efetuado no Banco do Brasil, através da Guia de Recolhimento da União (GRU).
O processo de seleção contará com prova dissertativa sobre questões pertinentes à área da especialização, análise do currículo e entrevista.
O Curso terá a duração de 18 meses com início das aulas no dia 13 de abril, no Puro, que fica na Rua Recife, s/n, Jardim Bela Vista.

Mais informações no pólo, ou através dos telefones (22) 27600497, (22) 27600813, (22) 27600848, ramal 4317 ou pelo e-mail: depinter@vm.uff.br.

Colaborou com o envio do texto: Katia Marro

Comentários desativados em PURO promove primeiro curso de especialização

A Prefeitura de Rio das Ostras tentou discrição, mas a ronda jornalística d’O Polifônico denuncia: Gigogas invadem Lagoa de Iriry.

Posted in Cidade, Infraesturutura, Meio Ambiente, Saúde, Turismo by ImprensaBR on 27/01/2012
Mas… teriam vindo com as chuvas de verão essas pragas, ou colocadas pela própria prefeitura na lagoa para filtrar os poluentes da água? Como não temos acesso aos responsáveis pela Secretaria de meio Ambiente, Agricultura e Pesca de Rio das Ostras, pois a Secretaria de Comunicação Social veta qualquer contato do jornal com os gestores públicos da cidade, não temos um depoimento do secretário de Meio Ambiente para saber mais informações sobre a operação de coleta de gigogas na lagoa de Iriry, esta semana.

O que vimos aconteceu na manhã da última quarta-feira, dia 25 de janeiro.
Ficam algumas perguntas… sobre essas gigogas… uma delas é a que mais me intriga: estariam ali essas espécies se multiplicando à custa dos microrganismos despejados diretamente na lagoa, ou em português claro, cocô? Sim, sabemos que as gigogas se alimentam de matéria orgânica e se multiplicam muito rádido quanto mais comem. E, na medida em que engordam, morrem, ficando sem sua função de filtro dos poluentes da água, tornando-se uma praga no ambiente onde está. Além disso, essa espécie aquática abriga em torno de si uma série de espécies de incetos e mosquitos, que impactam o meio ambiente que havia naquele habitat antes dela chegar.
Sabemos que a manutenção periódica dos canais do município, a fim de conter a proliferação de gigogas acontece sempre que essas plantas tomam conta dos canais, mas no caso das gigogas da lagoa de Iriry, elas podem ter aparecido ali com as chuvas e se proliferaram rapidamente dada a grande quantidade de poluentes na água. Ou, o que seria ainda uma lástima, a PMRO teria colocado as gigogas na lagoa justamente para que elas funcionassem como filtros naturais dos poluentes despejados in natura na lagoa.
Não é de hoje que moradores dos bairros Bela Vista, Recreio e Ouro Verde denunciam o despejo do esgoto in natura nas águas da lagoa. Em janeiro de 2010, após crianças passarem mal depois de banharem-se nas águas da lagoa de Iriry, uma equipe do INEA veio à cidade para coletar amostras da água. Os técnicos do Instituto Estadual do Meio Ambiente selecionaram dois locais diferentes para fazer a coleta das amostras e as duas análises feitas; uma para aferir a presença de esgoto na água e a outra para identificar se as algas encontradas na lagoa eram consequência da poluição, deram laudo positivo para as águas da lagoa e o banho foi liberado pelo documento emitido pelo INEA.
Ainda assim, frequentemente recebemos denúncias de que obras no entorno da lagoa despejam seus esgotos na lagoa.
Gigogas = hepatite e diarréia
Em Rio das Ostras, na lagoa de Iriry, vimos uma quantidade enorme de gigogas sendo retiradas da lagoa de Iriry. Não posso afirmar em números essa quantidade, mas em duas horas que permaneci no local, vi mais de seis caminhões como os que estão no vídeo que fiz, saindo da lagoa lotados de gigogas. Para onde foi esse ‘lixo’ também não sabemos.
Enquanto isso, a prefeitura vem, há duas décadas, autorizando novos licenciamentos para obras no entorno da  APA de Iriry sem ter o local nenhuma rede de coleta e tratamento de esgoto.
A lagoa de Iriry se transformou num imenso vaso sanitário a céu aberto e é um dos cartões postais mais belos de Rio das Ostras. Semana passada (22 de janeiro) a prefeitura promoveu ali a Caminhada na Natureza. O evento faz parte do Circuito Internacional de Caminhadas da Anda Brasil com vasta divulgação da imprensa local, regional e com direito a uma notinha até no suplemento ‘Bairros’ do jornal O Globo. No mínimo, o que a PMRO deveria fazer diante dessas imagens que você está vendo abaixo, era enviar uma nota esclarecendo a origem dessas gigogas na lagoa de Iriry neste verão 2012. Afinal, trazer turista para a cidade é uma necessidade econômica, mas lotar pronto-socorro em mais um verão com casos de crianças que passaram mal depois de nadarem na lagoa de Iriry é trabalhar contra o turista, contra os moradores, contra a cidade.
Macaé opta por não fazer um sistema de tratamento de esgoto e coloca gigogas na lagoa de Imboassica para filtrar poluentes despejados no local. Lá, a prefeitura tentou pôr em prática um projeto no mínimo irreverente  e às avessas. Veja você, que ao invés de construir um sistema tratamento de esgoto na cidade, os gestores da capital do petróleo resolveram colocar gigogas na lagoa de Imboassica para que essas plantas fizessem o serviço de despoluição de suas águas, já que muito esgoto é despejado (ainda) na lagoa.
Leia matéria publicada no RJ Intertv em 10/10/2011
Gigogas são utilizadas para filtrar esgoto na Lagoa de Imboassica
A expectativa da ação é melhorar a qualidade da água enquanto o tratamento de esgoto não é concluído na região.
O projeto de fitorremediação na Lagoa de Imboassica, em Macaé, começou há uma semana e tem o objetivo de utilizar gigogas para filtrar o esgoto lançado na água. A expectativa da ação é melhorar a qualidade da água enquanto o tratamento de esgoto não é concluído na região.
O trabalho é feito por um grupo de pescadores voluntários, eles retiram as gigogas das margens da lagoa, colocam as plantas nas canoas e transportam o material até um ponto, onde é despejado o esgoto sem tratamento de um bairro próximo. A área está delimitada por uma corda flutuante para assegurar que as plantas fiquem concentradas.
As gigogas tem o papel de filtrar a água, funcionam como uma esponja absorvendo o material poluente. O projeto deve ter continuidade até a instalação do sistema de esgoto na lagoa, que ainda não tem previsão para ser feito.
O uso da gigoga como alternativa para diminuir os efeitos da poluição não é uma unanimidade. Segundo alguns especialistas, essa planta de origem amazônica, pode se tornar uma praga. O engenheiro ambiental, Júlio César Leitão, explica que a planta se prolifera com muita rapidez e pode provocar um desequilíbrio ecológico se não tiver um rigoroso acompanhamento.
A secretaria de Ambiente informou que é feito o controle para evitar o desequilíbrio ambiental. Além de análises para acompanhar a qualidade da água.
Vídeo: http://intertvonline.globo.com/rj/noticias.php?id=21293

Comentários desativados em A Prefeitura de Rio das Ostras tentou discrição, mas a ronda jornalística d’O Polifônico denuncia: Gigogas invadem Lagoa de Iriry.

Morador de Rio das Ostras posta vídeo na internet denunciando estado de calamidade em seu bairro

Não é de hoje que as ruas do bairro Chácara Mariléa precisam de atenção especial do governo. Ainda em fase de crescimento, de construção de novas habitações, a Chácara Mariléa ainda não tem estrutura básica para isso. É nesse bairro que está localizada a ETE da cidade, segundo a própria prefeitura, uma das estações de tratamento de esgoto mais preparadas e eficazes do Brasil.
Veja a série de vídeos que gravei há um ano na rua Cambuci: 

Rua Cambuci

Chácara Mariléa... e suas ruas Cambuci, Aristóteles da Cunha e Acerbal Pinto Malheiros preservam os ares de roça dos tempos em que a Petrobras ainda não havia aportado em Macaé.

A rua Cambuci fica logo atrás daquela margem do rio das Ostras.

Cambuci com Aristóteles da Cunha.

Rua Almir Ventura, próxima a rua Cambuci.

Foi nesse bairro que o prefeito Carlos Augusto fez sua festa de 51 anos, em 2011, atormentando a paz dos moradores locais como eu, por exemplo, que fui obrigada a passar a tarde do sábado da festa do senhor todo poderoso prefeito de Rio das Ostras ouvindo uma péssima cantora desafinada tentando cantar… e depois fui obrigada ainda a ouvir os 20 minutos de fogos pirotécnicos queimados deliberadamente. Um verdadeiro absurdo. Muita falta de respeito pela vizinhança! Mas para amenizar, o prefeito ficou na porta da casa das pessoas vizinhas ao local da festa-churrascada convidando-as para a mesa farta. Pão e circo sempre.
O jornal O Polifônico já mostrou várias fotos das ruas Cambuci, Aristóteles da Cunha, Acerbal Pinto Malheiros completamente alagadas, mas isso foi no verão de 2011. Sem nada feito na local, um ano depois o quadro piorou e na Cambuci, rua da ETE e por onde passam as kombis que fazem o transporte coletivo dos moradores do bairro, o caos é total.
Um morador do bairro, indignado com a situação calamitosa no local, publicou esse vídeo na internet para chamar atenção dos gestores para a precariedade enfrentada por quem reside em Chácara Mariléa. Ele pede atenção do prefeito, manda chamar a moradora antiga do bairro, Sônia Tojal, que quer ser vereadora no município, para que ela veja a cena, mas obviamente, até agora…  será que foi ouvido?
Veja o vídeo postado pelo morador:

Comentários desativados em Morador de Rio das Ostras posta vídeo na internet denunciando estado de calamidade em seu bairro

!?

Estudante do PURO pinta faixa em protesto à morte da amiga de curso atropelada em frente à universidade, Maria Clenilda. O descaso da prefeitura foi tanto, que a estudante morreu em consequencia da omissão. No dia seguinte de sua morte o prefeito mandou a GM ligar o semáforo em frente ao Polo.

Comentários desativados em !?

Notas sobre a suspensão do repasse financeiro da Ministério da Saúde à Prefeitura Municipal de Rio das Ostras

Posted in Cidade, Matheus Thomaz, Saúde by ImprensaBR on 30/05/2011

Por Matheus Thomaz

Um Blog aqui da região, noticiando a aprovação de uma CPI da Saúde apresentou uma portaria do Ministério da Saúde oficializando um bloqueio de repasse de financiamento para políticas pertinentes à saúde pública.

http://observatorioderiodasostras.blogspot.com/2011/05/aprovada-cpi-da-saude-em-rio-das-ostras.html

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/portaria856_060511.pdf

Primeiro uma familiarização com os termos colocados na portaria. Trata-se do bloqueio do repasse de verbas do bloco da vigilância em saúde, conforme estabelecido no Pacto pela Saúde. Mas o que é o Pacto pela Saúde? Nas palavras do próprio Ministério da Saúde:

É um acordo assumido entre os gestores responsáveis pela implementação do Sistema Único de Saúde, ou seja, os secretários municipais, estaduais, do Distrito Federal e o ministro da Saúde, com o objetivo de estabelecer novas estraté­gias na gestão, no planejamento e no financiamento do sistema de forma a avançar na consolidação do SUS. O Pacto envolve ainda o compromisso de ampliar a mobilização popular e o movimento em defesa do SUS.

O que se chama de Pacto pela Saúde, na verdade é formado por três Pactos: o Pacto pela Vida, o Pacto em defesa do SUS e o Pacto de Gestão.

 • O PACTO PELA VIDA estabelece compromissos de atingir metas sanitárias entre os gestores do SUS, com base na definição de prioridades que resultem em real impacto no nível de vida e saúde da população brasileira.

 • O PACTO EM DEFESA DO SUS estabelece compromissos polí­ticos envolvendo o Estado, ou seja, o governo e a sociedade civil, a fim de consolidar a efetivação do processo da Reforma Sanitária Brasileira, nos moldes em que foi inscrito na Consti­tuição Federal.

 • O PACTO DE GESTÃO define as responsabilidades sanitárias de cada gestor municipal, estadual e federal para a gestão do SUS, nos aspectos da gestão do trabalho, educação na saúde, descentralização, regionalização, financiamento, planejamento, programação pactuada e integrada, regulação das ações e serviços, monitoramento e avaliação, auditoria e participação e controle social. .(Dialogando sobre o Pacto pela Saúde)

Esse pacto, construído entre o ano de 2005 e 2006, tratava de um grande acordo político entre gestores das três esferas e os demais segmentos da saúde (trabalhadores e usuários) mediados pelos conselhos de saúde também das três esferas. Essa ação foi impulsionada pela secretaria de gestão participativa do Ministério da Saúde. Lembro-me um pouco deste processo, pois nesta época eu era estagiário-bolsista de um projeto de pesquisa na UERJ que assessorava a esta mesma secretaria.

O pacto também versava sobre o financiamento da saúde e outro aspecto realçado no pacto é a participação popular e o fortalecimento dos conselhos, principalmente para acompanhar essas questões já que, a partir do pacto, os repasses poderiam ser suspensos.

Vejam:

O Pacto representa também o fim da lógica fragmentada do financiamento da saúde, efetivada por meio da transferência de recursos do Ministério da Saúde para estados e municípios em mais de 100 formas de repasse – as famosas “caixinhas”. Os recursos predestinados não permitiam ao gestor gastá-lo com outra prioridade do município. Com o Pacto, a transferência de recursos será estruturada em 5 blocos de financiamento, o que reforça o papel da gestão municipal na definição de suas prio­ridades, com base na análise dos problemas locais, fortalecendo a descentralização.

Blocos de financiamento para o custeio

• Atenção Básica.

• Atenção de Média e Alta Complexidade.

• Vigilância em Saúde.

• Assistência Farmacêutica.

• Gestão do SUS. .(Dialogando sobre o Pacto pela Saúde)

A suspensão no município de Rio das Ostras se deu no bloco de Vigilância em Saúde. O que seria isto?

c.3) Bloco de financiamento para a Vigilância em Saúde

O Limite Financeiro da Vigilância em Saúde possui dois compo­nentes: a Vigilância Epidemiológica e Ambiental em Saúde e a Vigilância Sanitária em Saúde.

Os recursos financeiros correspondentes às ações de Vigilância em Saúde comporão o Limite Financeiro de Vigilância em Saúde dos estados, municípios e do Distrito Federal e representam o agrupamento das ações da Vigilância Epidemiológica, Ambiental e Sanitária.

O financiamento para as ações de vigilância sanitária deve mudar a maneira de pagamento por procedimento para financiamento do custeio de ações coletivas, visando, portanto, garantir o controle de riscos sanitários, na perspectiva de avançar no trabalho de regulação, controle e avaliação de produtos, ações e serviços de saúde associados ao conjunto das atividades inerentes direta e indiretamente ao SUS.(Dialogando sobre o Pacto pela Saúde)

A decisão da suspensão é sustentada em outras duas portarias do Ministério da Saúde, A portaria 3261/09, versa sobre a suspensão de verbas pelo não cumprimento do Pacto pela Saúde e a portaria 3252/09, que apresenta o conceito de vigilância em Saúde:

Art. 1º A Vigilância em Saúde tem como objetivo a análise permanente da situação de saúde da população, articulando-se num conjunto de ações que se destinam a controlar determinantes, riscos e danos à saúde de populações que vivem em determinados territórios, garantindo a integralidade da atenção, o que inclui tanto a abordagem individual como coletiva dos problemas de saúde.

Art. 2º A Vigilância em Saúde constitui-se de ações de promoção da saúde da população, vigilância, proteção, prevenção e controle das doenças e agravos à saúde, abrangendo: ( Portaria 3252/09, Ministério da Saúde).

Dito essas coisas voltemos ao nosso propósito inicial sobre o bloqueio de parte da verba repassado pelo Ministério da Saúde ao município de Rio das Ostras, na portaria 856/11. O município tem 70 dias para responder ao Ministério da Saúde, de acordo com a Portaria 3261/09. Essa portaria estipula esse prazo e também apresenta o formulário que o município deve preencher para retornar o repasse.

A suspensão pode ter se dado por dois motivos: uma não adesão ao pacto pela saúde ou o município não está gastando os repasses. Esse bloco de financiamento atende, por exemplo, questões do combate à dengue (A dengue se encaixa nas duas ações de vigilância).

O que significa que o município, que está na lista da epidemia de dengue no Estado, vai perder verba para esse fim, justamente por que não gastou o que lhe foi enviado ou por que não pactuou que iria combater a dengue.

O município optou por um secretário de saúde que não tem um histórico na saúde pública e tampouco na gestão da saúde pública. É um familiar do prefeito e empresário da saúde.

E o conselho de saúde, por que não se pronuncia. Só falta dizer que não está sabendo de nada.

Lembro-me bem na última Conferência de Saúde aqui do município. Um circo dos horrores, aliás, foi naquela época que o Secretário de Saúde foi interpelado pela Polícia Federal por problemas ligados a sua gestão, chegou a ficar detido.

Duas chapas se apresentaram, e a vencedora se gabava da proximidade que tinha com o secretário. Chegava a parecer com súditos de um príncipe. Foram duas chapas concorrentes e a derrotada, devido a critérios de proporcionalidade, também participa de forma muito minoritária do Conselho. Os relatos que ouço dos companheiros que atuam nesse espaço são os piores possíveis.

Os acontecimentos relativos à Saúde em Rio das Ostras são resultados da política aplicada na cidade pelo prefeito e assinada pelos grupos que orbitam ao seu redor, como o do presidente da Câmara Municipal.

A cidade precisa de movimento social, de sujeitos políticos capazes de impulsionar políticas que possam exercer a pressão necessária e ditar as regras do jogo. Hoje a verdade é que a gestão pública municipal atende a interesses privados, há a necessidade de se mudar isso. Em muitas cidades do País estão sendo criados Fóruns de Saúde, uma articulação política de movimentos, sujeitos e partidos que gravitam em torno da defesa do SUS e de uma saúde pública, universal e gratuita.

Este ano vai ter novamente Conferência Municipal onde será um excelente momento para colocar em debate esses temas além de um espaço para pressionar a prefeitura.

A proposta do SUS, uma das mais avanças do mundo, ainda não conseguiu se consolidar no Brasil por conta da opção política de hoje se privilegiar os planos de saúde. Os governos praticamente obrigam os cidadãos a pagar por saúde, pois não oferecem um serviço decente. Na Constituição brasileira está escrito claramente: A saúde é um direito de todos e um dever do Estado. Com isso a população sofre e os empresários da Saúde comemoram seus grandes lucros e até patrocinam clubes de futebol.

 Até quando as coisas vão continuar a ser assim?

 Consultas:

http://www.brasilsus.com.br/legislacoes/gm/102068-3252

 

http://www.brasilsus.com.br/legislacoes/gm/102205-3261.html?q=

 

http://portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/dialogando_sobre_pacto_pela_saude.pdf

 

 

 

 

 

 

 

 

Tagged with:

Rio das Ostras qualifica agentes do PSF para ampliar combate à dengue

Posted in Cidade, Saúde by ImprensaBR on 19/04/2011

Treinamento começou nesta semana, no Praia Âncora, Mar do Norte, Rocha Leão e Cantagalo
                
Para ampliar as ações de prevenção da dengue e atendimento aos pacientes com sintomas, a Secretaria de Saúde está qualificando os agentes comunitários do Programa de Saúde da Família (PSF) para atuar no combate à doença. Nesta segunda-feira, 18, começou o treinamento de campo de 50 agentes do PSF que, acompanhados dos guardas sanitários, visitaram residências no Praia Âncora, Rocha Leão, Cantagalo e Mar do Norte.

(more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras qualifica agentes do PSF para ampliar combate à dengue

Rio das Ostras monta plano de emergência para atendimento a casos suspeitos de dengue

Posted in Saúde by ImprensaBR on 16/04/2011

Prefeitura criou unidades de atendimento no Pronto-Socorro e no Ancora e aumentou equipe médica
 
Para melhorar o atendimento à população, o prefeito Carlos Augusto convocou uma reunião com o secretário de Saúde Sérgio Manhães e a equipe da Secretaria, para traçar uma estratégia emergencial de atendimento às pessoas com sintomas de dengue. O objetivo é dar agilidade aos serviços e conforto aos pacientes, reduzindo a espera. Como parte das ações, foram montadas duas Unidades de Atendimento de Dengue: uma ao lado do Pronto-Socorro e outra, no posto de saúde do Praia Âncora, que funcionam a partir deste sábado, 16.
“O problema é nacional. Graças ao nosso trabalho permanente, Rio das Ostras se tornou referência no controle da dengue, sempre com baixos índices. Porém, este ano a doença tomou o País e estamos focando nossos esforços para minimizar o sofrimento da população. Estamos unidos contra o mosquito, nesta luta que é de todos”, disse o prefeito.
As Unidades de Atendimento de Dengue são uma extensão do atendimento de emergência. Os locais são refrigerados, com cadeiras para acomodar as pessoas, salas de consulta e área de coleta de sangue para exame. No posto de saúde do Âncora, a unidade foi montada no auditório, com sala de consulta e de hidratação dos pacientes. O Âncora registra os maiores índices de casos notificados no município.
MAIS MÉDICOS E RECURSOS – Na reunião também foi definido o aumento da equipe médica para atendimento aos casos suspeitos e a ampliação do laboratório do Pronto-Socorro para suprir o crescimento da demanda por exames de sangue. Na unidade de emergência também foi criado um Centro de Hidratação, para acomodar os pacientes que recebem soro.
“A demanda diária por atendimento no Pronto-Socorro mais que dobrou. Para mantermos um atendimento digno e humanizado à população, neste momento, é necessário reordenar o fluxo e ampliar os serviços”, explica o secretário Sérgio Manhães.
Os pacientes e familiares também vão receber folders explicativos sobre as etapas de atendimento aos casos suspeitos de dengue determinadas pelo Ministério da Saúde.
As Unidades de Atendimento de Dengue estarão em funcionamento enquanto houver novos casos da doença no município.

Fonte: Secom PMRO
 

Comentários desativados em Rio das Ostras monta plano de emergência para atendimento a casos suspeitos de dengue

Rio das Ostras lança campanha de vacinação contra Gripe

Posted in Saúde by ImprensaBR on 16/04/2011

Imunização começa dia 25 de abril nos postos de saúde
 A Secretaria Municipal de Saúde de Rio das Ostras começa no dia 25 de abril, segunda-feira, a vacinação contra a Gripe. A campanha segue até dia 13 de maio nos postos de saúde. No dia 30, sábado, o Município promove o Dia D de vacinação, quando todos os postos estarão abertos de 8h às 17h.
Antes, a vacinação contra a gripe era destinada às pessoas com mais de 60 anos. Este ano, serão também imunizadas as crianças de 6 meses a 2 anos incompletos, gestantes e trabalhadores da área de saúde de unidade que atendem a casos de gripe (Influenza).

Fonte: Secom PMRO

Comentários desativados em Rio das Ostras lança campanha de vacinação contra Gripe

Moradores de Rio das Ostras devem participar do combate à dengue

Posted in Cidadania, Cidade, Saúde by ImprensaBR on 16/04/2011

Número de casos aumenta no município e quase 95% dos focos dos mosquitos estão nas residências 
 
Desde a semana passada, mais quatro cidades entraram para a lista dos municípios com alta incidência de dengue. Agora são 27 municípios em estado de alerta. Em Rio das Ostras o número de casos avança e são 642 notificações até o momento. A Prefeitura intensificou os trabalhos e está priorizando as localidades com os maiores índices da doença. Mas a população também precisa fazer a sua parte, já que 95% dos focos do mosquito estão dentro das residências. Mesmo assim, há moradores que desconsideram o risco da dengue, que pode levar á morte.

A Vigilância em Saúde está realizando mutirões nas áreas críticas, foram renovados os contratos de guardas sanitários e ampliada a frota do fumacê. Porém, os guardas sanitários ainda enfrentam dificuldades em seu trabalho preventivo.

O guarda sanitário Carlos Henrique Silva, da equipe da Vigilância em Saúde, já foi atacado por cachorro. “Alguns moradores impedem o nosso trabalho. Muitos não deixam que entremos nas residências e ainda enfrentamos o ataque de cachorros”, conta.

Segundo os profissionais é comum que pessoas desconsiderem o risco da dengue.“Em visita de inspeção a uma residência em Rocha Leão, um morador afirmou que a dengue não existia, por isso não era necessário se preocupar. Ele não quis ouvir as orientações, dizendo que a larva do mosquito era inofensiva”, relatou Márcio Magalhães, guarda sanitário.

As investigações dos casos notificados pela Vigilância em Saúde mostram que a maior parte das pessoas infectadas pela doença convive com focos do Aedes Aegypti em suas próprias residências. Porém, segundo guarda sanitário Márcio Martins, é comum culpar o vizinho. “Há quem denuncie que o vizinho mantém criadouros do mosquito, mas não toma cuidado com sua própria residência. Uma pessoa denunciou que havia uma piscina descoberta na casa ao lado. Investigamos e não havia foco na piscina, mas na casa do denunciante encontramos três focos”.

MORADORES CONSCIENTES – Mas há moradores que fazem sua parte, reconhecem e contribuem para o trabalho da Vigilância em Saúde. A empregada doméstica Tâmela de Souza, do Serramar, está atenta ao controle da doença. “A equipe do combate à dengue está sempre no meu bairro. Mas acho que a gente também tem que colaborar, fazer a nossa parte para que o mosquito da dengue seja eliminado”, disse a moradora.

“O trabalho realizado pela equipe de combate à dengue é muito importante para esclarecer a população. Mas nós também temos que ficar alerta e ajudar”, opina Juliana Santana, dona de casa, do Jardim Bela Vista.

Fonte: Secom PMRO

Comentários desativados em Moradores de Rio das Ostras devem participar do combate à dengue

Rio das Ostras receberá 75 mil do Ministério da Saúde para investir em programas de DST/Aids

Posted in Brasil, Cidade, Saúde by ImprensaBR on 24/03/2011

Município carioca vai receber verba específica para DST/Aids Publicidade Brasília – O município de Rio das Ostras (RJ) vai receber R$ 75 mil ao ano para investir em ações voltadas ao combate à Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Os recursos fazem parte de um financiamento específico do Ministério da Saúde que destina, anualmente, R$ 129,5 milhões para essa finalidade. Ao todo, 499 cidades já foram beneficiadas com esses recursos. A verba destinada à cidade fluminense foi liberada hoje (23) com a publicação de uma portaria no Diário Oficial da União. De acordo com a pasta, os municípios contemplados pela política de incentivo abrangem cerca de 90% dos casos de aids registrados no Brasil. A estratégia foi criada em dezembro de 2002 por meio de uma modalidade de financiamento realizada com repasse automático do Fundo Nacional de Saúde aos fundos estaduais e municipais.

Fonte: Agência Brasil

Comentários desativados em Rio das Ostras receberá 75 mil do Ministério da Saúde para investir em programas de DST/Aids

Ambulâncias novas? Onde?

Posted in Denúncia, Saúde by ImprensaBR on 16/03/2011

Recebi um release da Secom informando que Rio das Ostras agora tem novas ambulâncias altamente equipadas com aparelhos de última geração capazes de quase ressuscitar quem estiver sendo removido por elas. Bem, não foi isso o que vimos na semana passada na porta do Hospital Municipal, onde todas as ambulâncias que estacionavam estavam no mesmo estado de sucata da que mostro na sequencia de imagens a seguir… ah, sim, depois de ler o release não soube quanto custou o novo investimento da saúde municipal, nem quantas ambulâncias foram adquiridas, já que no texto estas informações não são apresentadas ao cidadão, protagonista desses investimentos, segundo o próprio release enfatiza.

 

 

Release da Secom

Rio das Ostras tem UTIs Móveis de última geração
 
Unidades contam com aparelhos de alta tecnologia para salvar vidas de crianças e adultos
 
         A Secretaria de Saúde de Rio das Ostras vem investindo em equipamentos de ponta para melhor atender ao cidadão. Entre as últimas aquisições da Prefeitura, estão ambulâncias equipadas como Unidades de Terapia Intensiva – UTIs Móveis preparadas para socorro e remoção de pacientes graves.
         As unidades contam com monitores de quatro parâmetros, respiradores, desfibriladores cardioversores – equipamento utilizado em caso de parada cardiorrespiratória – e bomba infusora, para ministrar medicamentos em doses precisas. São utilizadas tanto para socorro a pessoas acidentadas, pelo serviço de Resgate, quanto para o deslocamento de pacientes. Além de alta tecnologia, as ambulâncias também oferecem mais conforto aos pacientes e profissionais.
         “É a primeira vez que a população de Rio das Ostras tem à disposição UTIs móveis deste nível para atender ao público, salvando mais vidas”, explica o secretário de Saúde, Sérgio Manhães.
         “Estamos investindo nos princípios de um sistema de Saúde Pública completo, com base na qualificação dos profissionais, equipamentos de alta tecnologia e humanização dos atendimentos”, completou o secretário.
         ADULTOS E CRIANÇAS – Outro diferencial das unidades é a capacidade de atender tanto a adultos quanto a crianças, como UTI Móvel neonatal. As ambulâncias UTIs são essenciais para transporte de pacientes graves, como politraumatizados, vítimas de acidentes, gestantes de alto risco e recém-nascidos prematuros.
          A taxista Elizabeth Soares, que já precisou dos serviços da rede pública elogia os investimentos em tecnologia. “As unidades são bem equipadas e a Prefeitura oferece um bom atendimento. O que vejo é que as pessoas que realmente usam a rede municipal saem falando bem”, completou a moradora.

Prefeitura de Rio das Ostras aprimora diagnóstico e prevenção de doenças do coração

Posted in Cidade, Saúde by ImprensaBR on 15/02/2011

Mais unidades passam a realizar eletrocardiograma, agora em equipamentos digitais 
 

Segundo dados do Ministério da Saúde, as doenças cardiovasculares estão entre as principais causas de morte no Brasil. Atenta a essa realidade, a Secretaria de Saúde de Rio das Ostras está ampliando o acesso ao exame de eletrocardiograma, fundamental para o diagnóstico das cardiopatias, como arritmia e  infarto. A Prefeitura promoveu um curso de qualificação do corpo técnico e agora passa a oferecer o exame em cinco unidades básicas de saúde, além do Pronto-Socorro e do Hospital Municipal.

 

Sérgio Manhães, secretário de Saúde do município, diz que a descentralização dos serviços e o investimento tecnológico fazem parte das ações de melhoria da rede municipal. “Estamos colocando à disposição da população aparelhos mais modernos, facilitando o acesso da comunidade ao exame e qualificando nosso corpo técnico, com o principal objetivo de melhorar as condições de saúde das pessoas”, explicou o secretário.

Segundo a coordenadora de enfermagem da Secretaria, Cristiane Grion, a qualificação vai possibilitar aos profissionais de enfermagem realizar o eletrocardiograma em suas unidades. O exame era oferecido exclusivamente no Centro de Saúde da Extensão do Bosque e, agora, passa a ser realizado também nos postos de Cidade Praiana, Rocha Leão, Praia Âncora, e Nova Cidade.

“A Prefeitura está ampliando o acesso ao eletrocardiograma, exame essencial para o diagnóstico de doenças cardíacas e acompanhamento de saúde”, explica Cristiane Grion.

MAIOR PRECISÃO – a Secretaria de Saúde adquiriu eletrocardiógrafos digitais. Os novos aparelhos propiciam resultados mais fidedignos e têm redução de interferências, comuns nos aparelhos tradicionais.

Com a inovação tecnológica, os dados dos pacientes ficam armazenados em um sistema, o que minimiza a possibilidade de perda dessas informações. No cadastro estão, além do registro gráfico do comportamento do coração, informações como peso, altura, Índice de Massa Corporal (IMC), circunferência abdominal e pressão arterial – dados que possibilitam o cálculo do risco de desenvolvimento de doenças cardíacas.

PREVENÇÃO – O exame também é utilizado no controle e prevenção de doenças cardíacas. O aposentado Dinorah Costa, de 79 anos, participa do Programa de Saúde do Idoso e realiza periodicamente o eletrocardiograma. “É muito bom a Prefeitura investir em aparelhos mais modernos, é um progresso” opinou o morador do Praia Âncora. Ele faz questão de destacar que é muito bem tratado pela equipe do posto de saúde local. “Além de um atendimento de qualidade, somos recebidos com muito carinho”, completou.
 
Fonte: Secom PMRO

Equipe de enfermagem da Secretaria de Saúde foi qualificada para uso do eletrocardiograma digital Foto: Maurício Rocha

Comentários desativados em Prefeitura de Rio das Ostras aprimora diagnóstico e prevenção de doenças do coração

Estado poderá ter campanha contra hepatite

Posted in Notas, Saúde by ImprensaBR on 10/12/2010

 A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou em primeira discussão,
 nesta quinta-feira (09/12), o projeto de lei 2.388/09, que institui a
 Semana de Luta Contra a Hepatite, a ser realizada anualmente na segunda
 semana do mês de maio. Neste período, o Poder Público promoverá
 atividades educativas de conscientização e orientação sobre as formas de
 contágio dos diferentes tipos de hepatite. “A informação garante a
 prevenção”, aposta a autora da proposta, deputada Sula do Carmo (PMDB).

Fonte: Alerj

Comentários desativados em Estado poderá ter campanha contra hepatite

Números da Fome no Brasil

Posted in Brasil, Cidadania, Saúde by ImprensaBR on 01/12/2010

Rio de Janeiro – O número de domicílios brasileiros onde as famílias admitem que não têm alimentos em quantidade e qualidade adequadas diminuiu de 34,9% para 30,2%, entre 2004 e 2009. Mas cerca de 11,2 milhões de pessoas no país ainda conviviam com a fome no ano passado. A proporção de domicílios com brasileiros nessa condição, no entanto, tem diminuído ao longo dos anos, passando de 7% para 5%, no período. (more…)

Comentários desativados em Números da Fome no Brasil

Campanha de Vacinação Antirrábica acontece neste sábado em Rio das Ostras

Posted in Saúde by ImprensaBR on 16/09/2010

Secretaria de Saúde divulga os postos de vacinação, que funcionam de 8h às 17h, neste dia 18

Em Rio das Ostras, a Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica 2010 acontece neste sábado, dia 18 de setembro. Serão 17 postos espalhados pela cidade, em escolas municipais e unidades de saúde. Os técnicos da Secretaria de Saúde vão imunizar cães e gatos contra a raiva de 8h às 17h. A coordenação de Vigilância em Saúde já havia realizado, em agosto, a vacinação dos animais da área rural do município. (more…)

Comentários desativados em Campanha de Vacinação Antirrábica acontece neste sábado em Rio das Ostras

Rio das Ostras terá atendimento de emergência em neurocirurgia

Posted in Saúde by ImprensaBR on 29/07/2010

Pacientes não precisam mais ser transferidos, o que reduz o risco de morte

No início de agosto, o Pronto-Socorro de Rio das Ostras terá mais uma especialidade no serviço de emergência. A rede municipal será uma das poucas no Brasil a dispor de neurocirurgião de plantão. Os pacientes terão, durante cinco dias na semana, por 24 horas, o atendimento de neurocirurgia – tanto para emergência adulta, quanto pediátrica. A novidade trará agilidade ao atendimento de vítimas de acidentes, o que é essencial para salvar vidas. (more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras terá atendimento de emergência em neurocirurgia

Obras no Hospital de Rio das Ostras ampliam setor de emergência infantil

Posted in Saúde by ImprensaBR on 20/07/2010

Objetivo é melhorar atendimento à população

A Prefeitura de Rio das Ostras já deu início às obras de ampliação do setor de emergência pediátrica no Hospital Municipal.  Crianças e familiares terão mais conforto e agilidade no atendimento. As obras dão prosseguimento à melhoria da emergência infantil que, desde janeiro deste ano, foi separada do Pronto-Socorro adulto. A medida, aprovada pela população, prioriza as crianças e humaniza o atendimento. (more…)

Comentários desativados em Obras no Hospital de Rio das Ostras ampliam setor de emergência infantil

APROVADO PROGRAMA DE INCENTIVO A DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

Posted in Saúde by ImprensaBR on 17/06/2010

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou, em primeira discussão, nesta quinta-feira (17/06), o projeto de lei 2.174/09, que cria no estado o “Programa de Incentivos a Doação de Órgãos Humanos Inter Vivos”, a ser desenvolvido de forma integrada entre Estado e municípios através do Sistema Único de Saúde (SUS). Para o autor da proposta, deputado Sabino (PSC), a doação intervivos enfrenta muitos obstáculos. “Há muita desinformação sobre a possibilidade de uma pessoa ajudar um parente, amigo, e sem riscos para a própria saúde.”, explica, defendendo que a doação entre pessoas vivas reduziria a fila de espera por rins e fígados, que podem ser alvo desse tipo de doação. (more…)

Comentários desativados em APROVADO PROGRAMA DE INCENTIVO A DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

PURO realiza Semana de Enfermagem, Serviço Social e da Luta Antimanicomial

Posted in Cidadania, Educação, Saúde by ImprensaBR on 18/05/2010

De 17 a 20 de maio, acontecerá no Pólo Universitário de Rio das Ostras da Universidade Federal Fluminense, a Semana de Enfermagem, Serviço Social e da Luta Antimanicomial. O objetivo do evento – organizado pelos Cursos de Serviço Social e Enfermagem, pela representação estudantil de ambos cursos, e pelo Fórum Interdisciplinar e Intersetorial de Políticas Públicas de Rio das Ostras – é oferecer à comunidade universitária e à população em geral, um conjunto de palestras e atividades (filmes e documentários) que possam qualificar o debate em torno das políticas públicas, na perspectiva da afirmação e ampliação dos direitos sociais. Contaremos com a participação de Professores do PURO/UFF e de outras universidades públicas de referência, profissionais da rede, ativistas sociais, que abordarão temas como: Acesso aos serviços do Sistema Único de Sáude; Descriminalização/Legalização do aborto; Luta Antimanicomial; Feminização da Aids; Lutas sociais da região Litorânea; Ato médico e atribuições profissionais do Enfermeiro e do Assistente Social; dentre outros. As atividades se concentram fundamentalmente na parte da tarde (14 horas) e da noite (18 horas). Particularmente no dia 18 teremos na parte da manhã uma atividade em comemoração da Luta Antimanicomial às 9 horas, e às 18 horas teremos a exibição do Filme Posithivas com a participação de protagonistas e representantes do Movimento Nacional das Cidadãs Positivas e da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS. Convidamos à comunidade em geral a participar!

Colaborou com o envio do texto: Kátia Marro (PURO)

Comentários desativados em PURO realiza Semana de Enfermagem, Serviço Social e da Luta Antimanicomial

Rio das Ostras comemora Semana da Luta Antimanicomial

Posted in Cidadania, Saúde by ImprensaBR on 14/05/2010

Secretaria de Saúde promove reintegração social de pacientes. Evento marca ainda o aniversário do Caps
 
No dia 18 de maio é comemorado o Dia Nacional da Luta Antimanicomial. Para marcar a data, a Prefeitura de Rio das Ostras programou uma série de eventos envolvendo profissionais do Programa de Saúde Mental, da Secretaria de Saúde e pacientes. As ações começam dia 17, segunda-feira, e seguem até 20 de maio, quinta-feira. O tema da mobilização deste ano é “Saúde Mental, Direito e Compromisso de Todos” e inclui a comemoração do aniversário de três anos do Centro de Atenção Psicossocial – Caps, da Secretaria de Saúde. (more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras comemora Semana da Luta Antimanicomial

APAD – Associação de Pais e Amigos de Deficientes

Posted in Cidadania, Saúde by ImprensaBR on 03/05/2010

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO

A APAD vem por meio desta, comunicar à população que passa por um período de transição e regularização de algumas pendências de ordem administrativa, o que vem limitando o atendimento à população. Esperamos que em breve, com os problemas já sanados, possamos retornar inteiramente as nossas atividades. Contamos com a sua compreensão e pedimos desculpas pelo transtorno.

COMUNICADO

A APAD solicita a colaboração da população junto à Instituição. Estamos passando por problemas financeiros devido a dívidas trabalhistas de gestões anteriores, e com isso não há recursos disponíveis no momento para mantermos nosso quadro de funcionários. Sendo assim, pedimos a colaboração dos que quiserem nos auxiliar através de trabalho voluntário. Precisamos de Psicólogos, Terapeutas Ocupacionais, Fisioterapeutas, Assistentes Sociais, Fonoaudiólogos ou de qualquer outra área de atuação, que possam doar, semanalmente, algumas horas de seu dia de trabalho.

Desde já agradeço,
Ana Márcia Coelho Hildebrandt
Presidente – APAD

MAIORES INFORMAÇÕES

Sede: Rua Santo Antônio, n°455

Nova Cidade – Rio das Ostras – RJ – CEP: 28890-000

E-mail:apad.riodasostras@gmail.com

Comentários desativados em APAD – Associação de Pais e Amigos de Deficientes

V Encontro de Gestores de Assistência Social reúne secretários da Baixada Litorânea

Posted in Cidadania, Saúde by ImprensaBR on 19/03/2010

Reunião foi na Casa da Educação, em Rio das Ostras

Com o tema “Proteção Social Especial de alta complexidade – Moradores de rua”, o V Encontro de Gestores da Assistência Social da Baixada Litorânea, realizado na última sexta-feira, dia 12, na Casa da Educação, reuniu secretários de Assistência Social dos municípios de Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, São Pedro d’Aldeia, Cabo Frio, Maricá, Araruama e Arraial do Cabo. (more…)

Comentários desativados em V Encontro de Gestores de Assistência Social reúne secretários da Baixada Litorânea

Rio das Ostras sedia V Encontro de Gestores de Assistência Social da Baixada Litorânea

Posted in Cidadania, Saúde by ImprensaBR on 11/03/2010

Reunião será na sexta-feira, dia 12, na Casa da Educação, a partir das 8h

Com a finalidade de debater sobre os problemas enfrentados pelas pessoas em situação de risco nas ruas, a Secretaria de Bem-Estar Social da Prefeitura de Rio das Ostras sedia, na próxima sexta-feira, dia 12, das 8h às 12h, na Casa da Educação, o V Encontro de Gestores da Assistência Social da Baixada Litorânea. (more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras sedia V Encontro de Gestores de Assistência Social da Baixada Litorânea

Governo de Rio das Ostras disponibiliza novas especialidades no Pronto-Socorro

Posted in Saúde by ImprensaBR on 11/03/2010

Oftalmologistas e otorrinolaringologistas atendem 24 horas, todos os dias
A população de Rio das Ostras tem à disposição duas novas especialidades no atendimento de emergência. O Pronto-Socorro do município conta agora com médicos oftalmologistas e otorrinolaringologistas de plantão 24 horas, todos os dias da semana, para atendimentos emergenciais. Casos que não são de urgência continuam a ser atendidos com marcação de consultas na Policlínica. Rio das Ostras é o segundo município de toda a região a oferecer emergência nessas especialidades.
O diretor do Pronto-Socorro Municipal, Fábio Simões, informou que diariamente são feitos 20 atendimentos de emergência, por especialidade. Esse número costuma aumentar nos finais de semana por ter um fluxo maior de pessoas em Rio das Ostras. Os casos de urgência mais comuns na especialidade de otorrinolaringologia são de otite média e na de oftalmologia, de fragmentos dentro do olho, segundo o médico.  (more…)

Comentários desativados em Governo de Rio das Ostras disponibiliza novas especialidades no Pronto-Socorro

Rio das Ostras tem apoio do AfroReggae no combate à dengue

Posted in Saúde by ImprensaBR on 27/01/2010

Grupo fará apresentação na cidade dia 1º de fevereiro, pela campanha Cultura Antidengue

Rio das Ostras ganhou um apoio de peso no combate à dengue. O AfroReggae apresenta na cidade, no próximo dia 1º, segunda-feira, um esquete teatral sobre ações preventivas à doença, sintomas e formas de apresentação da dengue e orientação para o tratamento. O evento acontece às 17h, na Praça São Pedro, no Centro. (more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras tem apoio do AfroReggae no combate à dengue

Parceria entre Secretaria de Planejamento e Fundação Leão XIII beneficia riostrenses

Posted in Saúde by ImprensaBR on 27/01/2010

Uma parceria entre a Secretaria de Planejamento e a Fundação Leão XIII beneficiou 240 pessoas com a realização de exames oftamológicos realizados por médicos da Fundação na sala da instituição localizada no Centro de Cidadania. (more…)

Comentários desativados em Parceria entre Secretaria de Planejamento e Fundação Leão XIII beneficia riostrenses

Rio das Ostras mobiliza população no combate a Dengue

Posted in Cidade, Saúde by ImprensaBR on 20/01/2010

Cerca de 3.500 pessoas receberam informações sobre a doença no último fim de semana

 O trabalho de sensibilização do Departamento de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde de Rio das Ostras sobre a Dengue já é sucesso. No último fim de semana, cerca de 3.500 pessoas receberam informações sobre o  combate ao mosquito da dengue, durante a ação realizada na Praça José Pereira Câmara. (more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras mobiliza população no combate a Dengue

Rio das Ostras intensifica combate ao mosquito da dengue no verão

Posted in Cidade, Saúde by ImprensaBR on 13/01/2010

Município recebeu novos equipamentos e veículo do governo federal para atuar na prevenção à doença
 
A Secretaria Municipal de Saúde de Rio das Ostras está intensificando as ações de controle do mosquito da dengue, diante do risco de proliferação do Aedes Aegypti no verão. O cuidado da Prefeitura com a prevenção da doença também aumenta por conta da chegada de turistas, vindos de várias localidades, o que amplia a possibilidade de transmissão da dengue na cidade. Durante os finais de semana de janeiro, equipes da Secretaria de Saúde estarão nas ruas orientando a população e realizando um trabalho de sensibilização junto a moradores e turistas. (more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras intensifica combate ao mosquito da dengue no verão

Prefeitura convoca mais de 350 profissionais da área de Saúde aprovados no Concurso

Posted in Saúde by ImprensaBR on 13/01/2010

Objetivo é manter o bom atendimento no município
 
Com a homologação do V Concurso Público em dezembro de 2009, a administração municipal de Rio das Ostras convocou mais de 228 médicos, de todas as áreas, para continuar a manter o bom atendimento na rede de Saúde. Na última edição do Jornal Oficial, data de 8 a 14 de janeiro de 2010, foram convocadas mais 132 pessoas das áreas de saúde em cargos como enfermeiro, auxiliar de enfermagem, guarda sanitário, psicólogos e outros.
Além disso, considerando que o crescimento do município na alta temporada impõe, um aumento dos serviços públicos essenciais, prestados pelo município, foram prorrogados, por um período de três meses, ou até a posse dos candidatos aprovados no V Concurso Público, os contratos temporários de trabalho dos profissionais de saúde.
A maior dificuldade encontrada pela Prefeitura é o não comparecimento de alguns aprovados convocados. Mais de 36% dos nomeados não atenderam ao chamado e perderam a chance fazer parte do quadro de médicos. De todos os nomeados, 29 tomaram posse e já estão trabalhando no município. Ainda estão em processo para ingressar no serviço público, 116 profissionais.
A Secretaria de Administração vai seguir com a nomeação para que a rede mantenha o quadro completo de profissionais. O Governo Municipal mantém a Saúde como uma das prioridades no município, mantendo investimentos constantes na qualificação dos profissionais e em equipamentos modernos.
A médica Socorrista Priscila Barbosa Brunschi foi uma das primeiras a tomar posse e optou por Rio das Ostras após ouvir referências sobre o trabalho desenvolvido na rede pública. “Sou do Espírito Santo e faço especialização no Rio de Janeiro. Portanto queria trabalhar nesta região para que eu conseguisse administrar melhor o tempo. Conversando com outros colegas médicos da região, todos falaram muito bem da administração e da metodologia de trabalho na saúde de Rio das Ostras. Esta foi a principal razão por escolher trabalhar aqui”, declarou.
Para o médico Ozéas Luiz Mainenti Simões, que tomou posse no final de dezembro, a opção por Rio das Ostras se deve a organização do município e a preocupação na criação de políticas públicas. “Rio das Ostras é um dos municípios mais estruturados da região e que vem demonstrando iniciativas em todas as áreas na criação de políticas e isto foi preponderante na minha escolha. Mais até do que a questão salarial que está dentro da média da região”, explicou.
 
Estrutura de Saúde – Rio das Ostras possui uma das melhores redes públicas de Saúde do País, que oferece atendimento humanizado, remédios, exames e cirurgias de ponta, gratuitamente, a todos. São 11 postos de saúde, dois Centros de Saúde, no Centro e em Nova Cidade, dois Centros de Reabilitação, no Centro e em Rocha Leão, Pronto-Socorro, Policlínica, Centro de Atenção Psicossocial, Farmácia e Hospital Municipal.
O Hospital conta com maternidade e várias especialidades cirúrgicas, com aparelhagem de ponta, como tomografia computadorizada e ecocardiograma. A rede possui também a primeira Unidade de Dor Torácica do interior do Estado e a quarta do serviço público do País.
Na Saúde Básica, o município deu um importante salto com a implantação do Programa Saúde da Família – PSF. Além disso, mantém programas de prevenção voltados para saúde bucal, mulheres, crianças, adolescentes, portadores de diabetes e hipertensão, DST/Aids e outros.
 


Secretaria de Comunicação Social
Departamento de Jornalismo

Comentários desativados em Prefeitura convoca mais de 350 profissionais da área de Saúde aprovados no Concurso

%d blogueiros gostam disto: