!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Segue até domingo a 10a Mostra Cinema Popular Brasileiro

Anúncios

Comentários desativados em Segue até domingo a 10a Mostra Cinema Popular Brasileiro

Anima Cine Macaé homenageia Alvaro Marins (Seth) em sessão especial de encerramento, nesta 5a feira, 29, no CIEMH2

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Estado, Internacional, Macaé, Região, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 28/08/2013

luz anima acao cartaz

O Anima Cine Macaé homenageia Alvaro Marins, Seth. Caricaturista macaense renomado atuante na primeira metade do século XX. Seth foi nada menos que o primeiro animador de cinema do Brasil.

A sessão que encerra o Anima Cine Macaé é uma homenagem a este que é considerado o Pai da Animação Brasileira e a primeira animação feita no Brasil, Kaiser.

Na sessão serão exibidos três curtas premiados este ano no recém findado Anima Mundi e em outros festivais de animação e o estreante ‘Luz, Anima, Ação’, um longa ainda inédito do grande público, que depois de passar pelas telas apenas do Anima Mundi, agira no começo de agosto, será exibido para o público do Anima Cine Macaé. Imperdível!!!

A sessão do Anima Cine Macaé nesta quinta feira, 29 de agosto, começa às 19 h no CIEMH2, em Macaé, no Sol Y Mar. Entrada é franca e a classificação indicativa livre. Rua Eleosina Pereira de Queiroz Mattoso, 105.

O Anima Cine Macaé 2013 – Festival Internacional de Animação de Macaé é uma realização de Curadoria de Cinema e Escola Livre de Comunicação e Artes. www.animacinemacae.wordpress.com

Comentários desativados em Anima Cine Macaé homenageia Alvaro Marins (Seth) em sessão especial de encerramento, nesta 5a feira, 29, no CIEMH2

Começa hoje o Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Internacional, Macaé, Região, Rio das Ostras, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 24/08/2013

divulgação_final_virtual

Programação com 34 filmes de diversas nacionalidades segue até 29 de agosto na cidade do Pai da Animação Brasileira

O Anima Cine Macaé, Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé -, começa hoje, às 18h, no distrito do Sana, em Macaé. Ao todo serão exibidos 34 filmes entre curtas, super curtas e longas. O festival continua amanhã no Sana, quarta-feira, dia 28, em Bicuda e quinta-feira, dia 29 de agosto, o Anima Cine encerra seu circuito no CIEHMH² no Sol Y Mar, em Macaé.

Toda a programação do festival é gratuita e pode ser baixada pelo site www.animacinemacae.wordpress.com

Filmes premiados em grandes festivais de animação serão exibidos em Macaé, durante o Anima Cine

Segundo a curadora do Anima Cine, Leonor Bianchi, a programação foi pensada e construída em cima de uma demanda regional de contato e aproximação com o gênero. “Mesmo com os meios digitais de comunicação, muita gente no interior não conhece outro tipo de animação que não seja os desenhos da Disney e os mangás japoneses. Consideramos este aspecto e preferimos criar um panorama didático, digamos assim, para selecionar as obras. O formato pensado para esta curadoria seguiu a tendência das janelas dos festivais mais significativos de animação que existem hoje no mundo, mas não esquecemos de olhar para o nosso quintal, afinal somos interior, estamos no interior. Macaé é uma cidade transatlântica, mas aqui é interior do Brasil… Exibiremos filmes premiados em Annecy (o maior do gênero no mundo) e tantos outros que estão hoje, neste momento, sendo exibidos no Anima Mundi, o maior festival de animação do Brasil, mas também exibiremos animações locais, de gente de Macaé, a terra do pai da animação brasileira, o mote do Anima Cine Macaé, inclusive! Isso mostra a intenção da Curadoria em dialogar com as produções regionais sem desconsiderar que há uma grande escola de cinema de animação fora do Brasil. Uma escola mais antiga e que merece respeito, mas que hoje, com o acesso às ferramentas de produção de um filme animado, nada perde à criatividade dos animadores brasileiros. Alguns (muitos), inclusive, trabalham lá fora, mas assinam a realização de vários filmes como sendo feitos no Brasil. O Brasil tem se revelado um grande produtor de animação para cinema. A publicidade domina um nicho que acaba fomentando o surgimento de novos realizadores a cada dia”, comentou a curadora do festival.

O Anima Cine é uma realização de Curadoria de Cinema e Escola Livre de Comunicação e Artes.

Macaé: cidade onde nasceu Seth, o pai da animação brasileira

Muita gente ainda desconhece o fato, mas foi em Macaé, litoral norte do estado o Rio de Janeiro, que nasceu o primeiro animador de cinema do Brasil. Seu nome era Alvaro Marins, mais conhecido como Seth, apelido que criou para assinar seus trabalhos como caricaturista para a imprensa carioca da primeira metade do século XX. O ilustrador, desenhista, chargistas e caricaturista macaense foi o responsável pela animação de uma tirinha desenhada por ele mesmo e levada à tela do Cine Pathè em janeiro de 1917, no Rio de Janeiro. O filme animado era ‘Kaiser’, hoje considerado o primeiro filme de animação feito no Brasil por um brasileiro. Seth trabalhou em muitos Jornais cariocas Como ilustrador, desenhou inúmeras artes para a publicidade nos primeiros tempos da publicidade no Brasil e tem sua marca registrada na História da Animação Brasileira. Por ter nascido em Macaé e por considerarmos que ele merece ganhar um lugar de destaque na História da Animação Brasileira, Seth e a Animação ganharam este projeto como forma de resgate a esta parte da história da cidade e da animação brasileira.

Comentários desativados em Começa hoje o Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé

Sessão de abertura do Circuito Cinema Popular Brasileiro foi um sucesso! Clementina de Jesus, Rainha Quelé, de Weriton Kermes emocionou o público

sessao de abertura do circuito cinema  popular brasileiro leonor bianchiAconteceu, na sexta-feira, 16 de agosto de 2013, a sessão de abertura do Circuito Cinema Popular Brasileiro. O projeto integra as ações de fomento ao cinema brasileiro, formação de público e educação do olhar propostas pela produção da 10a Mostra Cinema Popular Brasileiro, que acontecerá entre 14 e 17 de novembro, em Lumiar, quinto distrito de Nova Friburgo (RJ/ BR).

O filme escolhido pela Curadoria de Cinema para a sessão de abertura do Circuito foi Clementina de Jesus, Rainha Quelé, um documentário de 75 minutos de Weriton Kermes, com muitas imagens de arquivo, bons depoimentos de grandes nomes da música brasileira, entre eles Paulinho da Viola, Cristina Buarque de Holanda, João Bosco, Paula Lima, e de Heron Coelho, autor do livro que deu origem ao argumento do filme.

A receptividade do público foi maravilhosa, tendo a fita emocionado a todos os presentes, que saíram da sessão reflexivos diante da memória da imagem, da vida e da obra da pessoa que foi Clementina de Jesus, personalidade de suma importância para a cultura e a música brasileiras.

As sessões do Circuito acontecerão até o dia 8 de novembro, sempre às sextas-feiras, às 19h30, com entrada franca.

No dia 14 de novembro começará a 10a edição da Mostra Cinema Popular Brasileiro. De 14 a 17 de novembro em Lumiar. As inscrições para a 10a Mostra Cinema Popular Brasileiro já estão abertas pelo site www.mostracinemapopularbrasileiro.wordpress.com 

A Mostra Cinema Popular Brasileiro e o Circuito Cinema Popular Brasileiro têm
Realização – Curadoria de CinemaEscola Livre de Comunicação e Artes,
Casa Cultural Mata AtlânticaVideoteca Cinema Popular Brasileiro
Assessoria de Comunicação – ImprensaBR Assessoria de Comunicação
Divulgação e Promoção – Jornal O Polifônico
Parceiros – Cineclube Lumiar e Tribuna Livre Cultural

Comentários desativados em Sessão de abertura do Circuito Cinema Popular Brasileiro foi um sucesso! Clementina de Jesus, Rainha Quelé, de Weriton Kermes emocionou o público

Anima Cine Macaé divulga filmes selecionados para sua primeira edição

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Estado, Macaé, Região, Rio das Ostras, Turismo, TV O Polifônico, Videofonia by ImprensaBR on 07/08/2013

Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé acontecerá de 24 a 30 de agosto

O Anima Cine Macaé, Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé divulga hoje a seleção dos filmes que serão exibidos na primeira edição do festival.

angel

Animação polonesa ‘Angel’, de Agnieszka Skolik.

 

Segundo a curadora do Anima Cine, Leonor Bianchi, a programação foi pensada e construída em cima de uma demanda regional de contato e aproximação com o gênero. “Mesmo com os meios digitais de comunicação, muita gente no interior não conhece outro tipo de animação que não seja os desenhos da Disney e os mangás japoneses. Consideramos este aspecto e preferimos criar um panorama didático, digamos assim, para selecionar as obras. O formato pensado para esta curadoria seguiu a tendência das janelas dos festivais mais significativos de animação que existem hoje no mundo, mas não esquecemos de olhar para o nosso quintal, afinal somos interior, estamos no interior. Macaé é uma cidade transatlântica, mas aqui é interior do Brasil… Exibiremos filmes premiados em Annecy (o maior do gênero no mundo) e tantos outros que estão hoje, neste momento, sendo exibidos no Anima Mundi, o maior festival de animação do Brasil, mas também exibiremos animações locais, de gente de Macaé, a terra do pai da animação brasileira, o mote do Anima Cine Macaé, inclusive! Isso mostra a intenção da Curadoria em dialogar com as produções regionais sem desconsiderar que há uma grande escola de cinema de animação fora do Brasil. Uma escola mais antiga e que merece respeito, mas que hoje, com o acesso às ferramentas de produção de um filme animado, nada perde à criatividade dos animadores brasileiros. Alguns (muitos), inclusive, trabalham lá fora, mas assinam a realização de vários filmes como sendo feitos no Brasil. O Brasil tem se revelado um grande produtor de animação para cinema. A publicidade domina um nicho que acaba fomentando o surgimento de novos realizadores a cada dia”, comentou a curadora do festival.

Foram selecionados 32 filmes, dentre estes, três longas-metragens. A relação dos selecionados e os programas do Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé já está online no site www.animacinemacae.wordpress.com

O Anima Cine é uma realização de Curadoria de Cinema e Escola Livre de Comunicação e Artes.

Comentários desativados em Anima Cine Macaé divulga filmes selecionados para sua primeira edição

O Anima Cine invadiu a redação d’O Polifônico!!!! É tempo para uma reflexão social inteligente e provocadora, característica deste gênero cinematográfico, e o curta animado ‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ nos remete bem a esse estado de reflexão crítica sem perder o bom humor…

imagine

‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ A animação do ilustrador e animador Alexandre Bersot será exibida no Programa de abertura do Anima Cine Macaé, dia 25 de agosto, no CriaSana. Para ver toda a programação de filmes, acesse o site do festival aqui. O Anima Cine tem programação gratuita.

Realização: Curadoria de Cinema e Escola Livre de Comunicação e Artes
Comunicação: ImprensaBR

Comentários desativados em O Anima Cine invadiu a redação d’O Polifônico!!!! É tempo para uma reflexão social inteligente e provocadora, característica deste gênero cinematográfico, e o curta animado ‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ nos remete bem a esse estado de reflexão crítica sem perder o bom humor…

ABIH-RJ divulga prévia de ocupação na JMJ. Rio das Ostras está na relação de cidades com boa taxa de receptivo

Posted in Rio das Ostras, Turismo by ImprensaBR on 24/07/2013

Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Estado do Rio de Janeiro (ABIH-RJ) divulgou, nesta segunda-feira (22), a expectativa de ocupação nos hotéis do interior do Estado do Rio de Janeiro durante a Jornada Mundial da Juventude, que ocorre de 25 a 28 de julho.

De acordo com a terceira pesquisa prévia da ABIH-RJ em relação à hospedagem durante a JMJ, Penedo, Petrópolis e Teresópolis apontam 100% de ocupação no período, seguidas de Nova Friburgo e Itatiaia, com 95%.

Na contra mão, estão às cidades litorâneas como Arraial do Cabo (75%), Angra dos Reis e Cabo Frio (70%), além de Armação de Búzios e Rio das Ostras (50%). Apenas Paraty e Macaé preveem ocupação de 100% no litoral. Vassouras e Conservatória, na Região do Vale do Café, também contam com 100% de seus quartos reservados para a data. 

A média de ocupação, segundo a pesquisa que envolveu os 13 municípios fluminenses, ficou em 85%. “O feriado no município do Rio, durante a JMJ, está levando o carioca a procurar destinos próximos, principalmente os da Região Serrana. As baixas temperaturas apresentadas na Serra Fluminense, aliadas a oferta hoteleira e a programação de eventos locais, têm sido fundamentais para o desenvolvimento e o incremento do turismo na região”, diz o presidente da ABIH-RJ, Alfredo Lopes. 

Fonte: Revista Hotéis

Comentários desativados em ABIH-RJ divulga prévia de ocupação na JMJ. Rio das Ostras está na relação de cidades com boa taxa de receptivo

Vem aí a 11ª Feira da Terra, em Lumiar

Posted in Cidade, Cultura, Estado, Meio Ambiente, Nova Friburgo, Região, Saúde, Trabalho e Renda, Turismo by ImprensaBR on 01/07/2013

feiradaterra

Está chegando a 11ª edição da Feira da Terra, que este ano acontece em Lumiar, distrito de Nova Friburgo nos dias 26, 27 e 28 de julho. A novidade da programação desta edição da Feira é a realização do I Fórum Intermunicipal de Agricultura, Agroecologia, Alimentação Saudável e Sustentabilidade, que reunirá gestores e trabalhadores rurais de Nova Friburgo,Teresópolis, Macuco, Bom Jardim,Cantagalo, Cordeiro,Santa Maria Madalena,São Sebastião do Alto, entre outros.

Veja mais sobre a programação da 11ª Feira da Terra

580190_585421191498523_1857545368_n

Dia 26 julho

11h – Perfil da Produção da Região Serrana – Lia Caldas- Educadora ambiental, Juliano Palm- Historiador e Reinaldo Queirooz -Prod. Cultural( Casa dos Saberes)
14h – Roda de conversa dos municípios
15h – Sustentabilidade na Produção de Hortaliças – Gerson José Yunes Antônio (Emater)- Eng. Agrôn. eTéc. Regional do Programa Rio Rural
16h – Oficina Cozinha Brasil – SESI
17h – ” Alimentação Saudável – Vanessa Cristina de Paula Lage – Agente de Desenvolvimento Social da Emater- Rio- Trajano de Moraes

27 julho
10h – Sistema produtivo para pequenos produtores agrícolas – Educ. Ambiental Lia Caldas, Historiador Juliano Palm e o Prod. cultural Reinaldo Queiroz
11h – O Desequilíbrio na nutrição de plantas e os agrotóxicos – Eng. Agrôn. Alexandre Jacinto Teixeira- Supervisor Regional da Emater
14h – Oficina Cozinha Brasil – SESI
15h – Palestra do Sebrae
16h- Palestra do Sebrae
17h – Encerramento do Fórum

Para contatar a produção da Feira da Terra, envie email para contato@feiradaterra.org.

Comentários desativados em Vem aí a 11ª Feira da Terra, em Lumiar

Cinema no Sana: Distrito serrano de Macaé receberá sessão de abertura do Anima Cine Macaé

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Estado, Internacional, Macaé, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 25/06/2013

Iniciativa partiu da produção do festival após receber inscrições de filmes realizados por alunos da Escola Municipal do Sana

peito_pombo

Peito do Pombo. Símbolo do Sana e de sua maior riqueza: a natureza.

Após receber inscrições de filmes realizados no Sana durante uma oficina de fotografia ministrada pelo multi artista Moisés Bruno Heguedusch Santos, a produção do Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé, decidiu levar a abertura do projeto para o distrito serrano de Macaé. O objetivo é incentivar a produção local e prestigiar a comunidade, que ainda não conta com um cinema alternativo ou com um circuito cineclubista de exibição.

“Buscamos dialogar e conhecer a pessoa que tinha inscrito esses filmes no festival a fim de aproximar a produção da comunidade e saber se havia interesse desta em receber sessões do Anima Cine, e a resposta foi positiva”, conta a produtora executiva do Anima Cine, Leonor Bianchi.

super-8

Planet of the apes, versão original, 1968, em Super 8, foi um dos filme exibidos no Sana, em 2001.

“O Sana tem tradição em produção cultural e artística desde os anos 60, mas ainda não aconteceu por lá um festival de cinema, o que, aliás, tem tudo a ver com a vocação turística do lugar. Conhecemos a Festa do Sana, a famosa banda Raiz do Sana, que tornou o lugarejo conhecido em todo o Brasil e até fora do país e motivou o aparecimento de muitos músicos e alguns festivais de música no arraial, sabemos da existência de diversos grupos e coletivos culturais que atuam na comunidade fazendo apresentações circenses, musicais, folclóricas, mas cinema ainda não vi chegar ao Sana. Em 2001, levei meu Super 8 para lá e exibi muita fita animada e uns curtas adultos no bar do Madeira, o Telektonon. Depois disso, com minha atuação em Lumiar e São Pedro da Serra com a Mostra Cinema Popular Brasileiro, acabei não retornando ao Sana para fazer mais exibições. Agora, com a presença do Anima Cine na comunidade, tenho expectativas de que consigamos criar um circuito exibidor alternativo no Sana. Estou em diálogo com pessoas da comunidade para começarmos a criar uma mobilização em torno do assunto e futuramente realizarmos uma oficina de cineclubismo, para que mais adiante possamos pensar em criar um cineclube no Sana. Um cineclube com programação permanente e gratuita. Minha intenção não é apenas levar o Anima Cine para o Sana e depois descer a serra sem deixar algo de concreto para a comunidade com a ida do projeto para lá. A ideia é que o festival tenha sim o seu papel enquanto formador de plateia, fomentador do turismo e do contato da comunidade local com a produção cultural macaense, brasileira e mundial de animação, mas que funcione também como um convite para a aproximação da comunidade com o cinema e a linguagem audiovisual, para que esta possa desfrutar do espetáculo cinematográfico permanentemente e não só no momento do festival”, observa a produtora executiva, que também assina a concepção do Anima Cine Macaé.

Abertura do festival será dia 24 de agosto

O Sana foi o local escolhido para abrir o Anima Cine Macaé. A comunidade do charmoso vilarejo incrustado na Mata Atlântica do norte-fluminense e os turistas que subirem a serra poderão participar das sessões de cinema e da Oficina de Sonoplastia durante o final de semana de 24 e 25 de agosto. Haverá exibições de filmes para todas as idades, com entrada franca.

Anima Cine exibirá produção local vencedora do Prêmio Menino Caranguejo

iza ajuda a natureza

Alunos da Escola Municipal do Sana durante a oficina de fotografia que originou o curta animado ‘Iza ajuda a natureza’, selecionado para o Anima Cine Macaé.

A programação de filmes do Anima Cine ainda não está fechada porque as inscrições ainda estão abertas através do site do festival, até 29 de junho. Ainda não há confirmação da Curadoria a respeito dos filmes que serão exibidos, mas, considerando a relevância e especificidade de uma animação produzida no Sana, distrito macaense, inscrita no festival, a Curadoria Nacional do Anima Cine considerou que a obra audiovisual já estaria classificada. “Um dos objetivos do Anima Cine é incentivar as produções locais e regionais. Quando vi que o distrito do Sana tinha duas produções inscritas no festival, procurei assistir os filmes e considerei pertinente selecionar um das obras. Trata-se de um filme cujo tema levantado é a preservação ambiental. Tenho dito sempre, que o Sana pode ser o lugar ideal para o Anima Cine abrir uma janela de exibição voltada para a temática socioambiental. E como existem produções do gênero voltadas para essa temática! Daria para fazer um festival só de animações sobre o assunto. A inscrição espontânea do curta-metragem ‘Iza ajuda a natureza’ (2’24’’/ 2011) no Anima Cine é a prova disso. O filme foi feito por sete alunos do primeiro grau da Escola Municipal do Sana durante uma oficina de fotografia ministrada por Moisés Bruno Heguedusch Santos. A animação ganhou o 6º lugar no Prêmio Menino Caranguejo, do Instituto Caranguejo de Educação Ambiental, de Joinvile (SC) e será exibida junto com outros curtas na sessão de abertura do Anima Cine Macaé, dia 24 de agosto.

A animação é feita com técnica stop motion e bonecos de massinha. A direção de arte do filme trabalhou com cenários produzidos a partir de materiais reutilizáveis, como papelão e recortes de tecidos. O professor da oficina, Moisés Bruno Heguedusch, assina a edição do curta, mas as crianças da escola criaram o argumento e o roteiro do filme, nomearam a personagem e construíram toda a evolução da estória.

Sambando dará uma Oficina de Sonoplastia

Durante o Anima Cine haverá uma Oficina de Sonoplastia oferecida pelo Sambando – Núcleo Social de Cultura e Arte – um dos principais fomentadores ativos da cultura no Sana e entidade parceira do Anima Cine. O Sambando será a sede do Anima Cine no Sana.

A oficina será ministrada por Rodrigo Bucair, percussionista, fundador, presidente e professor do Sambando.

Poderão participar jovens com mais de 13 anos. As inscrições serão gratuitas e começarão uma hora antes do início da oficina, na base da produção do Anina Cine no Sana, no sábado, 24 de agosto. A Oficina de Sonoplastia terá duração de três horas diárias dividas entre os dias 24 e 25 de agosto.

Participe do Anima Cine Macaé! De 24 e 25 (Sana), de 26 a 30 de agosto de 2013 no Sana e no Solar dos Mellos, em Macaé, Rio de Janeiro (BR).

Curta a Fan Page do projeto.

Comentários desativados em Cinema no Sana: Distrito serrano de Macaé receberá sessão de abertura do Anima Cine Macaé

Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé promete trazer para a cidade natal do primeiro animador brasileiro o melhor da animação mundial

Começou no dia 11 de maio e seguirá até 29 de junho o período de inscrição de filmes no Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé (RJ).

O Festival acontecerá de 19 a 25 de agosto com sessões voltadas para todas as idades e também para o público estudantil da rede pública de ensino.

Na programação do Festival, além das exibições de filmes, haverá palestras, debates e uma oficina de sonoplastia. Tudo de graça para o público.

Segundo a idealizadora do Anima Cine, Leonor Bianchi, Macaé orgulha-se de ser a cidade natal do primeiro animador de cinema do Brasil, Álvaro Marins, mais conhecido como Seth. “Macaé tem orgulho deste marco ainda pouco conhecido no mundo. Seth foi um ícone na ilustração brasileira e a cidade, agora, com este festival, estabelece, definitivamente, seu vínculo artístico e afetivo com o cinema de animação e com o feito do pioneiro Seth”.

Seth trabalhou em muitos jornais cariocas como ilustrador, desenhou inúmeras artes para a publicidade nos primeiros tempos da publicidade no Brasil, e tem sua marca registrada na história da animação brasileira.

“Esperamos que este festival de cinema de animação torne-se referência e que possa fazer jus ao fato de ter sido nesta cidade, Macaé, o local de nascimento do diretor de ‘kaiser’, o primeiro filme animado feito no Brasil por um brasileiro, o Seth, em 1917”, ressalta a idealizadora do Festival.

Primeira animação brasileira

O filme ‘kaiser’ estreou em 22 de janeiro de 1917, no Cine Pathé, no Rio de Janeiro, meses antes de o Brasil declarar guerra à Alemanha e iniciar sua participação na Primeira Guerra Mundial. Consistia de uma charge animada, mostrando o imperador Guilherme II colocando sobre a cabeça um capacete que representava o controle sobre o mundo. Em seguida, um globo terrestre crescia e engolia o líder alemão.

Desde 1907 os cinemas brasileiros já apresentavam vinhetas animadas no encerramento dos cinejornais. Contudo, ‘Kaiser’ foi a primeira animação autônoma brasileira a ser exibida.

Fotograma do filme kaiser
Fotograma do filme kaiser

Inscrições

As inscrições podem ser feitas pelo site do Anima Cine www.animacinemacae.wordpress.com através do preenchimento da Ficha de Inscrição disponível na plataforma online. O responsável pelo processo de inscrição deve estar atento ao Regulamento do Festival, também disponível no site e enviar, junto com a obra inscrita, o Termo de Autorização de Exibição da Obra Audiovisual, também encontrado no site, ambos assinados por ele.

Além dos filmes inscritos espontaneamente, o Anima Cine compôs uma Curadoria, que está convidando realizadores brasileiros e de outras partes do mundo a apresentarem seus trabalhos no Festival.

Na maior rede social do mundo, curta a página do Anima Cine.

Tagged with:

Comentários desativados em Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé promete trazer para a cidade natal do primeiro animador brasileiro o melhor da animação mundial

Anima Cine Macaé terá lançamento de longa-metragem sobre a animação no Brasil

O filme Luz, anima, ação será exibido durante o festival e após a sessão haverá debate com a equipe de realização. Em breve mais detalhes…

Documentário longa-metragem coproduzido pelo Canal Brasil, que resgata a fabulosa trajetória da animação brasileira desde o pioneiro “O Kaiser” ao boom produtivo que expande fronteiras!

O filme tem direção de Eduardo Calvet, produção de Felipe Haurelhuk. Veja no link do teaser a equipe completa.

Comentários desativados em Anima Cine Macaé terá lançamento de longa-metragem sobre a animação no Brasil

Queixas contra a Viação 1001 serão debatidas por comissão de transportes

Posted in Denúncia, Estado, Transporte, Turismo by ImprensaBR on 10/06/2013

A Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), presidida pelo deputado Marcelo Simão (PSB), realizará nesta terça-feira (11/06) uma audiência pública para debater os serviços prestados pela empresa Auto Viação 1001. De acordo com o parlamentar, foram recebidas denúncias e reclamações sobre os valores das tarifas, constantes acidentes envolvendo os veículos da empresa e descaso com os usuários, principalmente os idosos. “A comissão está sensível às reclamações dos usuários. Por isso, vamos cobrar melhorias no serviço prestado dessa empresa, que tem a concessão de linhas intermunicipais e da Região dos Lagos”, explica Simão. A reunião está marcada para as 10h30, na sala 316 do Palácio Tiradentes.
Foram convidados o secretário de Estado de Transportes, Júlio Lopes; a procuradora e assessora de Assuntos Legislativos do Ministério Público do Estado (MPE-RJ), Vitória Le Coque; o diretor executivo da 1001, Heiz Kumm Junior; e o presidente do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio (Detro-RJ), Rogério Onofre.

 Fonte: Alerj

Comentários desativados em Queixas contra a Viação 1001 serão debatidas por comissão de transportes

De Seth aos Malditos Caricaturistas: Vem aí o Anima Cine Macaé

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Macaé, Notas, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 10/06/2013

Seth, o macaense caricaturista que fez a primeira animação brasileira e que inspira o Anima Cine Macaé  -Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé -, inspirou também uma enorme geração de caricaturistas brasileiros. O longa-metragem Malditos Cartunistas é um documentário imperdível para quem curte o assunto. No filme, as últimas três, quatro gerações de ilustradores e caricaturistas de nosso país contam como começaram a trabalhar como desenhistas… No link, assista uma entrevista com Daniel Paiva, Diretor do Documentário.

Plano Geral 796 – 22/12/12 from Cine Magazine on Vimeo.

Inscreva seu filme até 20 de julho pelo www.animacinemacae.wordpress.com

Comentários desativados em De Seth aos Malditos Caricaturistas: Vem aí o Anima Cine Macaé

Lei cria o Observa Mulher, sistema de informações de violência contra a mulher

Posted in Brasil, Cidadania, Educação, Esporte, Rio das Ostras, Saúde, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 04/06/2013

Agora é lei: o Estado do Rio terá um sistema integrado de informações de violência contra a mulher. É o que determina a lei 6.457/13, publicada no Diário Oficial do Executivo desta terça-feira (04/06) e que institui a política estadual que dará origem ao sistema, denominado Observa Mulher-RJ. Com o objetivo de organizar e analisar dados sobre atos de violência contra a mulher no estado e de integrar os órgãos que fazem esse tipo de atendimento, a política incluirá a criação de um cadastro eletrônico.

A norma é de autoria da deputada Inês Pandeló (PT), que explicou que os números documentados hoje saem apenas dos atendimentos nas delegacias. “Mas sabemos que há quem não denuncie à polícia, por isso é fundamental que tenhamos como reunir também os dados que podem ser levantados nos atendimentos médicos, nos Cras…”, enumerou a parlamentar, citando os Centros de Referência da Assistência Social.

Para ela, obter o número mais próximo à realidade garantirá a criação de políticas públicas eficazes para a erradicação desse tipo de crime. “Só há políticas públicas quando há registro, informações que deem embasamento às ações. Há muitas instituições recebendo denúncias, mas não há compilação de dados. É isso que este projeto propõe”, afirmou a parlamentar. O cadastro terá dados sobre a violência praticada, como data, horário local e tipo de delito; informações sobre a vítima, o agressor e histórico de atos de violência entre os envolvidos. O cadastro também reunirá número de ocorrências registradas pelas polícias civil e militar, número de medidas protetivas emitidas Ministério Público e de inquéritos instaurados.

Fonte: Alerj
Leia também – Grupo ‘Chega de Estupros em Rio das Ostras’ leva para a Câmara Municipal, hoje, às 10h, Audiência Pública com a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj, Inês Pandelô.

Comentários desativados em Lei cria o Observa Mulher, sistema de informações de violência contra a mulher

Rio das Ostras recebe abertura da temporada 2013 do Brasileiro de Bodyboard

Posted in Brasil, Cidade, Esporte, Rio das Ostras, Trabalho e Renda, Turismo by ImprensaBR on 26/05/2013

O Circuito Brasileiro de Bodyboard 2013 teve sua primeira etapa definida nessa semana. Entre os dias 16 e 18 de agosto, a cidade de Rio das Ostras, Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, abre o calendário nacional de eventos, oferecendo R$ 35.000,00 em premiação.

Após cinco anos de ausência no calendário, a cidade rioostrense volta a sediar uma competição de grande nível, sendo que a última havia sido em 2008, quando o circuito mundial de bodyboard passou pela praia de Costa Azul.

“Estamos muito felizes com o retorno de Rio das Ostras ao calendário nacional de competições. Foi muito bom ter viabilizado este evento para uma da cidades que mais fizeram e fazem pelo esporte no país. Esperamos de braços abertos todos os atletas do Brasil”, comemora o presidente da CBRASB, Edmar Rezende.

Rio das Ostras tornou-se uma referência nacional na formação de ótimos atletas a partir da criação da escolinha de bodyboard, coordenada pelo próprio presidente da entidade, Edmar Rezende. Do projeto, surgiram nomes como Israel Eduardo, Adriano Minguta, Miguel Medina, Bruno Araujo, entre tantos outros destaques do bodyboard no Brasil.

Rio das Ostras fez história no Circuito Mundial:

Durante muitos anos, Rio das Ostras foi responsável por sediar etapas do Circuito Brasileiro, Latino e Mundial. Durante a etapa do Latino-Americano, disputada em 2005, foi realizada a primeira transmissão ao vivo de uma etapa através da internet. Além disso, em 2008, o Circuito Mundial desembarcou na cidade, com vitórias dos consagrados Uri Valadão e Isabela Sousa.

Na ocasião, Uri Valadão venceu o carioca Francirley Ferreira, e despontou para o seu primeiro título mundial, conquistado naquele mesmo ano. Já Isabela Sousa, obteve um grande resultado sobre a basca Eunate Aguirre na final e começou a mostrar ao mundo todo seu talento, culminando nos dias de hoje em dois títulos mundiais.

Fonte: 360

Comentários desativados em Rio das Ostras recebe abertura da temporada 2013 do Brasileiro de Bodyboard

Rio das Ostras, no litoral do Rio de Janeiro, entra em ranking de preferência turística nacional

Posted in Brasil, Estado, Região, Rio das Ostras, Turismo by ImprensaBR on 22/05/2013

O município de Rio das Ostras, no interior do Rio de Janeiro, acaba de entrar para um ranking sobre os destinos litorâneos mais buscados pelos brasileiros. Elaborada por uma revista focada em negócios e turismo, a lista revela que a cidade da Região dos Lagos ocupa a 17ª posição na preferência dos turistas nacionais que desejam passar alguns dias relaxando em um lugar cheio de belas paisagens.

O resultado representa um aumento de 194% no interesse turístico nacional por Rio das Ostras, e revela que a cidade disputa espaço de igual para igual com destinos badalados de todo o mundo, como praias de Los Angeles, nos EUA, e do Taiti, na Polinésia Francesa.

Como não poderia deixar de ser, a novidade animou autoridades e empresários do setor de serviços do município, que já pensam em estratégias para ampliar o leque de atrações oferecidas, que hoje já conta, por exemplo, com o Festival de Frutos do Mar e o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival.

Além desses e outros eventos, Rio das Ostras vem caindo nas graças dos brasileiros por conta de suas belezas naturais. São ao todo 15 praias bem preservadas e capazes de atrair tanto os amantes dos esportes radicais quanto quem prefere um banho mais calminho. Sem falar na deliciosa Lagoa do Iriri e no sol que brilha por lá pelo menos 300 dias por ano. Quem visita Rio das Ostras conta ainda com uma grande variedade de bares e restaurantes especializados na culinária regional.

Fonte: Vírgula

Comentários desativados em Rio das Ostras, no litoral do Rio de Janeiro, entra em ranking de preferência turística nacional

Inscrições para a etapa de Rio das Ostras da Copa Rio estão abertas

Posted in Esporte, Região, Rio das Ostras, Trabalho e Renda, Turismo by ImprensaBR on 22/05/2013
Quarta etapa da competição vale pontos para os rankings estadual e nacional
Por ahe!

Será realizada no próximo dia 2 de junho, a quarta etapa da Copa Rio de ciclismo. Rio das Ostras será o palco da prova após a competição passar por Angra dos Reis, Três Rios e Volta Redonda. As inscrições para o evento já estão abertas e podem ser realizadas até 30 de maio pelos sites http://www.bikebros.com.br ehttp://www.fecierj.org.br. O valor é de R$ 40,00 e o pagamento deverá ser feito apenas por depósito bancário e identificado.

A prova valerá pontos para os rankings estadual e nacional. Os dez primeiros colocados do ranking nacional garantem vaga no Tour do Rio, principal competição do ciclismo brasileiro.

Veja mais: Adélio da Silva e Natasha Albuquerque vencem terceira etapa da Copa Rio

Disputada na modalidade estrada, a Copa Rio será realizada em um circuito de 19,4km, com largada em frente ao Parque de Exposição de Rio das Ostras. O número de voltas no circuito varia de acordo com a categoria, tendo a elite masculina que completar cinco voltas, enquanto a elite feminina, três.

Premiações Copa Rio de Ciclismo (Rio das Ostras)

Categoria Elite Masculina
1º – R$ 500,00
2º – R$ 300,00
3º – R$ 100,00

Categorias Master A, Master B, Master C, Sub 30 MTB e Feminino
1º – R$ 200,00
2º – R$ 100,00
3º – R$ 50,00

Fonte: Revista Ciclismo

Comentários desativados em Inscrições para a etapa de Rio das Ostras da Copa Rio estão abertas

Orquestra Tabajara fecha I Encontro de Orquestras de Macaé em grande estilo

Posted in Macaé, Notas, Turismo by ImprensaBR on 12/05/2013

I Encontro de Orquestras de Macaé 2013 092

 

Com uma programação que contemplou do clássico ao moderno, o I Encontro de Orquestras de Macaé mostrou que é possível levar música de qualidade para todos os públicos.

Na noite de enceramento – o Encontrou rolou sexta e sábado -, depois da Camerata Rio, e da Cia. Filarmônica de São Paulo tocando The Beatles, a orquestra mais antiga do mundo em atividade, a Orquestra Tabajara, fez uma apresentação triunfal para ninguém duvidar do potencial do projeto.

O público macaense respondeu entusiasmado, transformando o Parque do Cidade num baile a céu aberto, sob a regência do maestro Jaime Araújo, irmão de Severino Araújo, fundador da Tabajara, em 1934, na Paraíba.

Sim, foi emocionante…

 

Comentários desativados em Orquestra Tabajara fecha I Encontro de Orquestras de Macaé em grande estilo

Os 21 anos de Rio das Ostras apenas começaram…

Posted in Cidade, Cultura, Estereofonia, Rio das Ostras, Turismo by ImprensaBR on 15/04/2013

Coletivo só Pra Moer em sua apresentação na última sexta-feira,durante a festa de aniversário dos 21 anos de Rio das Ostras.

Será que a Roda Rio de Choro vai voltar?

Comentários desativados em Os 21 anos de Rio das Ostras apenas começaram…

Pré-lançamento do livro ‘A imprensa na cidade que mais cresceu no Brasil: A história recente de Rio das Ostras revisitada em matérias jornalísticas produzidas entre 2005 e 2007’

capa_livro_cc03_para_word

É hoje, a partir das 17h, na Concha Acústica de Rio das Ostras.

O registro do cotidiano é tarefa própria da atividade jornalística. Em muitas vezes, esse registro torna-se a mais completa, se não a única documentação dos fatos de uma comunidade. As notícias e o jornalismo acabam por compor, também, o fio da memória local. O jornalismo, mesmo involuntariamente, escreve a história do lugar. Este livro condensa um período importante na história recente de Rio das Ostras, os anos de 2005, 2006 e 2007.

O objetivo desta publicação é reunir informações que permitam à comunidade local (re)conhecer a identidade, a ideologia e o discurso da imprensa local através da recuperação da história social recente da cidade, e apresentar essa memória para quem não conhece ou passou a conhecer a cidade nos últimos quatro, cinco anos.

A história de Rio das Ostras, nestes últimos 21 anos – tempo em que a mesma emancipou-se político-administrativamente de Casimiro de Abreu -, pode ser contada perfeitamente através das páginas dos jornais locais. É claro, devemos considerar que muitos desses jornais servem apenas para a sustentação ideológica dos grupos políticos dominantes no cenário local. Por isso, é preciso estar atento aos discursos enunciados por esses veículos e como eles são interpretados pelos leitores. Afinal, se falamos de construção de um fio narrativo da história local produzido pelos jornais impressos, precisamos saber interpretar seus enunciados e como estão contando a história, sob qual ótica pretendem ‘oficializar’ a história.

Escolhemos nos debruçar sobre a história recente do município e de sua imprensa local para entendermos um pouco mais sobre este belíssimo balneário, quem são suas personagens para além do povo, do cidadão comum, do trabalhador que ajuda, diariamente, a construir a cidade que mais cresceu no Brasil nos últimos 10 anos, segundo dados de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Comentários desativados em Pré-lançamento do livro ‘A imprensa na cidade que mais cresceu no Brasil: A história recente de Rio das Ostras revisitada em matérias jornalísticas produzidas entre 2005 e 2007’

Rio das Ostras Jazz & Blues Festival 2013

Posted in Estereofonia, Rio das Ostras, Turismo by ImprensaBR on 05/04/2013

jazzeblues2013riodas

Comentários desativados em Rio das Ostras Jazz & Blues Festival 2013

Cinco anos de Cineclube Lumiar

Posted in Cidadania, Cultura, Editorial, Educação, Nova Friburgo, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 25/02/2013

Este slideshow necessita de JavaScript.

O último domingo foi um dia especial para os militantes do cinema de Lumiar (Nova Friburgo, RJ) e para a comunidade local. Foi comemorado em grande estilo o aniversário de cinco anos de atividade do Cineclube Lumiar.

Muitas pessoas compareceram para compartilhar a alegria dos gestores do Cineclube. Dentre elas, eu, que fui convidada também a exibir na ocasião o documentário O povo do cinema de Lumiar. Emocionante.

São momentos como os que vivi ontem que sinalizam que o caminho é este e que a militância não pode parar.

Vida longa ao Cineclube Lumiar. Vida longa ao cinema nacional.

Parabéns a todos aqueles que trabalham para este movimento acontecer, mas, principalmente, parabéns ao público, que nesses cinco anos tem sido fiel ao Cineclube levando sugestões, críticas e o fundamental para que tudo isto aconteça: sua presença a cada nova sessão.

Que venham muitos, mas muitos outros anos…

Comentários desativados em Cinco anos de Cineclube Lumiar

Comemoração de cinco anos do Cineclube Lumiar exibirá o clássico ‘O povo do cinema de Lumiar’

Flávio Nascimento e Luisa são personagens do filme que abriu uma nova possibilidade para o cinema em Lumiar, em 2004.

Flávio Nascimento e Luisa são personagens do filme que abriu uma nova possibilidade para o cinema em Lumiar, em 2004.

As comemorações do quinto ano de atividades do Cineclube Lumiar (Nova Friburgo), acontecerão no próximo domingo, no próprio cineclube.

Entre as atrações artísticas que estão programadas para o dia, não poderiam faltar as exibições de cinema. E neste dia o filme rodado em 2004 no vilarejo ‘O povo do cinema de Lumiar’ será exibido junto a outras fitas-surpresa.

O filme é um documentário de 20 minutos dirigido pela jornalista e produtora da Mostra Cinema Popular Brasileiro, Leonor Bianchi. Ambos, o filme e a Mostra comemoram dez anos em 2013 e a ocasião certamente será de muita emoção não apenas para a realizadora, que depois de apresentar o filme em 2004 na Ação Rural, em Lumiar, nunca mais voltou a exibir o curta no vilarejo onde foi gravado, mas principalmente para a comunidade local, que vem demandando há tempos da diretora do doc. uma nova exibição do filme. Ano passado, em novembro, o curta foi exibido na abertura da 9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro, mas não em Lumiar e sim na cidade vizinha, São Pedro da Serra, na Casa Cultural Mata Atlântica.

O filme tem depoimentos de moradores antigos e de pessoas que vieram de outras cidades para Lumiar, como Maria Cristina (da Oficina Escola As Mãos de Luz), Flávio Nascimento (o Poeta), Luisa (contadora de histórias), o professor Ari Celso, professores do Colégio Estadual Carlos Maria Marchon, Mestre Messias (violeiro e artista plástico já falecido), assim como Seu Denir Klein, pai do Vovô (do bar do Vovô), que também já se foi, entre outros.

O filme indaga o que o povo de Lumiar assiste na TV e no cinema e como a comunidade e a escola assumem o papel de protagonistas da narrativa histórica dos fatos locais utilizando o cinema e o audiovisual.

A sessão começa às 19h, a classificação indicativa é livre e a entrada é franca. O Cineclube Lumiar fica na Rua Dep. Amâncio Mario de Azevedo, 145, (em frente ao lago de Lumiar).

Não perca ‘O povo do cinema de Lumiar’ no próximo domingo, dia 24 de fevereiro, nas comemorações de cinco anos do Cineclube Lumiar.

Comentários desativados em Comemoração de cinco anos do Cineclube Lumiar exibirá o clássico ‘O povo do cinema de Lumiar’

Rio das Ostras: Mais uma cidade partida, e o mosquito da Dengue

Ponte sobre o rio das Ostras. Projeto megalômano, que descaracterizou por completo a paisagem rural e praiana da cidade. Foi inaugurada em 2007.

O que essa ponte tem a ver com a cidade? Olha a favelização em segundo plano… assim está minha amada Rio das Ostras…

Agora começa 2013. Começo do novo-velho governo. Será que vai estabilizar ao menos? Infelizmente, não creio não…

É preciso preservar as belezas naturais como lagoas, praias, os morros, as trilhas na mata de tabuleiro… a serra do Pote, as tradições do homem da terra, o pescador, o agricultor de Cantagalo e Rocha Leão…

Hoje, tudo mudou. Pessoas aos montes invadem com tamanha pressão a cidade, que o mangue não resiste. O de cima sobe e o debaixo desce mais a cada dia, a cada ano. É preciso valorizar o ser humano.

Rio das Ostras… que saudade de você como era há 20, 30, 40 anos… mas o progresso te alcançou. De tapera passou à cidade que mais cresceu no Brasil! A vizinha da capital do petróleo. O El Dourado para milhões de famílias de brasileiros, que sonham com a oportunidade de uma vida melhor, mais digna.

Mas que dignidade é essa?

A cidade amanhece sob uma gravíssima notícia: surto de Dengue. Não é a primeira vez que Rio das Ostras aparece no mapa como cidade com altos números de casos de Dengue. Até o momento, 1416 casos de suspeitas de Dengue estão sendo analisados e 75 casos já foram confirmados.

Centro de Hidratação de Dengue

Enfrentando epidemias de Dengue há quatro, cinco anos, os gestores sabiam que precisariam investir mais na prevenção, mas deixaram para investir em um Centro de Hidratação, ou seja, um instrumento para ser colocado em funcionamento quando a epidemia já estiver instalada.

E a prevenção?

Dengue matou duas pessoas na cidade, em 2011

O vídeo abaixo, gravado pela afiliada da Globo Intertv Alto Litoral, com reportagem da jornalista Renata Monteiro mostra bem a realidade que a cidade vem enfrentando quando o assunto é prevenção ao Dengue, ou a falta dela.

Em 2010, foram feitas 802 notificações da doença. Em 2011, quando foi feita a reportagem, Rio das Ostras registrou 289 casos suspeitos de Dengue, 53 casos de Dengue Hemorrágica e duas mortes.

Foi em 2010 e início de 2011, que o governo anterior contratou centenas de pessoas para atuarem como Agentes de Vigilância Sanitária no combate ao Dengue, na cidade. Foi uma farra, colocou todo mundo pra brincar de ser agente sanitário. Na mesma farra, o governo atua culpabilizando a população. O que os gestores não deveriam é conceder licença de obras nas áreas citadas na matéria e em dezenas de outras, que estão em situações semelhantes. O que não deveria ter feito era a troca de lotes no Âncora, Recanto (o famoso Invasão há 20 anos atrás) por votos. E fizeram muito, mas muito isso em Rio das Ostras. Fazem até hoje!!! O bairro Âncora hoje está favelizado não é à toa; deram uma mãozinha pra que isso acontecesse para depois pedir recursos para o Estado e a União.

E a apresentadora da matéria… que chega quase a explodir de felicidade referindo-se ao povo de Rio das Ostras, que estaria feliz, satisfeito com as ações de combate ao mosquito da Dengue. Gente, tá na cara que ela tá comprada! Como a população pode estar satisfeita quando a cidade registra dois mil casos de Dengue e duas mortes? Funciona assim, a matéria tem que ir ao ar porque os dados estão alarmantes, então a Secretaria de Comunicação liga para o veículo e faz um lobbizinho com o editor.. ‘Poxa, Fulano, sabe como é… joga no ar, mas tenta não deixar o drama do cenário ser percebido na matéria senão você acaba comigo. A cidade está em polvorosa!!! Tá morrendo gente, não podemos dizer isso assim… Tenta dar uma levantada…”, e desliga o telefone depois de dizer que enviará um convitezinho para algum jantar, algum final de semana numa pousadinha de Búzios… uma coisa  desse tipo…  e atitudes como essa levam a apresentações lastimáveis como a que essa da reportagem faz… e a gente vê isso todo dia, não é mesmo? Hoje, meio dia ela estará lá rindo da nossa cara enquanto noticia mais uma morte de Dengue na cidade. Tudo uma falta de noção… nessa cadeia…

Comentários desativados em Rio das Ostras: Mais uma cidade partida, e o mosquito da Dengue

Paulinho da Viola abre o Carnaval em Rio das Ostras

Posted in Brasil, Cidade, Cultura, Rio das Ostras, Turismo by ImprensaBR on 09/02/2013

O cantor e compositor Paulinho da Viola abre, hoje à noite, no antigo camping de Costazul, a programação do Carnaval 2013 da cidade.

paulinho da viola

São esperadas mais de 30 mil pessoas para o show. Segundo a prefeitura, a cidade deve receber 150 mil turistas durante o feriado.

Mais segurança este ano nas ruas, mais policiamento, e mais monitoramento pela cidade, que semana passada ganhou várias novas câmeras de vídeo, instaladas em pontos estratégicos.

Além do sambista, que de Rio das Ostras vai para Recife, onde fará shows nos dias 11 e 12, amanhã se apresenta na cidade o cantor Luis Melodia, na segunda-feira, o roqueiro pop dos anos 80, Leo Jaime, e na terça, encerrando o Carnaval em Rio das Ostras, o Baile do Simonal. Blocos e bailes para todas as idades   também animarão os foliões que escolheram Rio das Ostras para passar o Carnaval.  

Comentários desativados em Paulinho da Viola abre o Carnaval em Rio das Ostras

Sociedade riostrense contra o estupro

Aconteceu nesta terça, dia 29 de janeiro, a primeira reunião da Campanha Chega de estupros em Rio das Ostras, movimento iniciado por um grupo de professores do curso de Serviço Social da UFF/ PURO, com o intuito de tornar público o grande número de estupros que acontecem em Rio das Ostras, bem como levar ao poder público demandas e propostas para combater este tipo de violência.

A reunião foi veiculada por meio de e-mails e redes sociais, aberta a toda comunidade, já que o objetivo foi a construção coletiva de propostas de ação. O encontro teve participação de aproximadamente 60 pessoas, entre alunos e professores da UFF, profissionais de saúde do município, representantes de movimentos sociais e moradores de Rio das Ostras, todos indignados com a atual situação de casos de estupro que vigora na cidade.

Não é a primeira vez que os professores do PURO se sensibilizam e organizam ações para combater a violência contra a mulher em Rio das Ostras. Apesar de ter sido chamado por um grupo de pessoas, este movimento é de toda a população de Rio das Ostras.

Foram organizadas como parte da campanha atos de panfletagem para sensibilizar a população para esta realidade. O primeiro aconteceu no último domingo, na praia do Centro e na Lagoa de Iriry até a praia de Costa Azul.

No ato de domingo, integrantes do movimento distribuíram folhetos explicativos para os moradores da cidade e turistas.

Outras atividades envolvendo panfletagem serão feitas durante o Carnaval, e nas redes sociais. Toda a população está convidada a participar dos atos.

Segunda reunião da campanha será dia 20, na UFF

Será organizado um ciclo de debates na UFF, com a presença de estudiosos do assunto, representantes do poder publico, dos movimentos sociais e da segurança pública da cidade (ainda a serem convidados).

No dia 20 de fevereiro, às 17h30, será realizada, na UFF/PURO, a segunda reunião da campanha, onde será construído um documento a ser encaminhado ao poder público municipal, com propostas de prevenção aos estupros, bem como medidas que qualifiquem e humanizem o atendimento às mulheres vitimas desta violência.

Saiba mais sobre a campanha acessando o grupo da campanha “Chega de estupros em Rio das Ostras”, no Facebook.

Leia mais sobre o assunto

O jornal O Polifônico apoia esta iniciativa.

Texto de Paula Sirelli com Edição de Leonor Bianchi.

Comentários desativados em Sociedade riostrense contra o estupro

Museu Casa de Casimiro de Abreu recebe exposição ‘Revolução’ de Tiago Abs Gonçalves

Posted in Cultura, Região, Turismo by ImprensaBR on 03/01/2013

Programa cultural para quem está de férias ou não

A partir desta sexta-feira, 4 de janeiro, quem estiver visitando a bulcólica Barra de São João poderá aproveitar para fazer um programa cultural. O Museu Casa de Casimiro de Abreu receberá a exposição Revolução, do artista plástico Tiago Abs Gonçalves.

Segundo Tiago (20), morador de Barra de São João e estudante de Produção Cultural do PURO, o principal objetivo da exposição é apresentar a arte como algo possível e viável a qualquer pessoa.

expo_revolucao_tiago_abs– A intenção do Apresentar, através das obras, com diferentes suportes e técnicas, a arte como uma maneira de expressão, de conexão e de auto-conhecimento. Mostrar que podemos nos expressar de maneira artística a partir de pequenas experiências e da simplicidade.

As obras de arte expostas exploram várias técnicas como xerox, jato de tinta, desenho e colagem.

O artista já apresentou trabalhos em Macaé, Rio das Ostras, Rio de Janeiro e no distrito de Casimiro de Abreu, Barra de São João.

A exposição Revolução ficará no Museu Casa de Casimiro até o dia 20 de fevereiro.

Ficha Técnica:
Curadoria e Produção:
Tiago Abs
Produção Executiva:
Carol Magalhães
Assessoria de Imprensa:
Michelle Reis

Realização:
Fundação Cultural de Casimiro de Abreu
Museu Casa de Casimiro de Abreu

Patrocínio:
Macasara
HD Lan House

O Museu Casa de Casimiro fica na Pça. As Primaveras – Barra de São João – RJ – Brasil

Comentários desativados em Museu Casa de Casimiro de Abreu recebe exposição ‘Revolução’ de Tiago Abs Gonçalves

Casa Cultural Mata Atlântica, em São Pedro da Serra, faz Roda de Choro com grandes instrumentistas, neste sábado

Num ambiente natural, bem no seio da Mata Atlântica, encontro reúne Chorões para celebrar os ‘novos tempos vindourouros’ e o lançamento das exposições Memória Macaense, e Hemeroteca Digital de Rio das Ostras

Para celebrar o fim de um ciclo e o recomeço de outro com o ‘renascimento do mundo’, a Casa Cultural Mata Atlântica promoverá uma Roda de Choro, neste sábado, 22/12/2012. A iniciativa é do violonista e um dos coordenadores da Casa Cultural Mata Atlântica, Rúben Pereira. Rubinho como é conhecido e integra o grupo de choro Coletivo Só Pra Moer, entre tantas outras ações envolvendo o gênero musical brasileiro.

A roda reunirá instrumentistas de Nova Friburgo, Lumiar, Macaé e de diversas cidades da região. Entre eles, Maurício Barreto, arranjador, professor de música e diretor do Estúdio de Música Livre, em Lumiar.

roda-de-choro-do-renascimento-do-mundo_original

Exposições Memória Macaense, e Hemeroteca Digital de Rio das Ostras começam neste final de semana e seguem até fevereiro

Além da roda de choro, quem for à Casa Cultural Mata Atlântica neste dia poderá ver a abertura das exposições ‘Memória Macaense’, feita também pesquisador de história regional, Rúben Pereira, criador do Observatório da Memória Macaense, e ‘Hemeroteca Digital de Rio das Ostras’, organizada pela jornalista e diretora d’O Polifônico (www.opolifonico.wordpress.com), Leonor Bianchi.

annaes_rio_de_janeiro_balthasar_lisboa_1834_brasil

Citação mais antiga feita a Rio das Ostras num livro impresso no Brasil. Foi em 1834. O Volume: Annaes do Rio de Janeiro, escrito por Balthazar da Silva Barbosa.

Ambas as exposições ficarão expostas na galeria de artes da Casa até o início de fevereiro, mas fora dos finais de semana e feriados é preciso agendar a visitar.

A Casa conta ainda com o Empório Mata Atlântica, que serve pratos típicos da serra friburguense, comidas naturais, cachaças especiais e cervejas artesanais. Na lojinha do Empório é possível encontrar produtos artesanais, vinhos, cachaças, cafés especiais, pimentas, chocolates, compotas, geleias, orgânicos, e uma livraria especializada em obras sobre meio ambiente e história fluminense.

Para saber mais sobre a Hemeroteca Digital de Rio das Ostras acesse:

http://www.facebook.com/HemerotecaDigitaldeRiodasOstras

Para conhecer o Observatório da Memória Macaense, acesse:

http://www.facebook.com/memoriamacaense

Para mais informações, acesse a Fan Page da Casa Cultural Mata Atlântica:

http://www.facebook.com/pages/Casa-Cultural-Mata-Atl%C3%A2ntica/458669617502689

ou mande um e-mail para casaculturalmataatlantica@gmail.com

 

Comentários desativados em Casa Cultural Mata Atlântica, em São Pedro da Serra, faz Roda de Choro com grandes instrumentistas, neste sábado

São Pedro da Serra ganha novo espaço de cultura

casa_da_mata_atlanticaFoi inaugurada, no dia 1 de novembro, a Casa Cultural Mata Atlântica. A Casa fica em São Pedro da Serra, Nova Friburgo e está aberta com uma extensa programação cultural.

Na Casa funciona o Empório Mata Atlântica com seu restaurante e a venda de produtos orgânicos, vinhos, pães e bolos integrais, compotas, conservas, cachaças de todo o Brasil e cervejas artesanais. Ainda na lojinha do Empório, podem ser encontrados artigos de vestuário feitos por artesãos de Nova Friburgo, artesanatos brasileiros e uma livraria especializada em história regional e meio ambiente.

Na última semana do ano (data a confirmar) acontecerá uma roda de choro com grandes instrumentistas. Além da música, a programação se estende ao cinema com o Cineclube Mata Atlântica, que realiza sessões aos sábados e domingos com entrada franca (acompanhe a programação do Cineclube através da fan page da Casa).

Videoteca Cinema Popular Brasileiro

A Casa Cultural Mata Atlântica guarda o acervo da Videoteca Cinema Popular Brasileiro. São centenas de títulos que podem ser assistidos na própria Casa, nas sessões do Cineclube ou em sessões pré-agendadas.

Os filmes da Videoteca podem ser solicitados para exibições em associações de diversas naturezas, escolas públicas e projetos de diversas naturezas. Para solicitar algum título é necessário enviar um e-mail para a Casa.

A Casa recebe reservas para hospedagem e camping.

Para saber mais sobre a Casa Cultural Mata Atlântica, acesse http://www.facebook.com/pages/Casa-Cultural-Mata-Atl%C3%A2ntica/458669617502689, ou mande um e-mail para casaculturalmataatlantica@gmail.com

Comentários desativados em São Pedro da Serra ganha novo espaço de cultura

Segue online a 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro

Posted in Brasil, Cineclube Cinemofônico, Cultura, Editorial, Educação, Estado, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 07/11/2012

LB

Começou na quinta-feira dia 1 a 9a edição da Mostra Cinema Popular Brasileiro. Este ano a mostra acontece presencialmente em espaços culturais de São Pedro da Serra e no Sarau Monster, dia 11, em Barra de São João, e também online, através do site da mostra (www.mostracinemapopularbrasileiro.wordpress.com).

Mais um ano de sucesso e reconhecimento do público são pedrense, que na noite de sábado lotou o espaço da sala de cinema da Casa dos Saberes e aplaudiu de pé a sessão!

A 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro é competitiva para os filmes que estão no site, e o público pode curtir através do botãozinho do Facebook os filmes que mais gostar. Os três filmes mais curtidos ganharão a tradução do roteiro para o inglês. a premiação é oferecida pela empresa BVaz Idiomas, parceira da 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro.

A 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro passou ainda pela Casa Cultural Mata Atlântica, na Bocaina dos Blaudts, em São Pedro da Serra, onde foi exibido no dia 1, durante a abertura da mostra, o curta-metragem dirigido por mim ‘O Povo do Cinema de Lumiar’. O filme foi gravado em 2004 e exibido naquele ano na primeira edição da mostra no vilarejo friburguense. Com depoimentos de muitos moradores tradicionais da cidadezinha, o filme é um documento importante para a memória local e ficou marcado na história de Lumiar como sendo o segundo filme a ser rodado no lugar. Nos anos 70 uma obra abordando a Coluna Prestes, que esteve ali, foi gravado em Lumiar. Depois de sua exibição em 2004, o curta O povo do Cinema de Lumiar não tinha mais sido exibido para o público local, oque transformou a sessão de abertura da 9a Mostra cinema Popular Brasileiro um momento muito especial.

Para assistir aos filmes da mostra, acesse http://www.mostracinemapopularbrasileiro.wordpress.com.

Comentários desativados em Segue online a 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro

9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro começa nesta quinta-feira, dia 1°

Posted in Brasil, Cineclube Cinemofônico, Cultura, Região, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 30/10/2012

Sessão de abertura será durante a pré-inauguração da Casa Cultural Mata Atlântica, em São Pedro da Serra 

A 9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro começa nesta quinta-feira dia 1°, véspera de feriado nacional de finados, e segue até 12 de novembro. Este ano, pela primeira vez a mostra acontece também pela Internet. Na programação presencial duas cidades participam damostra: Nova Friburgo, onde a mostra começou, em 2004, e Barra de São João, distrito de Casimiro de Abreu, inseridaeste ano no circuito de exibição da mostra.

Exibições pela Internet possibilitarão ampliação do público

No dia 1°, a mostra abre o calendário 2012 pela Internet,pelo site www.mostracinemapopularbrasileiro.wordpress.comonde todos que assistirem aos filmes poderão votar através do botão Curtir e ajudar a eleger os três melhores filmes da 9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro.

E embora a Internet tenha mudado um pouco o perfil da mostra, sua idealizadora e coordenadora geral, Leonor Bianchi, acredita que o ponto positivo dessa mudança seja a ampliação do acesso do público aos filmes da mostra, possibilitado pela exibição online dos mesmos. Ela afirma, que esta é uma nova maneira de assistir cinema, que se impõe cada vez mais, e a mostra quer conhecer quem são os realizadores que trabalham também para o ambiente virtual,e quem é o público do cinema exibido na rede.

Segundo a produção da 9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro, este ano a mostra recebeu filmes de todas as regiões do Brasil, mas pelo fato de ter aberto sua programação também de forma online, houve uma redução significativa do número de filmes inscritos. “Sempre fizemos a mostra de maneira não competitiva e sempre recebemos filmes de excelente nível de todo o Brasil. De dois anos para cá escolhemostentar desenvolver um perfil competitivo além dos Panoramas Informativo, e Regional e isso atraiu mais inscrições, o que é um dado; as pessoas procuram inscrever seus filmes em mostras e festivais que tenham premiações. Este ano, pelo fato de termos levado a plataforma de exibição da mostra para o ambiente virtual, extrapolando as janelas das salas de cinema convencionais, comerciais ou em salas de cinema digital de centros culturais e educativos recebemos menos filmes que nos anos anteriores, cerca de 30% a menos”, comenta a idealizadora da Mostra Cinema Popular Brasileiro, Leonor Bianchi, explicando que muitos realizadores não inscrevem seus filmes porque em nível nacional e internacional centenas de mostras e festivais de cinema exigem que a obra seja inéditainclusive e, sobretudo, na Internet.

Mostra volta para Friburgo, na serra, mas terá sessão em Barra de São João, no mar

Ela comenta ainda, que depois de um ano sem acontecer em Nova Friburgo a mostra volta para o município para ficar e consolidar seu espaço no cenário das atividades artísticas, culturais e turísticas de São Pedro da Serra. “Ano passado a mostra aconteceu em Macaé e Rio das Ostrasquebrando um ciclo de sete anos sem interrupção de sua realização em Friburgo,nos distritos de Lumiar e São Pedro da Serra. A mostra aconteceu em 2004 em Lumiar e já no ano seguinte foi para o Espaço Cultural São Pedro da Serra, onde ficou até 2010.

Este ano conquistamos uma nova parceria em São Pedro da Serra; a Casa dos Saberes. A Casa é coordenada pela advogada e educadora ambiental, Lia Caldas, e por Reinaldo Queiroz, morador antigo de São Pedro,pessoa envolvida desde sempre com as atividades culturais locais, e conta ainda com a colaboração de um extenso coletivo de militantes e ativistas ambientais e culturais de são Pedro da Serra e região. Seu público frequentador é eclético e vai desde o morador local, o agricultor, os educadores, os estudantes, as crianças… chegando aos turistas, atraindoos curiosos. Só por essa variedade de possibilidades de público que encontramos na Casa dos Saberes para dialogar com a mostra já estou empolgada com a parceria e com as exibições que acontecerão lá. Tenho certeza que serão dois dias intensos de exibição, além de estarmos dentro de um feriado nacional quando a mostra passar por lá”, destaca Leonor.

Ao todo serão exibidos 48 filmes durante a mostra. Escolha a sua sessão presencial ou virtual… e curta!

Os três filmes mais curtidos pelo público ganharão a tradução de seu roteiro para o inglês. Os prêmios são oferecidos pela empresa Bvaz Idiomas, parceira da 9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro.

A 9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro é realizada pelo jornal O Polifônico – Jornalismo de Intervenção (www.opolifonico.wordpress.com), Escola Livre de Comunicação e Artes (ELCA) (www.escolalivredecomunicacaoeartes.wordpress.com), com apoio da Associação Cultural Rio das Artes (ACRA,) (www.associacaoculturalriodasartes.wordpress.com), Bvaz idiomas (www.bvazidiomas.com.br) e Videolog.

Casa Cultural Mata Atlântica faz sua pré-inauguração com exibição do documentário ‘O povo do cinema de Lumiar’ gravado há nove anos e nunca mais exibido em público

Ainda na abertura da mostra haverá uma sessão especial durante a pré-inauguração da Casa Cultural Mata Atlântica, em São Pedro da Serra. Na sessão será exibido o curta-metragem documentário da jornalista e idealizadora da Mostra Cinema Popular Brasileiro ‘O povo do cinema de Lumiar’,realizado em 2004 e exibido apenas na primeira edição da mostra e nunca mais assistido novamente pelos moradores locais,que participaram do filme e pelas novas gerações. Na sequencia serão exibidos outros curtas. A sessão está marcada para às 18h00, e o endereço é Estrada Manoel Kinupp S/N°, Bocaina, São Pedro da Serra, Nova Friburgo (RJ).

No final de semana seguido do feriado de finados, nos dias 3 e 4 a mostra acontecerá na Casa dos Saberes, em São Pedro da Serra, às 19h, mantendo sua programação na Serra do Alto Macaé.

Mostra também terá sessão especial no Monster sarau, em Barra de São João

No dia 11, durante o Sarau promovido pelo Coletivo Monsterem Barra de São,mais curtas serão exibidos dentro da programação da 9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro, que termina no dia 12 de novembro.Neste dia, a mostra acontecerá na Av. Oceânica N°, 249, Pousada da Barra, N◦ 249. A sessão vai acontecer dentro da programação do Sarau, marcado para começar a partir das 16h.

O coletivo Monster é formado por alunos do curso de produção Cultural da UFF PURO de Rio das Ostras e por moradores e agentes culturais de Rio das Ostras, Barra de São João e outras cidades da região. Leia mais sobre (link sobre o coletivo publicada em O Polifônico em meados de setembro).

Todas as sessões da 9ª Mostra Cinema popular Brasileiro têm entrada franca. A Classificação Indicativa dos filmes deve ser verificada na Programação.

Veja a Programação:

http://mostracinemapopularbrasileiro.wordpress.com/programacao-9a-mostra-cinema-popular-brasileiro/

Contato para mais informações: cinemapopularbrasileiro@gmail.com

Comentários desativados em 9ª Mostra Cinema Popular Brasileiro começa nesta quinta-feira, dia 1°

Inventário Turístico online: aliado do gestor de turismo

Posted in Estado, Região, Turismo by ImprensaBR on 09/05/2012

Entre as diversas funcionalidades oferecidas pelo Inventário Turístico online, desenvolvido com metodologia aprovada pelo Ministério do Turismo (MTur), uma das mais importantes é, sem dúvida, a possibilidade de gestão da infraestrutura turística local utilizando-se um sistema de banco de dados, o INVENTUR.

Por meio do sistema faz-se a armazenagem dos dados pesquisados para o Inventário da Oferta Turística, já realizado ou ainda previsto pelo município, garantindo a organização, o tratamento, a atualização e a disseminação de informações, respeitando e integrando as características locais e regionais.

O INVENTUR foi desenvolvido com base em novos instrumentos de pesquisa e orientação para o Inventário da Oferta Turística, e se adequa perfeitamente às necessidades do gestor de turismo de pequenos, médios ou grandes municípios.

Sistema de Licenças

Para garantir o atendimento de uma demanda cada vez maior, com os municípios brasileiros mais conscientes da importância de ter o seu inventário de atrativos e da cadeia de fornecedores turísticos, o Instituto Ideias disponibiliza o modelo de licenças para o INVENTUR.

O município interessado adquire a licença, fica como responsável pela inserção dos dados obtidos na pesquisa de campo e passa a ter a consolidação e a possibilidade de atualização dessas informações, além de um portal municipal de turismo para divulgação na internet. Após a aquisição, o município ainda conta com o acompanhamento e orientações do Instituto Ideias, garantindo a total operacionalidade da ferramenta.

Os municípios ou regiões interessados em conhecer as propriedades, aplicações e vantagens do sistema poderão obter todos os detalhes acessando o endereço www.inventarioturistico.com.br. Informações complementares estão disponíveis pelo telefone (21)2522-2421 ou e-mail ideias@ideias.org.br.

Veja abaixo alguns municípios ou regiões que utilizam o INVENTUR em seus portais de turismo:

www.visiteduquedecaxias.com.br

www.destinobuzios.com.br

www.destinoparaty.com.br

www.destinopetropolis.com.br

www.cabofrioturismo.com.br

www.turisangra.com.br

www.visitecasimirodeabreu.com.br

www.visitesaopedrodaaldeia.com.br

Comentários desativados em Inventário Turístico online: aliado do gestor de turismo

Rio das Ostras registra engarrafamento monstro nunca visto na história da cidade

Posted in Cidade, Infraesturutura, Turismo by ImprensaBR on 08/04/2012

Não tem organização!!!

A prefeitura marcou a prova do 6 concurso público para o ferido da Semana Santa apostando que a cidade ficaria lotada de turistas e de visitantes extras que viriam fazer as provas. Além disso, aproveitou que terá a festa de aniversário da cidade durante a próxima semana acreditando que essas pessoas poderiam estender o prazo de permanência na cidade para participar da tal festinha… o resultado está sendo catastrófico!

Ontem, levávamos mais de três horas para atravessar a cidade, coisa que na onda livre fazemos em 5 minutos a 60 quilômetros. Dá pra ser feliz?

No meio dessa desordem e no dia em que foram dadas provas para mais cerca de 400 novos guardas municipais na cidade, não víamos nenhum GM orientando os motoristas.

Quem viveu esse pânico, ontem à noite, sabe que a cidade não tem estrutura.

O incrível foi ver mais de três helicópteros sobrevoando a cidade nesse horário. Estariam os políticos de Rio das Ostras fugindo do engarrafamento, ou pior, de suas responsabilidades?

Rio das Ostras 20 anos: Dá pra comemorar alguma coisa???

Comentários desativados em Rio das Ostras registra engarrafamento monstro nunca visto na história da cidade

MTur endurece regras para apoio financeiro a eventos

Posted in Brasil, Turismo by ImprensaBR on 15/03/2012

Na última segunda-feira (12) foi publicada, no Diário Oficial, a Portaria nº 112 que dispõe sobre novos parâmetros para o repasse de verbas destinadas ao apoio de programas e ações do Ministério do Turismo (MTur). O documento uniformiza a sistemática a ser seguida e define as exigências para a realização de qualquer evento com recursos do MTur.

Entre outras observações, as apresentações dos projetos candidatos a receber verbas deverão ser feitas com pelo menos 50 dias de antecedência da sua implementação, com o objetivo de possibilitar uma melhor avaliação por parte dos técnicos do ministério e estar com todas as exigências devidamente sanadas pelo proponente com antecedência mínima de trinta dias da data de início da execução do objeto.

A utilização de marcas, nomes ou símbolos que representem promoção de autoridades, bem como o pagamento de cachês a bandas continuam proibidos.

Os eventos tradicionais e de reconhecido apelo “popular” poderão receber apoio, desde que realizados há pelo menos três anos ou edições.

A portaria também fixou um novo limite para repasse aos eventos ligados ao fortalecimento turístico: o teto ficou em R$ 400 mil, dependendo ainda de variáveis como, por exemplo, o número de habitantes do município solicitante. O limite anterior era de R$ 500 mil. Para acontecimentos apoiados por emendas parlamentares, o limite é de R$ 400 mil por ação. Caso haja apoio de duas emendas, o limite passa para R$ 800 mil.

Na opinião do ministro do Turismo, Gastão Vieira, as medidas irão fortalecer os eventos cujo alvo seja a promoção da imagem dos destinos turísticos.”O ministério programa uma fiscalização mais rígida a partir da portaria. Os eventos atenderão, de forma objetiva, à promoção e valorização das atividades turísticas em nossos roteiros, que fazem parte do amplo trabalho de preparação do setor para a Copa do Mundo da FIFA de 2014″, afirmou.

Comentários desativados em MTur endurece regras para apoio financeiro a eventos

Setur/TurisRio lançam estudo de demanda e oferta de Rio das Ostras

Posted in Cidade, Estado, Infraesturutura, Região, Segurança Pública, Trabalho e Renda, Turismo by ImprensaBR on 13/03/2012
O secretário de Turismo do estado do Rio de Janeiro, Ronald Ázaro, vai lançar, na próxima quinta-feira, 15/03, em Rio das Ostras, o projeto de estudo da demanda e oferta turística da cidade. O objetivo é identificar as potencialidades do município e sua infraestrutura turística; fomentar a atividade e a qualificação dos profissionais, serviços e produtos; e fortalecer o Programa de Regionalização, aumentando, assim, o fluxo turístico do destino.
O trabalho beneficia não só os turistas, como também os empreendedores, que passam a ter informações sobre o local aonde pretendem realizar investimentos, o poder público, que recebe subsídios para um planejamento turístico sustentável, os estudantes e a imprensa. De acordo com o diretor de Operações da TurisRio, Marco Aurélio Paes, Rio das Ostras foi escolhido para o projeto piloto devido à sua importância econômica e turística na Costa do Sol.

“Rio das Ostras vem mostrando através do intenso trabalho em prol do turismo fluminense e de obras de infraestrutura na cidade que reconhece a importância da atividade para o desenvolvimento do município. Temos certeza que o estudo agora apresentado será de grande importância para incrementar ainda mais o turismo no município”, declarou Paes.

Serviço:
Cerimônia de entrega do estudo – às 19h.
Câmara Municipal de Rio das Ostras
Praça Papa João Paulo II, Rodovia Amaral Peixoto, km 157
Loteamento Verdes Mares.

Larissa D`Almeida
Tagged with:

Comentários desativados em Setur/TurisRio lançam estudo de demanda e oferta de Rio das Ostras

Afinal, estaria Rio das Ostras de fato voltada para o receptivo de turistas de transatlântico?

Posted in Cidade, Observatório da Imprensa Local, Turismo by ImprensaBR on 19/02/2012

O jornal O Dia divulgou hoje uma matéria na qual revela o aumento de turistas de todo mundo aportando de navio (transatlânticos) no Rio de Janeiro. No final, o jornalista apresenta um dado da secretaria de Estado de Turismo dizendo que o destino de grande parcela desses turistas são cidades da serra fluminense e da Região dos Lagos, como Cabo Frio e Rio das Ostras.

Mês passado conversei com um empresário de muito respeito do setor de turismo, que escolheu Rio das Ostras para ampliar seus negócios no ramo de hotelaria. O dono do hotel Villarejo, de Rio das Ostras, João Batista, com mais de 63 viagens de transatlântico ao redor do mundo afirmou que esse tipo de turismo não traria grandes encrementos à economia de Rio das Ostras. Segundo ele, o turista de navio não gasta em terra porque o navio já tem tudo o que o passageiro busca numa viagem assim. O que esse turista compra em terra são pequenas lembrancinhas. João comentou que hoje em dia é caro demais para a empresa pagar a ancoragem do navio no cais do Rio. Alguns pacotes preferem rotas com pernoites numa cidade mais barata na Argentina.

Mas não é essa a mesma concepção do vice-prefeito, Broder, que recentemente deu uma entrevista ao jornal de Macaé Expresso Regional anunciando a contrução de um mega porto para a recepção de navios de grande porte de turismo, ou seja, transatlânticos. Assim como ele, outros empresários da cidade compartilham da iniciativa que poderia ser mais um equívoco entre os tantos já praticados pela administração pública local.

Antes de elaborar mega projetos que não atendem às necessidades da cidade e de sua mega população de quase 120 mil pessoas, os gestores públicos deveriam estudar mais e ouvir mais quem entende no negócio.

Leia matéria publicada hoje no jornal O Dia (more…)

Comentários desativados em Afinal, estaria Rio das Ostras de fato voltada para o receptivo de turistas de transatlântico?

Prefeitura de Rio das Ostras reduz programação de Carnaval por medida de segurança

Posted in Cidade, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 10/02/2012

Em virtude da greve das Polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros, a Prefeitura de Rio das Ostras, por medida de segurança, reduziu a programação do Carnaval 2012. Foram cancelados os shows e matinês, somente os desfiles dos blocos carnavalescos foram mantidos.

Ao todos serão mais de 20 blocos que desfilarão de sexta a quarta-feira de Cinzas, no Centro, Costazul, Rocha Leão, Cantagalo, Lagoa de Iriry, Praiamar e Jardim Mariléa.

Segue a nova programação do Carnaval 2012 de Rio das Ostras.

Fonte: Secom PMRO

(more…)

Comentários desativados em Prefeitura de Rio das Ostras reduz programação de Carnaval por medida de segurança

Prefeitura de Rio das Ostras cancela shows do projeto Ostras Folia

Posted in Cidade, Estado, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 10/02/2012

Greve dos policiais no RJ influenciam rotina da cidade

Rio das Ostras – A Prefeitura de Rio das Ostras divulgou uma nota no início da tarde de hoje comunicando o cancelamento de diversos shows que encerrariam o calendário do projeto Ostras Folia. A medida foi tomada pela prefeitura desde ontem, quando se apresentaria em Costa Azul o grupo de pagode Pique Novo.

Segundo a nota emitida pela SECOM, ‘diante da possibilidade de greve das Polícias Militar e Civil e dos Bombeiros em todo o Estado do Rio de Janeiro, a prefeitura decidiu cancelar toda programação de shows do Projeto Ostras Folia deste fim de semana. A medida é de precaução e visa garantir a segurança do público’.

 

Os shows aconteceriam de quinta a domingo e encerariam a programação do projeto de verão. Se apresentariam o grupo Pique Novo, o cantor Mumuzinho, Swing e Simpatia, a banda Ki Prazer e a dupla Mc Natan e MFlou.

A prefeitura ainda não informou como ficará a agenda dos shows, que provavelmente já foram pagos pela secretaria de Turismo, Indústria e Comércio, responsável pela organização e execução do Ostras Folia. 

Tagged with:

Comentários desativados em Prefeitura de Rio das Ostras cancela shows do projeto Ostras Folia

A Prefeitura de Rio das Ostras tentou discrição, mas a ronda jornalística d’O Polifônico denuncia: Gigogas invadem Lagoa de Iriry.

Posted in Cidade, Infraesturutura, Meio Ambiente, Saúde, Turismo by ImprensaBR on 27/01/2012
Mas… teriam vindo com as chuvas de verão essas pragas, ou colocadas pela própria prefeitura na lagoa para filtrar os poluentes da água? Como não temos acesso aos responsáveis pela Secretaria de meio Ambiente, Agricultura e Pesca de Rio das Ostras, pois a Secretaria de Comunicação Social veta qualquer contato do jornal com os gestores públicos da cidade, não temos um depoimento do secretário de Meio Ambiente para saber mais informações sobre a operação de coleta de gigogas na lagoa de Iriry, esta semana.

O que vimos aconteceu na manhã da última quarta-feira, dia 25 de janeiro.
Ficam algumas perguntas… sobre essas gigogas… uma delas é a que mais me intriga: estariam ali essas espécies se multiplicando à custa dos microrganismos despejados diretamente na lagoa, ou em português claro, cocô? Sim, sabemos que as gigogas se alimentam de matéria orgânica e se multiplicam muito rádido quanto mais comem. E, na medida em que engordam, morrem, ficando sem sua função de filtro dos poluentes da água, tornando-se uma praga no ambiente onde está. Além disso, essa espécie aquática abriga em torno de si uma série de espécies de incetos e mosquitos, que impactam o meio ambiente que havia naquele habitat antes dela chegar.
Sabemos que a manutenção periódica dos canais do município, a fim de conter a proliferação de gigogas acontece sempre que essas plantas tomam conta dos canais, mas no caso das gigogas da lagoa de Iriry, elas podem ter aparecido ali com as chuvas e se proliferaram rapidamente dada a grande quantidade de poluentes na água. Ou, o que seria ainda uma lástima, a PMRO teria colocado as gigogas na lagoa justamente para que elas funcionassem como filtros naturais dos poluentes despejados in natura na lagoa.
Não é de hoje que moradores dos bairros Bela Vista, Recreio e Ouro Verde denunciam o despejo do esgoto in natura nas águas da lagoa. Em janeiro de 2010, após crianças passarem mal depois de banharem-se nas águas da lagoa de Iriry, uma equipe do INEA veio à cidade para coletar amostras da água. Os técnicos do Instituto Estadual do Meio Ambiente selecionaram dois locais diferentes para fazer a coleta das amostras e as duas análises feitas; uma para aferir a presença de esgoto na água e a outra para identificar se as algas encontradas na lagoa eram consequência da poluição, deram laudo positivo para as águas da lagoa e o banho foi liberado pelo documento emitido pelo INEA.
Ainda assim, frequentemente recebemos denúncias de que obras no entorno da lagoa despejam seus esgotos na lagoa.
Gigogas = hepatite e diarréia
Em Rio das Ostras, na lagoa de Iriry, vimos uma quantidade enorme de gigogas sendo retiradas da lagoa de Iriry. Não posso afirmar em números essa quantidade, mas em duas horas que permaneci no local, vi mais de seis caminhões como os que estão no vídeo que fiz, saindo da lagoa lotados de gigogas. Para onde foi esse ‘lixo’ também não sabemos.
Enquanto isso, a prefeitura vem, há duas décadas, autorizando novos licenciamentos para obras no entorno da  APA de Iriry sem ter o local nenhuma rede de coleta e tratamento de esgoto.
A lagoa de Iriry se transformou num imenso vaso sanitário a céu aberto e é um dos cartões postais mais belos de Rio das Ostras. Semana passada (22 de janeiro) a prefeitura promoveu ali a Caminhada na Natureza. O evento faz parte do Circuito Internacional de Caminhadas da Anda Brasil com vasta divulgação da imprensa local, regional e com direito a uma notinha até no suplemento ‘Bairros’ do jornal O Globo. No mínimo, o que a PMRO deveria fazer diante dessas imagens que você está vendo abaixo, era enviar uma nota esclarecendo a origem dessas gigogas na lagoa de Iriry neste verão 2012. Afinal, trazer turista para a cidade é uma necessidade econômica, mas lotar pronto-socorro em mais um verão com casos de crianças que passaram mal depois de nadarem na lagoa de Iriry é trabalhar contra o turista, contra os moradores, contra a cidade.
Macaé opta por não fazer um sistema de tratamento de esgoto e coloca gigogas na lagoa de Imboassica para filtrar poluentes despejados no local. Lá, a prefeitura tentou pôr em prática um projeto no mínimo irreverente  e às avessas. Veja você, que ao invés de construir um sistema tratamento de esgoto na cidade, os gestores da capital do petróleo resolveram colocar gigogas na lagoa de Imboassica para que essas plantas fizessem o serviço de despoluição de suas águas, já que muito esgoto é despejado (ainda) na lagoa.
Leia matéria publicada no RJ Intertv em 10/10/2011
Gigogas são utilizadas para filtrar esgoto na Lagoa de Imboassica
A expectativa da ação é melhorar a qualidade da água enquanto o tratamento de esgoto não é concluído na região.
O projeto de fitorremediação na Lagoa de Imboassica, em Macaé, começou há uma semana e tem o objetivo de utilizar gigogas para filtrar o esgoto lançado na água. A expectativa da ação é melhorar a qualidade da água enquanto o tratamento de esgoto não é concluído na região.
O trabalho é feito por um grupo de pescadores voluntários, eles retiram as gigogas das margens da lagoa, colocam as plantas nas canoas e transportam o material até um ponto, onde é despejado o esgoto sem tratamento de um bairro próximo. A área está delimitada por uma corda flutuante para assegurar que as plantas fiquem concentradas.
As gigogas tem o papel de filtrar a água, funcionam como uma esponja absorvendo o material poluente. O projeto deve ter continuidade até a instalação do sistema de esgoto na lagoa, que ainda não tem previsão para ser feito.
O uso da gigoga como alternativa para diminuir os efeitos da poluição não é uma unanimidade. Segundo alguns especialistas, essa planta de origem amazônica, pode se tornar uma praga. O engenheiro ambiental, Júlio César Leitão, explica que a planta se prolifera com muita rapidez e pode provocar um desequilíbrio ecológico se não tiver um rigoroso acompanhamento.
A secretaria de Ambiente informou que é feito o controle para evitar o desequilíbrio ambiental. Além de análises para acompanhar a qualidade da água.
Vídeo: http://intertvonline.globo.com/rj/noticias.php?id=21293

Comentários desativados em A Prefeitura de Rio das Ostras tentou discrição, mas a ronda jornalística d’O Polifônico denuncia: Gigogas invadem Lagoa de Iriry.

Prefeitura enfeita orla de Costazul com banner do projeto de verão

Posted in Cidade, Turismo, TV O Polifônico by ImprensaBR on 26/01/2012
Quem passou esta semana pela orla de Costazul, uma das mais procuradas por turistas que visitam Rio das Ostras nesta época do ano, viu a nova decoração que a prefeitura colocou no local avisando sobre os shows do projeto de verão da cidade, o Ostras Folia. Veja o vídeo.

Comentários desativados em Prefeitura enfeita orla de Costazul com banner do projeto de verão

Azymuth e Helio Delmiro fazem show em Rio das Ostras

Posted in Cidade, Cultura, Turismo by ImprensaBR on 26/01/2012
O Projeto Rio das Ostras Jazz e Blues o Ano Todo apresenta neste domingo, dia 29, o Grupo Azymuth e o guitarrista Hélio Delmiro, a partir das 18h, na área coberta do Camping Costazul.
O grupo Azymuth, formado por Ivan Conti “Mamão” na bateria, Alex Malheiros no baixo e José Roberto Bertrami nos teclados, iniciou a carreira nos anos 70 e com quase 40 anos de estrada divulga a boa música instrumental brasileira pelo mundo. Estônia, Japão, EUA, Londres…todo o mundo conhece o talento desse trio.
O carioca Hélio Delmiro iniciou a carreira como violonista autodidata, aprendeu cavaquinho e “tomou” gosto pela música por influência do irmão Carlos, pianista e professor de violão. Aos poucos foi apurando a técnica e por algum tempo estudou música erudita com o propósito de desenvolvê-la para a música instrumental. Na década de 80 foi identificado como guitarrista de jazz, mas prefere se intitular um músico brasileiro.

Comentários desativados em Azymuth e Helio Delmiro fazem show em Rio das Ostras

Turismo de Rio das Ostras no fundo do poço

Posted in Cidade, Observatório da Imprensa Local, Turismo by ImprensaBR on 10/01/2012

Enfileirados, turistas aguardavam sua vez para lavar os pés no marco de construção da cidade.

Georreferenciamento de pontos históricos, monumentos e espaços públicos de Rio das Ostras: Uma sugestão criativa e didática em educação para o turismo
Pesquisando sobre patrimônio público na Internet, encontramos muita coisa interessante. Não sei o que fazem as pessoas que trabalham no Turismo, que nunca leram sobre como transformar a visita do turista num passeio histórico pela cidade, afinal quem viaja, além de entretenimento, busca conhecimento.
Em São Paulo, uma experiência me chamou atenção recentemente. Jornalistas e artistas catalogaram todos os monumentos artísticos espalhados pela cidade e depois montara um site onde eles pudessem ser acessados através de um sistema de georeferenciamento, ou seja com localização no mapa da cidade. Clicados da web ou do celular, pois o aplicativo permite acesso de celulares também, uma caixa de diálogo se abre na tela com o nome do escultor da obra, ano em que ela foi feita e quando foi inaugurada no local público, e uma série de outras informações sobre o monumento.
O site da prefeitura não saiu na imprensa local outro dia como sendo um dos mais acessados e bem feitos por aí? Poderiam pedir aos desenvolvedores do mesmo que fizessem um projeto semelhante para ajudar a educar quem procurasse informações sobre turismo na plataforma virtual. Mas esse site está ali pra nada também…
Outra sugestão é que a Secretaria de Comunicação Social ao invés de bancar um projeto de 550 mil reais para exibir blockbuster, poderia lançar um edital, agora em 2012, desafiando os munícipes (na UFF tem um grande contingente de alunos que estudam ciência da computação) a desenvolverem uma plataforma local de georreferenciamento dos pontos históricos e monumentos históricos de Rio das Ostras. Mas isso ela não faz…
Identidade e pertencimento
O Poço de Pedras, para os turistas, lava-pés pós-praia, foi construído no século 18 por escravos. Na época, o local era conhecido como Largo de Nossa Senhora da Conceição. Foi o Poço de Pedras o marco da construção da primeira vila que se formou na localidade.
O Poço que conhecemos hoje obviamente não é original. Com as obras de urbanização da praia do Centro nos anos 90, não sei se antes da emancipação de Rio das Ostras ou depois, o antigo Poço de Pedras foi destruído. No lugar, foi edificado poço que conhecemos hoje e as esculturas da senhora com a menininha e o cachorro. Detalhe da sandália avaiana que a senhora está usando nada condiz com a vestimenta típica do período retratar na cena ali apresentada, passada no século 18! A gafe foi feita pela equipe de incompetentes que atuava (alguns ainda não largaram o osso) na Fundação Rio das Ostras de Cultura, nos idos do ano 2000, gestão do senhor Sabino, que se diz tão preservador das memórias da cidade.
Lamentavelmente, sem incentivar pesquisas sobre a história da cidade, a prefeitura cita há anos os mesmos dizeres sobre o poço. Fala de sua funcionalidade, mas em momento algum dá ênfase a sua importância para todo o povoamento aqui instalado. Ele servia para abastecer o cantil de água dos viajantes que paravam para buscar remanso na tapera que era isso aqui. Só dizem isso. A significação do Poço de Pedra na comunidade jamais fora lembrada… quanto mais a contextualização desse monumento numa cidade moderna, onde nada faz referência ao século 18. Fica complicado!
Leia mais sobre o projeto de georreferenciamento de obras de arte em São Paulo:
http://www.jornalismodigital.org/2011/07/making-of-arte-fora-do-museu/

Comentários desativados em Turismo de Rio das Ostras no fundo do poço

Morador de Rio das Ostras posta vídeo na internet denunciando estado de calamidade em seu bairro

Não é de hoje que as ruas do bairro Chácara Mariléa precisam de atenção especial do governo. Ainda em fase de crescimento, de construção de novas habitações, a Chácara Mariléa ainda não tem estrutura básica para isso. É nesse bairro que está localizada a ETE da cidade, segundo a própria prefeitura, uma das estações de tratamento de esgoto mais preparadas e eficazes do Brasil.
Veja a série de vídeos que gravei há um ano na rua Cambuci: 

Rua Cambuci

Chácara Mariléa... e suas ruas Cambuci, Aristóteles da Cunha e Acerbal Pinto Malheiros preservam os ares de roça dos tempos em que a Petrobras ainda não havia aportado em Macaé.

A rua Cambuci fica logo atrás daquela margem do rio das Ostras.

Cambuci com Aristóteles da Cunha.

Rua Almir Ventura, próxima a rua Cambuci.

Foi nesse bairro que o prefeito Carlos Augusto fez sua festa de 51 anos, em 2011, atormentando a paz dos moradores locais como eu, por exemplo, que fui obrigada a passar a tarde do sábado da festa do senhor todo poderoso prefeito de Rio das Ostras ouvindo uma péssima cantora desafinada tentando cantar… e depois fui obrigada ainda a ouvir os 20 minutos de fogos pirotécnicos queimados deliberadamente. Um verdadeiro absurdo. Muita falta de respeito pela vizinhança! Mas para amenizar, o prefeito ficou na porta da casa das pessoas vizinhas ao local da festa-churrascada convidando-as para a mesa farta. Pão e circo sempre.
O jornal O Polifônico já mostrou várias fotos das ruas Cambuci, Aristóteles da Cunha, Acerbal Pinto Malheiros completamente alagadas, mas isso foi no verão de 2011. Sem nada feito na local, um ano depois o quadro piorou e na Cambuci, rua da ETE e por onde passam as kombis que fazem o transporte coletivo dos moradores do bairro, o caos é total.
Um morador do bairro, indignado com a situação calamitosa no local, publicou esse vídeo na internet para chamar atenção dos gestores para a precariedade enfrentada por quem reside em Chácara Mariléa. Ele pede atenção do prefeito, manda chamar a moradora antiga do bairro, Sônia Tojal, que quer ser vereadora no município, para que ela veja a cena, mas obviamente, até agora…  será que foi ouvido?
Veja o vídeo postado pelo morador:

Comentários desativados em Morador de Rio das Ostras posta vídeo na internet denunciando estado de calamidade em seu bairro

Rio das Ostras recebe Ponto de Equilíbrio. Banda se apresentará sexta-feira 13

Posted in Cidade, Cultura, Estereofonia, Região, Turismo by ImprensaBR on 09/01/2012

Comentários desativados em Rio das Ostras recebe Ponto de Equilíbrio. Banda se apresentará sexta-feira 13

Abaixo a ditadura!!!!!! O Polifônico repudia a ação da Prefeitura de Rio das Ostras no episódio provocado por ela durante a pintura do muro do PURO durante a Semana de Cultura Afro-Brasileira

Abaixo a ditadura!!!!!! O Polifônico repudia ação da Prefeitura de Rio das Ostras no episódio provocado por ela durante a pintura do muro do PURO, na Semana de Cultura Afro-Brasileira do Polo.

Rio das Ostras – Lamentavelmente uma intervenção artística que consistia na pintura de um muro da cidade acabou em desgaste para professores e alunos do PURO e para os artistas convidados pelos organizadores do projeto ‘1a Semana de Cultura Afro-Brasileira de Rio das Ostras’, promovido interdisciplinarmente por docentes e discentes do Polo.

A Semana contou com diversas atividades, dentre as quais, destacamos a presença do grupo de jongueiros ‘Tambores da Machadinha’, de Quissamã, que coroou a todos os presentes na noite de 17 último com uma apresentação visceral, ensinando a professores, alunos e comunidade o valor que precisamos dar à cultura popular brasileira, afro-brasileira. Referências tão próximas e tão distanciadas de nosso cotidiano vieram à tona ali no ‘terreirão do PURO’… Lindo! O jongo deixou a todos inebriados, energizados, enigmatizados, revigorados e prontos para enfrentar qualquer coisa que viesse à frente. Os tambores da machadinha são muito fortes!

Sexta-feira, de manhã, depois de toda a energia compartilhada na noite anterior, levantei cedo como de praxe para honrar os compromissos da extensa agenda da jornalista encarnada em mim… e segui para mais um dia cheio, daqueles, em Macaé. A pauta era um seminário (falcatrua!!!!) de cultura promovido pela Fundação Macaé de Cultura, que reuniu meia dúzia de gatos pingados em torno de um projeto já pronto pela prefeitura e pela Fundação. Gastei meu tempo… mas aprendi alguma coisa… sobre as quais não vem ao caso agora…

Não poderia cobrir o último dia da Semana de Cultura Afro-Brasileira, mas fui ao PURO entregar dois filmes – O vento forte do levante e Clementina de Jesus, a Rainha Quelé – para serem apresentados na sessão de cinema, durante à tarde, na agenda da Semana.

Jornalista de plantão, obviamente aproveitei o ensejo e papeei um tantinho com os dois desenhistas que estavam esboçando uma ilustração no muro de fora do PURO, para pintarem em cima, depois. O muro fica em frente ao cruzamento da avenida dos Bandeirantes com a rua Recife, no Jardim Bela Vista. Quem não conhece? Em frente rola há anos um ponto de prostituição que a fiscalização também, há anos, finge não ver…

Descobri ali dois rapazes, dois brasileiros famintos por conhecimento, por educação, por arte, por liberdade, por cultura, por um espaço para expressarem sua maneira de perceber o contexto no qual estão inseridos…

Sempre correndo, abracei esses brasileiros, agradeci o depoimento que me deram em vídeo e embarquei rumo a Macaé para o seminário falcatrua.

Surpreendentemente, abrindo o facebook horas mais tarde, li um post chocante, o qual me faz estar aqui, agora.

Não sei se posso replicá-lo, mas basicamente ele comenta o final trágico e triste que teve a atividade da pintura no muro do PURO.

Os artistas que estavam ali convidados, trabalhando, os alunos e organizadores da Semana de Cultura Afro-Brasileira, a comunidade, eu, todos foram afrontados e constrangidos diante de tamanha falta de educação, bom senso e, sobretudo, de cultura dos gestores públicos de Rio das Ostras.

Agressivamente, segundo fontes, uma junta de fiscais, guardas municipais e até policiais militares abordaram os jovens artistas enquanto pintavam o muro – a ilustração remetia à diversidade étnica e à valorização da cultura afro-brasileira –

As cores usadas na pintura eram o vermelho, amarelo, verde e preto… cores da bandeira da áfrica… só que para os aculturados que os abordaram, provavelmente o tema envolvido era maconha e Bob Marley. Antas!

Criaram uma cena horrível no local, um local onde brotava a liberdade de expressão, a arte, a inocência… agrediram pessoas que trabalhavam e ameaçaram processar a universidade por danos ao patrimônio. De arrepiar!

O Polifônico repudia a atitude dos responsáveis por esta ação vergonhosa. Vemos uma cidade que deseja tanto prestar-se ao arranjo produtivo do turismo, mas permanece cega as suas próprias linhas conceituais, metodológicas, enfim… O que acontece na cidade não fica só aqui e as belas propagandas que só aqui são veiculadas, ao contrário das páginas online d’O Polifônico, não são exibidas em nível nacional… tampouco fora do Brasil… sendo assim, esta mesma prefeitura, que tenta vender ao máximo a imagem de cidade do progresso, despreza incoerentemente a imagem negativa que passa Brasil à dentro e mundo à fora sobre o que de fato acontece nesta ilha imperial.

Hoje cedo recebi um email de um dos rapazes que conheci naquela manhã, pronto para mostrar ao mundo sua arte. Este e-mail também me traz aqui, agora.

“Venho aqui para falar que fui totalmente repudiado pela guarda municipal, em relação aquela linda homenagem que estávamos fazendo no muro do PURO. Foram feitas duas abordagens: primeiro vieram dois guardas na viatura, mas só fizeram algumas  perguntas e foram embora. Depois vieram nos dois cidadãos à paisana (que trabalham na guarda) chegaram de forma totalmente grosseira, sem manter o mínimo de respeito na comunicação já chegaram  me oprimindo nem me deram bom dia !!! Não sei o que eles viram em meus olhos mas seja lá o que foi pelo visto não gostaram muito pois não pararam de olhar-me dos pés a cabeça. Por eu e meu amigo pedir para eles se identificarem eles chegaram em certo ponto a dizer que poderia nos levar presos, pois alegavam que o trabalho artístico que ali estava sendo feito era crime(Homenagem ao dia 20 de novembro )  não sei a que se aplicaria o poder ali mas estava ali dando minha contribuição livre, e voluntaria, Junto aos organizadores do evento, e minha arte foi totalmente repudiada pelo poder publico, olha tem uma aluna que tem um vídeo que mostra a hora em que finalizamos a arte, e que pode ajudar depois vejo e arrumo….  “Não aguento mais essa ausência de respeito e incentivo à  cultura por parte das autoridades.”

Prefiro não dizer qual deles assina o e-mail para não expô-lo. Publico os depoimentos de ambos os artistas com quem conversei naquela manhã (antes do ocorrido – em vídeo) e a fala de indignação de um deles (enviada à redação do jornal O Polifônico via e-mail). Tirem suas impressões.

Diante deste cenário imoral de atuação dos gestores públicos, estimulo os envolvidos no episódio (refiro-me aos artistas e comunidade acadêmica, sociedade sempre!!!) a redigirem com seus termos (eu não presenciei o fato) uma nota de repúdio à ação da Prefeitura de Rio das Ostras no caso, para publicizarmos através deste jornal e em todas as redes possíveis!!!!!

Precisamos gerar o desconforto necessário demandado por essa gangue e passar a mostrar para o mundo como agem esses ratos. Creio que seja mais uma forma de nos articularmos contra posturas oriundas de ações repressivas e cerceadoras, além, é claro, de podermos causar grande incômodo aos que armaram essa armadilha sinistra, divulgando ao mundo como preferem ‘trabalhar’.

Não imagino, de fato, qual seja o sentido, o entendimento, que esta prefeitura tem por ‘cultura’, mas posso afirmar uma coisa: a única cultura que ela conhece é a do temor, do medo, do assédio.

Lamento, minha amada Riodas… o que estão fazendo com você. Lamento, pessoal da Semana de Cultura Afro-Brasileira. Vivi com vocês momentos mágicos e inesquecíveis durante a semana toda e é muito triste acompanhar o que estão fazendo com vocês, com o Polo, com o ganha pão de todos vocês, de todos nós. Lamento, estudantes, por vocês estudarem numa cidade que tem gestores públicos tão irresponsáveis como Rio das Ostras têm, sempre teve… lamento, mas não fico só me lamentando… estamos todos em ação e por isso mesmo incomodamos.

Engulam-nos vivos e absorvam ao menos nossos pensamentos e nossas maneiras de raciocinar. Isso já seria uma prerrogativa menos escrota.

Contem comigo e com o jornal O Polifônico para mais esta batalha!

Preciso de vocês fortes e com vigor!!! Todos vocês! Rumo à 2ª Semana de Cultura Afro-Brasileira de Rio das Ostras!!!

Salve o cinema brasileiro!

Leonor Bianchi

Os entrevistados cederam uso de áudio e vídeo ao jornal.

 

Comentários desativados em Abaixo a ditadura!!!!!! O Polifônico repudia a ação da Prefeitura de Rio das Ostras no episódio provocado por ela durante a pintura do muro do PURO durante a Semana de Cultura Afro-Brasileira

O Polifônico conversou com Seu Gilson, mestre de tambor do grupo de jongueiros Tambores da Machadinha, de Quissamã

Posted in Brasil, Cidadania, Cidade, Cultura, Educação, Entrevista, Estado, Região, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 21/11/2011
Nossa conversa aconteceu no dia 17 de novembro quando seu Gilson visitou o Polo Universitário de Rio das Ostras a convite dos organizadores da 1a Semana de Cultura Afro-Brasileira de Rio das Ostras. Ele e o grupo Tambores da Machadinha, grupo de jongo tradicional de Quissamã, fizeram uma apresentação vibrante contagiando todos os que participaram da belíssima festa.  Imagens e entrevista: Leonor Bianchi.

Comentários desativados em O Polifônico conversou com Seu Gilson, mestre de tambor do grupo de jongueiros Tambores da Machadinha, de Quissamã

Para que serve uma praça?

Para exibir ricas lajotas e deixar o vento correr entre escassas moitas ou para as pessoas se encontrarem, para compartilhar momentos de lazer, para levar às ruas nossas idéias? 

Somos da parte das gentes que acreditam que as praças devem ser ocupadas, que as idéias devem ali ser divididas e construídas, que as brincadeiras tenham nela espaço, que nela esteja refletido a identidade da comunidade que habita seu entorno. A praça é espaço lúdico, é político, cultural, espaço de produção de subjetividades e de contrução coletiva de sentidos.

Em Rio das Ostras temos uma praça bem no centro da cidade chamada José Pereira Câmara, que não conta com uma árvore para fazer sombra (tem palmeiras de R$5 mil, moitinhas, mas sombra de árvore num tem não) mas tem de chão lisinho, tem monumento turístico, tem transporte facilitado nos arredores, vista para o mar e uma satisfatória iluminação pública. O espaço foi por muito tempo apenas um cartão postal, uma praça de passagem, que nem banco tinha… Vieram os bancos, veio o tempo também, mais um monte de gente pra cidade e um tanto de gente, dessas que vieram e das que aqui já estavam, começou a dar um sentido maior que foto pra catálogo e ponto de ônibus. Um pessoal passou a se reunir ali para dançar: cultura hip hop presente, lindo. Religiosos passam por ali, se reúnem, fazem atividades litúrgicas. Lindo. Um outro pessoal também chegou, galera do skate, esporte radical no qual Rio das Ostras tem significante representação. Os adolescentes, as famílias, os grupos políticos com assembléias e manifestações. Lindo: apesar de ainda não ter sombra a praça ganhou vida, ganhou sentido.

Nessa última sexta feira, dia 14 de outubro, estávamos exercendo nossa vida “pracenta”: dança, skate, famílias, pipoqueiros, um grupo preparando cartazes para um ato político marcado para o dia seguinte naquele local, estudantes de teatro no intervalo de seu ensaio, namorados, pequenas crianças olhando a água que cai do balde do monumento. Não havia nenhuma confusão, nenhum ato agressivo, os diferentes grupos interagiam tranquilamente… Até que a Guarda Municipal do nosso município decidiu nos dar uma dose de controle e moralismo.
Um GM abordou inicialmente um dos rapazes skatistas mais velho, lhe dando a ordem de suspender as atividades do grupo e cada um recolher seus skates. O rapaz, muito consciente de não estar infringindo nenhuma lei, não respondeu com obediência e tão pouco passou aos colegas o ordenado inconsistente. O GM se afastou um pouco da praça até onde seu companheiro de trabalho o esperava em uma viatura – com ele falava que já tinha mandado, que já tinha falado e combinava um resposta à provável resistência. Minutos depois ele volta, aborda dessa vez uma criança de 12 anos, lhe segura agressivamente pelo braço e toma o skate de seus pés. A cena fez com que os amigos skatistas, o grupo político, os transeuntes se aglomerassem em torno do opressor para questionar a ação. A alegação: não pode andar de skate, eu já falei! Mas não pode por quê?
O primeiro argumento foi: tem a praça de skate, skatista tem que ficar lá. Lemos: lugar de skatista é no escuro, depredado, longe e associado à criminalidade. O outro argumento é: está machucando as pessoas. Sinceramente, nunca vimos um relato acerca disso e é um argumento aparentemente vazio para justificar a marginalização da prática e do grupo.

Rio das Ostras tem outras praças, tem inclusive uma Praça de Skate, mas nenhuma onde a mobilidade urbana permita o acesso como essa, nenhuma tão iluminada e visível ao ponto de os pais deixarem seus filhos se divertirem enquanto fazem suas atividades nas redondezas, nenhuma em condições de uso para o esporte. A Praça do Skate? Sem atenções e reparos do poder público está depredada (skate é um veículo de pequenas rodas que não funcionam muito bem numa superfície acidentada, consideremos), não tem iluminação que permita segurança e os freqüentadores narram que há grupos agressivos que dominam o espaço, que utilizam como querem a custas de ameaças, que há tráfico de drogas no local. E é afastado, claro. Agora reflita conosco: seu filho de 12 anos quer se divertir na praça, em qual dessas você permitiria que realizasse esse desejo?

Um guarda pode abordar uma criança dessa forma sem a presença do conselho tutelar? A guarda municipal tem poder de apreensão de objetos pessoais sem a evidência de um crime e sem a posse de um mandato? As regras municipais são definidas por leis ou pelo “bom senso” do primeiro que se sentir nesse direito? Cabe à Guarda Municipal a repressão de uma manifestação esportiva e cultural legal e pacífica? Despessoalizando (pois temos a compreensão que o GM repressor é mais um oprimido exercendo sobre nós uma das propriedades do capitalismo), que espécie de ordem é essa que a Secretaria de Ordem Pública dá aos servidores que trabalham para o seu funcionamento? Rio das Ostras tem ocorrências freqüentes de assaltos, estupros, atropelamentos, invasões de domicílio e a preocupação é com os adolescentes exercendo pacificamente o direito de ir e vir?

Não admitimos esse tratamento. Não legitimamos a perseguição preconceituosa a determinada cultura, não legitimamos uma praça destinada a turistas e proibida à comunidade local.

Queremos que o direito a cidade seja de todos. E os skatistas querem ter suas necessidades de cidade atendidas também, querem a Praça do Skate revitalizada e segura, querem um espaço no centro da cidade com rampas e uma superfície satisfatória para a prática do esporte (que tal transformar aquela área do medidos de marés da praça São Pedro em um espaço útil?), querem espaços de expressão e transmissão de conhecimento, querem ser tratados com respeito pelo poder público, querem reconhecimento.

O GM pediu desculpas ao pai do garoto, hoje alguns jovens andavam com seus skates pela praça sem abordagem alguma de corporações de controle… Mas isso não resolve a questão.

Texto: Coletivo Tecendo o Amanhã.

Fotos: Pomy Yara

Devemos fazer uma parte acerca da Guarda Municipal. Não estamos aqui apontando como problema a ação de um guarda específico. O problema é de como se dá a gestão pública em Rio das Ostras. Somos governados por coronéis que escolhem capatazes para cada secretaria e que por sua vez tira novos capatazes para lidar diretamente com os servidores. É uma gestão em que impera o medo, o assédio moral, o controle político por rédeas que se desenham na ameaça de perder benefícios, na progressão salarial que depende da boa avaliação do seu chefe imediato (os referidos capatazes). A Guarda Municipal é diariamente assediada, os guardas recebem um volume imenso de inquéritos administrativos absurdos (desde necessidade fisiológicas inevitáveis a bater palma para o colega que discursa sobre a morte de um companheiro em serviço). Os GMs fazem parte de nós, somos eles também e por eles também gritamos: basta de opressão.  

Ver a respeito: http://sindservro.files.wordpress.com/2011/05/campanha_gm_maio_21011_site.pdf

Comentários desativados em Para que serve uma praça?

Inscrições na reta final

Posted in Cidade, Cultura, Região, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 17/09/2011

Comentários desativados em Inscrições na reta final

!?

Estudante do PURO pinta faixa em protesto à morte da amiga de curso atropelada em frente à universidade, Maria Clenilda. O descaso da prefeitura foi tanto, que a estudante morreu em consequencia da omissão. No dia seguinte de sua morte o prefeito mandou a GM ligar o semáforo em frente ao Polo.

Comentários desativados em !?

Posted in Cidade, Turismo by ImprensaBR on 16/04/2011

Comentários desativados em

%d blogueiros gostam disto: