!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Começa hoje o Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Internacional, Macaé, Região, Rio das Ostras, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 24/08/2013

divulgação_final_virtual

Programação com 34 filmes de diversas nacionalidades segue até 29 de agosto na cidade do Pai da Animação Brasileira

O Anima Cine Macaé, Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé -, começa hoje, às 18h, no distrito do Sana, em Macaé. Ao todo serão exibidos 34 filmes entre curtas, super curtas e longas. O festival continua amanhã no Sana, quarta-feira, dia 28, em Bicuda e quinta-feira, dia 29 de agosto, o Anima Cine encerra seu circuito no CIEHMH² no Sol Y Mar, em Macaé.

Toda a programação do festival é gratuita e pode ser baixada pelo site www.animacinemacae.wordpress.com

Filmes premiados em grandes festivais de animação serão exibidos em Macaé, durante o Anima Cine

Segundo a curadora do Anima Cine, Leonor Bianchi, a programação foi pensada e construída em cima de uma demanda regional de contato e aproximação com o gênero. “Mesmo com os meios digitais de comunicação, muita gente no interior não conhece outro tipo de animação que não seja os desenhos da Disney e os mangás japoneses. Consideramos este aspecto e preferimos criar um panorama didático, digamos assim, para selecionar as obras. O formato pensado para esta curadoria seguiu a tendência das janelas dos festivais mais significativos de animação que existem hoje no mundo, mas não esquecemos de olhar para o nosso quintal, afinal somos interior, estamos no interior. Macaé é uma cidade transatlântica, mas aqui é interior do Brasil… Exibiremos filmes premiados em Annecy (o maior do gênero no mundo) e tantos outros que estão hoje, neste momento, sendo exibidos no Anima Mundi, o maior festival de animação do Brasil, mas também exibiremos animações locais, de gente de Macaé, a terra do pai da animação brasileira, o mote do Anima Cine Macaé, inclusive! Isso mostra a intenção da Curadoria em dialogar com as produções regionais sem desconsiderar que há uma grande escola de cinema de animação fora do Brasil. Uma escola mais antiga e que merece respeito, mas que hoje, com o acesso às ferramentas de produção de um filme animado, nada perde à criatividade dos animadores brasileiros. Alguns (muitos), inclusive, trabalham lá fora, mas assinam a realização de vários filmes como sendo feitos no Brasil. O Brasil tem se revelado um grande produtor de animação para cinema. A publicidade domina um nicho que acaba fomentando o surgimento de novos realizadores a cada dia”, comentou a curadora do festival.

O Anima Cine é uma realização de Curadoria de Cinema e Escola Livre de Comunicação e Artes.

Macaé: cidade onde nasceu Seth, o pai da animação brasileira

Muita gente ainda desconhece o fato, mas foi em Macaé, litoral norte do estado o Rio de Janeiro, que nasceu o primeiro animador de cinema do Brasil. Seu nome era Alvaro Marins, mais conhecido como Seth, apelido que criou para assinar seus trabalhos como caricaturista para a imprensa carioca da primeira metade do século XX. O ilustrador, desenhista, chargistas e caricaturista macaense foi o responsável pela animação de uma tirinha desenhada por ele mesmo e levada à tela do Cine Pathè em janeiro de 1917, no Rio de Janeiro. O filme animado era ‘Kaiser’, hoje considerado o primeiro filme de animação feito no Brasil por um brasileiro. Seth trabalhou em muitos Jornais cariocas Como ilustrador, desenhou inúmeras artes para a publicidade nos primeiros tempos da publicidade no Brasil e tem sua marca registrada na História da Animação Brasileira. Por ter nascido em Macaé e por considerarmos que ele merece ganhar um lugar de destaque na História da Animação Brasileira, Seth e a Animação ganharam este projeto como forma de resgate a esta parte da história da cidade e da animação brasileira.

Anúncios

Comentários desativados em Começa hoje o Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé

O Anima Cine invadiu a redação d’O Polifônico!!!! É tempo para uma reflexão social inteligente e provocadora, característica deste gênero cinematográfico, e o curta animado ‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ nos remete bem a esse estado de reflexão crítica sem perder o bom humor…

imagine

‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ A animação do ilustrador e animador Alexandre Bersot será exibida no Programa de abertura do Anima Cine Macaé, dia 25 de agosto, no CriaSana. Para ver toda a programação de filmes, acesse o site do festival aqui. O Anima Cine tem programação gratuita.

Realização: Curadoria de Cinema e Escola Livre de Comunicação e Artes
Comunicação: ImprensaBR

Comentários desativados em O Anima Cine invadiu a redação d’O Polifônico!!!! É tempo para uma reflexão social inteligente e provocadora, característica deste gênero cinematográfico, e o curta animado ‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ nos remete bem a esse estado de reflexão crítica sem perder o bom humor…

Anima Cine Macaé divulga seleção de filmes que serão exibidos no Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé

Posted in Cinema, Cultura, Macaé by ImprensaBR on 06/08/2013

luz anima acao cartaz

Já está online no site do Anima Cine Macaé a seleção dos filmes que serão apresentados no festival e toda a programação das exibições.

Acesse aqui.

Comentários desativados em Anima Cine Macaé divulga seleção de filmes que serão exibidos no Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé

Cineclube Lumiar apresenta, hoje, ás 19h, Estamos juntos, produção nacional de Tony Venturi.

Posted in Cinema, Cultura, Nova Friburgo by ImprensaBR on 04/08/2013

999172_642960072390376_1990169621_n

Sinopse: Carmem é uma jovem e talentosa médica que leva uma vida independente na agitada São Paulo, ao lado do seu divertido amigo Murilo, longe das sufocantes amarras da cidade do interior de onde veio. Mas tudo muda quando sintomas de uma grave e inesperada doença surgem na vida da residente. Sua rotina se transforma e ela passa a se relacionar cada vez mais com um enigmático homem, ao mesmo tempo em que se entrega a uma intensa paixão com o impetuoso Juan. Com o passar das semanas, Carmem fará com que as duas realidades em que vive se confrontem, mesmo que elas acabem conquistando ou destruindo uma à outra.

As sessões do CINECLUBE LUMIAR acontecem todos os domingos no TRIBUNA LIVRE CULTURAL.
Rua Dep. Amâncio Mario de Azevedo, 145
(em frente ao lago de Lumiar)
LUMIAR – Nova Friburgo \ RJ
Sempre às 19h.

Comentários desativados em Cineclube Lumiar apresenta, hoje, ás 19h, Estamos juntos, produção nacional de Tony Venturi.

Festival de Animação de Macaé encerra inscrições de filmes

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Estado, Internacional, Macaé, Região by ImprensaBR on 28/06/2013

Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé promete trazer para a cidade natal do primeiro animador brasileiro o melhor da animação mundial

Seguem até amanhã, 29 de junho, as inscrição de filmes no Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé (RJ). O Festival acontecerá de 24 a 30 de agosto com sessões voltadas para todas as idades e também para o público estudantil das redes públicas de ensino. Na programação do festival, além das exibições de filmes, haverá palestras, debates e uma oficina de animação. Tudo de graça para o público.

Segundo a idealizadora do Anima Cine, Leonor Bianchi, Macaé é a cidade natal do primeiro animador de cinema do Brasil, Álvaro Marins, mais conhecido como Seth. “Macaé se orgulha deste marco ainda pouco conhecido, mas ainda não sabe a dimensão deste feito. Seth foi um ícone na ilustração brasileira e a cidade, agora, com este festival, estabelece, definitivamente, seu vínculo artístico e afetivo com o cinema de animação e com o feito do pioneiro Seth”.  

Seth trabalhou em muitos jornais e revistas cariocas como ilustrador, desenhou inúmeras artes para a publicidade nos primeiros tempos da publicidade no Brasil, no início do século XIX e tem sua marca registrada na história da animação brasileira.

Por ter nascido em Macaé e por consideramos que ele merece um lugar de destaque na História da Animação Brasileira, Seth e a Animação ganharam este projeto como forma de resgate a esta parte da história da cidade.

“O Anima Cine Macaé pretende preencher a lacuna tão expressiva de ser Macaé a cidade de origem do primeiro animador brasileiro. Esperamos que este festival de cinema de animação torne-se referência em todo o Brasil e no mundo e que possa fazer jus ao fato de ter sido nesta cidade, Macaé, o local de nascimento do diretor de ‘kaiser’, o primeiro filme animado feito no Brasil por um brasileiro, o Seth, em 1917”, ressalta a idealizadora do Festival.

Primeira animação brasileira

O filme ‘kaiser’ estreou em 22 de janeiro de 1917, no Cine Pathé, no Rio de Janeiro, meses antes de o Brasil declarar guerra à Alemanha e iniciar sua participação na Primeira Guerra Mundial. Consistia de uma charge animada, mostrando o imperador Guilherme II colocando sobre a cabeça um capacete que representava o controle sobre o mundo. Em seguida, um globo terrestre crescia e engolia o líder alemão. Em outra cena, o Presidente Nilo Peçanha, em traço caricatural também aparecia explodindo numa gargalhada de progressão crescente.

Inscrições

As inscrições podem ser feitas pelo site do Anima Cine www.animacinemacae.wordpress.com através do preenchimento da Ficha de Inscrição disponível na plataforma online. O responsável pelo processo de inscrição deve estar atento ao Regulamento do Festival, também disponível no site e enviar, junto com a obra inscrita, o Termo de Autorização de Exibição da Obra Audiovisual, também encontrado no site, ambos assinados por ele.

Além dos filmes inscritos espontaneamente, o Anima Cine compôs uma Curadoria, que está convidando realizadores brasileiros e de outras partes do mundo a apresentarem seus trabalhos no festival.

Comentários desativados em Festival de Animação de Macaé encerra inscrições de filmes

Macaé sedia, esta semana, ‘Encontro de Gestores de Cultura do estado do Rio’ e Fórum Municipal de Cultura

Posted in Cultura, Macaé, Região, Rio das Ostras by ImprensaBR on 17/06/2013

layout FORUMLeonor Bianchi

Entre hoje e quarta-feira, gestores de cultura de todo o estado do Rio de Janeiro estarão em Macaé para uma oficina do Ministério da Cultura. Na quarta-feira, acontecerá uma palestra com representante do MinC no estado do Rio, Marcelo Velloso, dentro das ações do Fórum Municipal de Cultura de Macaé.

Em sentido lato, o encontro pretende debater o Sistema Nacional de Cultura e como ele está sendo   ‘aplicado’ dentro dos modelos de gestão de cultura existentes nos municípios e no estado.

A ‘Oficina de Implementação de Sistemas Estaduais e Municipais de Cultura’, está sendo organizado por Marcelo Velloso, produtor cultural com formação pela UFF (IACS), ex-professor do Polo Universitário de Rio das Ostras (PURO), atual representante do MinC no estado do Rio de Janeiro.

Serão três dias de conversas, debates, apresentações de diagnósticos, dados, índices, e de proposições de caminhos para a integração dessa politica nacional de forma que a ela abarque as diferenças e especificidades de cada região do país. Quem coordena e dirige o encontro é a Secretaria de Articulação Institucional/ SAI/ do MinC do governo federal.

A meta número 1 do Plano Nacional de Cultura para 2020 é a de que o Sistema Nacional de Cultura esteja institucionalizado e implementado, com 100% das unidades da federação e 60% nos municípios.

Veja aqui mais informações sobre as ‘Oficina de Implementação de Sistemas Estaduais e Municipais de Cultura

 

Comentários desativados em Macaé sedia, esta semana, ‘Encontro de Gestores de Cultura do estado do Rio’ e Fórum Municipal de Cultura

Macaé sediará ‘Encontro de Gestores de Cultura do estado do Rio’

Posted in Brasil, Cultura, Estado, Macaé, Região by ImprensaBR on 04/06/2013

Leonor Bianchi

A cidade de Macaé será cenário de um encontro estratégico para a Cultura do estado do Rio de Janeiro. {Todos} os gestores da pasta da Cultura foram convidados para uma grande reunião com o Ministério da Cultura e esse encontro acontecerá nos dias 17, 18 e 19 de junho próximo.

Em sentido lato, o encontro pretende debater o Sistema Nacional de Cultura e como ele está sendo   ‘aplicado’ dentro dos modelos de gestão de cultura existentes nos municípios e no estado.

A ‘Oficina de Implementação de Sistemas Estaduais e Municipais de Cultura’, está sendo organizado por Marcelo Veloso, produtor cultural com formação pela UFF (IACS), ex-professor do Polo Universitário de Rio das Ostras (PURO), atual representante do MinC no estado do Rio de Janeiro.

Serão três dias de conversas, debates, apresentações de diagnósticos, dados, índices, e de proposições de caminhos para a integração dessa politica nacional de forma que a ela abarque as diferenças e especificidades de cada região do país. Quem coordena e dirige o encontro é a Secretaria de Articulação Institucional/ SAI/ do MinC do governo federal.

A meta número 1 do Plano Nacional de Cultura para 2020 é a de que o Sistema Nacional de Cultura esteja institucionalizado e implementado, com 100% das unidades da federação e 60% nos municípios.

Veja aqui mais informações sobre as ‘Oficina de Implementação de Sistemas Estaduais e Municipais de Cultura

Comentários desativados em Macaé sediará ‘Encontro de Gestores de Cultura do estado do Rio’

Olhar de Cinema 2013: Festival Internacional de Curitiba começa nesta quinta (06/06), trazendo mais de 100 filmes de 26 países

Posted in Brasil, Cinema, Cultura by ImprensaBR on 04/06/2013

olhardecinemaComeça nesta quinta-feira, 6 de junho, o Olhar de Cinema 2013 – Festival Internacional de Curitiba. Sempre com o objetivo de promover reflexões sobre o cinema e formar novos olhares, o evento exibirá até o próximo dia 14 nada menos que 104 filmes de 26 países, entre curtas e longas, vindos dos quatro cantos do mundo. E mais: debates, seminários, bate-papos, encontros e oficinas.

A duração do Olhar de Cinema 2013 – Festival Internacional de Curitiba passa agora a ser de 9 dias. E os valores de suas premiações também aumentaram:

  • Melhor Filme Competitiva Internacional Longa – R$ 12.000
  • Melhor Filme Competitiva Brasil Longa – R$ 10.000
  • Melhor Filme Competitiva Internacional Curta – R$ 4.000
  • Melhor Filme Competitiva Brasil Curta – R$ 3.000

Este ano, foram recebidos 1.959 filmes de 93 países, o que representa 410 inscrições a mais que no ano passado.

Além dos filmes em competição, o Olhar de Cinema 2013 – Festival Internacional de Curitiba traz também:

Mostra Olhar Retrospectivo com uma seleção de oito longas metragens dirigidos por Carlos Reichenbach, cujo primeiro aniversário de morte será relembrado no próximo dia 14 de junho.

Foco Alemanha com uma seleção de nove filmes que traçam um panorama da cidade de Berlim e das suas transformações desde os anos 20 até o século XXI.

II Seminário de Cinema de Curitiba com mesas e debates diários com os temas cinema e educação, curadoria e programação, linguagem, crítica, realização e vários outros. Participantes nacionais e internacionais.

Mostra Multiolhares com obras especiais representativas da produção audiovisual experimental.

Sessão Diálogos promovendo bate-papos diários entre o público e personalidades do cenário cinematográfico.

 Oficinas de Produção Executiva, Crítica Cinematográfica e Assistência de Direção e Produção Colaborativa.

Olhar Itinerante, onde as sessões se estendem para além de Curitiba, chegando também às cidades de Cascavel, Londrina, Maringá, Pato Branco e São José dos Pinhais.

Sobre o Festival

O objetivo do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba é promover reflexões sobre o cinema e formar novos olhares, por meio de um destaque dado a curtas e longas metragens pouco comuns nas salas de cinema brasileiras.

Abrangendo várias expressões culturais, o festival busca uma seleção de filmes que se comuniquem entre si. A intenção é que a combinação de novos talentos, diretores veteranos, convidados prestigiados e o público presentes num mesmo lugar seja a alma do festival.

Saiba + e veja a programação completa em WWW.olhardecinema.com.br

Fonte: Planeta Tela Comunicações

Comentários desativados em Olhar de Cinema 2013: Festival Internacional de Curitiba começa nesta quinta (06/06), trazendo mais de 100 filmes de 26 países

Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé promete trazer para a cidade natal do primeiro animador brasileiro o melhor da animação mundial

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Educação, Macaé, Videofonia by ImprensaBR on 10/05/2013

Começou no dia 11 de maio e seguirá até 29 de junho o período de inscrição de filmes no Anima Cine – Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé (RJ).

O Festival acontecerá de 19 a 25 de agosto com sessões voltadas para todas as idades e também para o público estudantil da rede pública de ensino.

Na programação do Festival, além das exibições de filmes, haverá palestras, debates e uma oficina de animação. Tudo de graça para o público.

Segundo a idealizadora do Anima Cine, Leonor Bianchi, Macaé é a cidade natal do primeiro animador de cinema do Brasil, Álvaro Marins, mais conhecido como Seth. “Macaé se orgulha deste marco ainda pouco conhecido, mas ainda não sabe a dimensão do que isso significa. Seth foi um ícone na ilustração brasileira, e a cidade, agora, com este Festival, estabelece, definitivamente, seu vínculo artístico e afetivo com o cinema de animação e com o feito do pioneiro Seth”.

Seth trabalhou em muitos jornais cariocas como ilustrador, desenhou inúmeras artes para a publicidade nos primeiros tempos da publicidade no Brasil, e tem sua marca registrada na história da animação brasileira.

Por ter nascido em Macaé e por consideramos que ele merece um lugar de destaque na História da Animação Brasileira, Seth e a Animação ganharam este projeto como forma de resgate a esta parte da história da cidade.

“Esperamos que este festival de cinema de animação torne-se referência em todo o Brasil e que possa fazer jus ao fato de ter sido nesta cidade, Macaé, o local de nascimento do diretor de ‘kaiser’, o primeiro filme animado feito no Brasil por um brasileiro, o Seth, em 1917”, ressalta a idealizadora do Festival.

Primeira animação brasileira

O filme ‘kaiser’ estreou em 22 de janeiro de 1917, no Cine Pathé, no Rio de Janeiro, meses antes de o Brasil declarar guerra à Alemanha e iniciar sua participação na Primeira Guerra Mundial. Consistia de uma charge animada, mostrando o imperador Guilherme II colocando sobre a cabeça um capacete que representava o controle sobre o mundo. Em seguida, um globo terrestre crescia e engolia o líder alemão.

Desde 1907 os cinemas brasileiros já apresentavam vinhetas animadas no encerramento dos cinejornais. Contudo, ‘Kaiser’ foi a primeira animação autônoma brasileira a ser exibida.

Fotograma do filme kaiser

Fotograma do filme kaiser

Inscrições

As inscrições podem ser feitas pelo site do Anima Cine www.animacinemacae.wordpress.com através do preenchimento da Ficha de Inscrição disponível na plataforma online. O responsável pelo processo de inscrição deve estar atento ao Regulamento do Festival, também disponível no site e enviar, junto com a obra inscrita, o Termo de Autorização de Exibição da Obra Audiovisual, também encontrado no site, ambos assinados por ele.

Além dos filmes inscritos espontaneamente, o Anima Cine compôs uma Curadoria, que está convidando realizadores brasileiros e de outras partes do mundo a apresentarem seus trabalhos no Festival.

Na maior rede social do mundo, curta a página do Anima Cine.

Comentários desativados em Festival Internacional de Cinema de Animação de Macaé promete trazer para a cidade natal do primeiro animador brasileiro o melhor da animação mundial

O Som ao Redor, filme mais comentado de 2013, neste domingo, no Cineclube Lumiar

Posted in Cinema, Cultura, Nova Friburgo by ImprensaBR on 03/05/2013

o-som-ao-redor

 

Direção de Kleber Mendonça Filho  BRASIL  Ficção  2012  131 minutos  16 anos

 

Sinopse: A presença de uma milícia em uma rua de classe média na zona sul do Recife muda a vida dos moradores do local. Ao mesmo tempo em que alguns comemoram a tranquilidade trazida pela segurança privada, outros passam por momentos de extrema tensão. Ao mesmo tempo, casada e mãe de duas crianças, Bia tenta encontrar um modo de lidar com o barulhento cachorro de seu vizinho.

Para assistir ao trailer do filme, clique no link abaixo.

O Som ao Redor

As sessões do CINECLUBE LUMIAR acontecem todos os domingos no 

TRIBUNA LIVRE CULTURAL

Rua Dep. Amâncio Mario de Azevedo, 145
(em frente ao lago de Lumiar)
LUMIAR – Nova Friburgo \ RJ – 19h – ENTRADA É FRANCA

Comentários desativados em O Som ao Redor, filme mais comentado de 2013, neste domingo, no Cineclube Lumiar

Vencedores do Concurso de Ideias do Cinema Icaraí são premiados por sua criatividade e inovação

Posted in Cinema, Educação by ImprensaBR on 02/04/2013

A Universidade Federal Fluminense realizou nesta segunda-feira, 1º de abril, a cerimônia para entrega da premiação aos vencedores do Concurso de Ideias do Cinema Icaraí, no auditório da Escola de Engenharia, no Campus da Praia Vermelha. O objetivo do concurso era selecionar a melhor proposta de intervenção para a recuperação e a revitalização arquitetônica do Cinema Icaraí, em Niterói. O prédio é tombado pelo Departamento de Preservação do Patrimônio Cultural (Depac), órgão da Secretaria Municipal de Cultura de Niterói, e pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), sendo uma das poucas construções no estilo “art-déco” ainda preservadas na cidade. 

Criatividade, inovação e, principalmente, a obediência aos critérios de tombamento orientaram a escolha do trabalho vencedor, sendo também necessário considerar soluções funcionais passíveis de serem executadas na prática e compatíveis com a questão da acessibilidade. A proposta prevê sala de música, sala de cinema, sala de exposições, espaço multiuso e um centro empresarial.

Os estudantes da UFF e da UFRJ Bruno Amadei Machado, David Baptista Lima de Mendonça, Lívia Borges Romariz, Natália Asfora Moutinho e Raíssa Macedo Gerheim foram os criadores da ideia vencedora. O trabalho foi orientado pela professora Rosina Trevisan Martins Ribeiro, com coorientação de Andrés Martín Pássaro e consultoria de Maria Lygia Alves de Niemeyer e Patrizia Di Trapano. A equipe recebeu o prêmio de R$ 5 mil. Bruno Machado agradeceu a oportunidade dada pela universidade e pelas comissões organizadora e julgadora. Destacou que espera que a iniciativa da UFF sirva como exemplo e dê origem a outros concursos voltados aos universitários. Raíssa Gerheim declarou que a equipe não estava esperando conquistar o primeiro lugar, mas que todos trabalharam e se esforçaram muito. “Procuramos seguir o edital à risca, as expectativas eram grandes, mas não imaginávamos ganhar”, completou Lívia Romariz.  ;

Na mesa de abertura da cerimônia estavam presentes o reitor da UFF, Roberto Salles; o vice-reitor, Sidney Mello; o secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia de Niterói, Waldeck Carneiro; e, pela Superintendência de Arquitetura e Engenharia (Saen) da UFF, o superintendente Luiz Augusto Cury e a chefe da Divisão de Desenvolvimento de Projetos, arquiteta Milena Sampaio. 

De acordo com Milena Sampaio, o desafio era viabilizar uma solução arquitetônica que pudesse compatibilizar as expectativas da sociedade niteroiense com as demandas da universidade, e ainda tendo que respeitar os parâmetros de tombamento do prédio. Milena parabenizou as equipes vencedoras pela qualidade e pelo mérito das propostas, que deverão guiar os próximos passos no desenvolvimento do projeto de restauração do cinema.

Waldeck Carneiro transmitiu os cumprimentos do prefeito Rodrigo Neves, e destacou a importância da reforma do Cinema Icaraí para a cidade do ponto de vista social, cultural e urbanístico. “O cinema é um importante patrimônio histórico-cultural de Niterói e, por isso, lutamos muito pela sua conservação e para evitar que caísse nas mãos da especulação imobiliária”, enfatizou. Em 2011, Waldeck foi o vereador responsável pela indicação legislativa enviada ao então ministro Fernando Haddad que propôs a desapropriação do espaço pelo Ministério da Educação (MEC) e a sua incorporação ao patrimônio da UFF.

O reitor Roberto Salles destacou o tempo recorde (cerca de um ano e meio) que levou todo o processo, desde a aquisição do prédio até a elaboração do concurso e a aprovação da proposta arquitetônica. “Nós vamos elaborar um plano de negócios e nossa intenção é que o espaço multicultural seja autossustentável, que possa sobreviver da própria arrecadação”, explicou Salles. Ainda de acordo com o reitor, o MEC já se comprometeu a financiar a obra de restauração do Cinema Icaraí.

A equipe que apresentou a proposta classificada em segundo lugar foi premiada com R$ 3 mil, enquanto a equipe classificada em terceiro lugar recebeu prêmio de R$ 2 mil. Uma menção honrosa foi concedida a uma quarta equipe.

Detalhes da proposta vencedora podem ser acessados em tinyurl.com/cu9uzqq.

Fotos das equipes premiadas em www.noticias.uff.br/noticias/2013/04/concurso-ideias-premiacao.php.

UFF Notícias

Comentários desativados em Vencedores do Concurso de Ideias do Cinema Icaraí são premiados por sua criatividade e inovação

Sessão Clássica Musical no Cineclube Lumiar

Posted in Cinema, Nova Friburgo, Videofonia by ImprensaBR on 26/03/2013

CLASSICA MARÇO

Comentários desativados em Sessão Clássica Musical no Cineclube Lumiar

RioFilme lança programa de investimento automático para TV

Posted in Cinema, Comunicações by ImprensaBR on 26/03/2013

LB

A RioFilme iniciou ontem seu programa de investimento automático em projetos de série de produtoras independentes cariocas. O programa surge para gerar um diferencial competitivo às produtoras cariocas na disputa por investimentos na realização de conteúdo para a TV por assinatura. Para fomentar o setor de produção audiovisual carioca, o programa estabelece que parte do orçamento do projeto seja executado exclusivamente com empresas cariocas.

Para cada R$ 1, investido por um canal de TV por assinatura, a RioFilme investirá R$ 1, em projetos de ficção e documentário ou R$ 1,50 para projetos de animação, com um limite de R$ 1 milhão por projeto.

Cada projeto poderá receber até R$ 1 milhão e cada produtora até R$ 2 milhões, independentemente da quantidade de projetos.
Apenas metade dos investimentos da TV por assinatura poderá ser realizado através de incentivo fiscal, atraindo assim recursos privados para o setor.
Os documentos necessários para a inscrição de projetos estão disponíveis na página da RioFilme.

Comentários desativados em RioFilme lança programa de investimento automático para TV

Inscrições abertas para festival de cinema lusófono e francófono

Posted in Brasil, Cinema, Internacional by ImprensaBR on 26/03/2013

Estão abertas até o dia 2 de julho as inscrições para sexta edição do Fest’Afilm, Festival Internacional de Cinema Lusófono e Francófono de Montpellier. O evento acontece na cidade francesa entre os dias 28 de novembro e 1º de dezembro. Haverá competição de curtas-metragens.

Mais informações no site: www.festafilm.wix.com/2012

Comentários desativados em Inscrições abertas para festival de cinema lusófono e francófono

Realizador de curtas-metragens exibidos em diversas edições da Mostra Cinema Popular Brasileiro vira pauta de programa no Canal Brasil

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Mostra Cinema Popular Brasileiro, Videofonia by ImprensaBR on 25/03/2013

esquinas 6

LB

O Programa Esquinas, do Canal Brasil fez um documentário sobre o cineasta e empresário Ricardo Rodrigues, de São João de Meriti, RJ, que vem se destacando na realização de materiais audiovisuais na Baixada Fluminense do Rio de Janeiro, em São João de Meriti, onde segundo o próprio roteirista e realizador, não há nenhum projeto voltado à cinema tanto no que tange à produção de filmes ou exibição de produções locais.  

O documentário mostra Ricardo atendendo seus fregueses em seu açougue (sim, ele tem um açougue!!!), até a realização do curta “Tela Preta” feito com os produtores e atores do seu movimento Cinema de Guerrilha da Baixada.

O programa será exibido em maio, no Canal Brasil.

Ricardo já teve alguns de seus curtas exibidos na Mostra Cinema Popular Brasileiro, entre eles, ‘O Mendigo’ e ‘Gigantes da Alegria’, que marcou o segundo dia de exibição da mostra, no ano passado, em São Pedro da Serra, pelo fato de tratar de um tema ainda pouco abordado pela cinematografia brasileira; o nanismo e a inserção social dos que nasceram anões.

Para saber mais sobre o filme e sobre a mostra: http://www.mostracinemapopularbrasileiro.wordpress.com  

Para conhecer o Cinema de Guerrilha da Baixada: http://www.cinemadeguerrilha.com.br

Comentários desativados em Realizador de curtas-metragens exibidos em diversas edições da Mostra Cinema Popular Brasileiro vira pauta de programa no Canal Brasil

ANCINE lança pacote de editais de incentivo à coprodução com quatro países

Posted in Brasil, Cinema, Cultura, Videofonia by ImprensaBR on 20/03/2013

A ANCINE abriu nesta segunda-feira, dia 18, as inscrições para três editais de coprodução com Argentina, Uruguai e Portugal, além de um edital de desenvolvimento de projetos em parceria com a Itália. No total, serão investidos, pela ANCINE e pelas instituições correspondentes dos demais países envolvidos, R$ 4 milhões na produção de dez projetos de longa-metragem e no desenvolvimento de outros seis projetos.

Os editais com Argentina, Uruguai e Portugal preveem concursos para a concessão de apoio financeiro a projetos de produção de longas-metragens dos gêneros ficção, documentário ou animação, cujas filmagens ainda não tenham sido iniciadas até a data de abertura das inscrições. No Brasil, concorrem projetos apresentados por produtoras brasileiras que participem na condição de coprodutoras minoritárias. Projetos de coprodução com participação majoritária brasileira devem ser apresentados pelos sócios locais na Argentina, Uruguai e Portugal.

Com o Uruguai e a Argentina, os editais acontecem pelo terceiro ano consecutivo. No caso da Argentina, serão selecionados dois projetos de coprodução majoritariamente brasileiros, e dois projetos majoritariamente argentinos. Cada projeto selecionado receberá, em moeda local, recursos de valor correspondente a 250 mil dólares. As inscrições na Argentina são feitas através do Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales – INCAA.

Já o concurso relativo ao Uruguai contemplará dois projetos, sendo um majoritário de cada país, e cada um deles receberá o equivalente a 150 mil dólares. No Uruguai, a instituição responsável pelo edital é o Instituto do Cinema e do Audiovisual do Uruguai – ICAU.

O edital de coprodução com Portugal retoma, após hiato de um ano, a mais antiga e tradicional parceria desse tipo mantida pela ANCINE. Em moldes parecidos com os acordos com os países sul-americanos, a ANCINE e o Instituto do Cinema e do Audiovisual – ICA investirão, em moeda local, um total correspondente a 600 mil dólares em quatro projetos, dois deles com participação majoritária de produtoras brasileiras, e dois com participação majoritária portuguesa.

Finalmente, o acordo com a Itália diz respeito ao apoio para desenvolvimento de projetos com potencialidade para coprodução entre os dois países. É a segunda vez que a ANCINE e a Direzione Generale per Il Cinema da Itália estabelecem um programa conjunto desse tipo. O edital contemplará um total de seis projetos, sendo três a serem escolhidos pela ANCINE e três pelos italianos. No total, caberá às duas entidades um aporte de 160 mil euros (convertidos em moeda local) a serem utilizados para o desenvolvimento dos projetos de coprodução. A ANCINE escolherá dois projetos de autores iniciantes, cada um beneficiado com 25 mil euros, e um projeto de autor não iniciante que receberá 30 mil euros. De acordo com a definição do edital, é considerado autor iniciante aquele que teve produzido, no máximo, um roteiro de sua autoria ou dirigido, no máximo, uma obra de longa-metragem.

O prazo de inscrição para os quatro editais se encerra no dia 2 de maio de 2013. Os projetos devem ser encaminhados em envelope lacrado, por portador ou serviço de encomenda expressa para o endereço do Escritório Central da ANCINE. Os regulamentos dos concursos, os formulários e a documentação necessária para a inscrição podem ser consultados no portal da ANCINE www.ancine.gov.br.

Fonte: Revista de Cinema

Comentários desativados em ANCINE lança pacote de editais de incentivo à coprodução com quatro países

UFF divulga resultado do concurso de ideias para revitalização do Cine Icaraí

Posted in Cultura, Educação, Videofonia by ImprensaBR on 11/03/2013
19 - Cinema Icaraí, Icaraí, Niterói (A)
Após se reunir entre os dias 4 e 6 de março, a Comissão Julgadora anuncia o resultado do concurso de ideias da Universidade Federal Fluminense para recuperação e revitalização arquitetônica do prédio do Cinema Icaraí. Os avaliadores elegeram como primeira colocada uma equipe formada por estudantes da UFF e da UFRJ, sob a orientação da professora Rosina Trevisan Martins Ribeiro, com a coorientação de Andrés Martín Pássaro e a consultoria de Maria Lygia Alves de Niemeyer e Patrizia Di Trapano. A ideia vencedora foi elaborada pelos estudantes Bruno Amadei Machado, David Baptista Lima de Mendonça, Lívia Borges Romariz, Natália Asfora Moutinho e Raissa Macedo Gerheim. O grupo será contemplado com um prêmio de R$ 5 mil.
Conheça as ideias da equipe vencedora e das que ficaram em 2º e 3º lugar: (more…)

Comentários desativados em UFF divulga resultado do concurso de ideias para revitalização do Cine Icaraí

Cinco anos de Cineclube Lumiar

Posted in Cidadania, Cultura, Editorial, Educação, Nova Friburgo, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 25/02/2013

Este slideshow necessita de JavaScript.

O último domingo foi um dia especial para os militantes do cinema de Lumiar (Nova Friburgo, RJ) e para a comunidade local. Foi comemorado em grande estilo o aniversário de cinco anos de atividade do Cineclube Lumiar.

Muitas pessoas compareceram para compartilhar a alegria dos gestores do Cineclube. Dentre elas, eu, que fui convidada também a exibir na ocasião o documentário O povo do cinema de Lumiar. Emocionante.

São momentos como os que vivi ontem que sinalizam que o caminho é este e que a militância não pode parar.

Vida longa ao Cineclube Lumiar. Vida longa ao cinema nacional.

Parabéns a todos aqueles que trabalham para este movimento acontecer, mas, principalmente, parabéns ao público, que nesses cinco anos tem sido fiel ao Cineclube levando sugestões, críticas e o fundamental para que tudo isto aconteça: sua presença a cada nova sessão.

Que venham muitos, mas muitos outros anos…

Comentários desativados em Cinco anos de Cineclube Lumiar

Favela dos meus amores: O filme não exibido neste Carnaval pelo Cineclube Cinemofônico

Posted in Brasil, Cineclube Cinemofônico by ImprensaBR on 10/02/2013

Nossa sugestão para a sessão do Cineclube Cinemofônico deste domingo de Carnaval poderia ser a versão telecinada (e postada em uma dessas modernas plataformas de exibição de vídeo na internet) do clássico ‘Favela dos meus amores’ (1935), de de Humberto Mauro.

Carmen Santos e Antonia Marzullo (tia da Marília Pêra).

Carmen Santos e Antonia Marzullo (tia da Marília Pêra).

Mas, lamentavelmente, assim como grande parte dos filmes produzidos no Brasil nas décadas que antecederam os anos 50,  muitas películas desapareceram, sumiram, ou simplesmente deterioraram-se nos precários acervos dedicados ao cinema brasileiro.

O caso de Favela dos meus amores – que sumiu deixando imensa lacuna em nossa cinematografia, ainda mais quando falamos de seu diretor, o chamado Pai do Cinema Brasileiro, Humberto Mauro, e seu legado ao cinema nacional -, assemelha-se ao do não menos importante Moleque Tião, dirigido por José Carlos Burle, em 1943. Baseado em uma reportagem sobre a vida de Sebastião Prata (Grande Otelo), foi o primeiro longa-metragem rodado nos estúdios da Atlântida.

“Parcialmente filmado no Morro da Providência, no Rio de Janeiro, o filme recebeu diversas interpretações pelos historiadores do cinema brasileiro (algumas bastante equivocadas) e ainda hoje seduz pelos relatos de sua excelente recepção crítica e pelo grande seu sucesso junto ao público.

A reportagem abaixo, sem fonte conhecida, anuncia o futuro lançamento do filme produzido e estrelado por Carmen Santos” (Rafael de Luna Freire, em Viva Cine).

carmem_santos_favela_dos_meus_amores

Favela dos Meus Amores foi o primeiro a retratar a vida no morro, em condições menos favorecidas, moradias pobres e a contar a história de uma escola de samba. A película contou a Escola de samba Portela, tanto na criação das cenas, como contagiando com o seu samba.

Favela dos meus amores tem musicas de Lamartine Babo, Noel Rosa, Carlos Braga e participação especial de Carmem Miranda. Humberto Mauro abriu um filão explorado pelo cinema brasileiro no período, derivando para os filmes musicais e as chamadas chanchadas.

Favela dos Meus Amores não é só uma demonstração paisagística, turística folclórica. Desperta o interesse da intelectualidade de esquerda, devido ao apelo do filme que realça a miséria que sempre reinou nos morros cariocas.

O argumento do filme é de Henrique Pongetti, o mesmo que chamou Humberto Mauro de”Freud de Cascadura”, por causa de suas incursões psicanalíticas em Ganga Bruta.

A filmagem foi quase que inteiramente no Morro da Providencia, na Saúde, Rio, e por essa razão, Humberto Mauro diria na década de 60, que tal autenticidade poderia razoavelmente lhe colocar como “precursor do neo-realismo italiano”. Tal frase levou Mauro à polícia para se “enquadrar”, pois ”numa cena importantíssima, que a censura queria cortar, alegando que mostrávamos muitos pretos, era triste demais.

Entretanto, Favela dos Meus Amores, porém foi sua acolhida na trincheira da intelectualidade da esquerda brasileira, que montada nos seus principais expoentes dos diversos ramos das artes, haja vista que, já empregava uma luta surda contra o autoritarismo reinante. Humberto Mauro, jamais deixou de se envolver abertamente nessa luta.

É um filme com ares grandiosos, notável e dessa simbiose foi feito assim, Favela dos Meus Amores: o melhor filme já realizado no Brasil em todos os tempos. A começar pelo elenco que tem os principais nomes da época como português Jayme Costa, Norma Geraldy, Rodolfo Mayer, e a vedete Eros Volúsia entre outros: Sílvio Caldas, Jaime Costa, Belmira de Almeida, Russo de Pandeiro, Pedro Dias, Itala Ferreira, Norma Geraldy, Armando Louzada, Antonia Marzullo, Rodolfo Mayer, Leopoldo Prata, Carmen Santos, Oswaldo Teixeira, Eduardo Viana, Eros Volusia.

O musical conta a história de “dois rapazes recém-chegados de Paris, que trazem maravilhosas idéias civilizadoras dentro do cérebro. Como, porém, voltaram sem vintém, começaram a apelar para um leilão dos móveis e objetos de arte que guarnecem sua ‘garconiére’, último vestígio da passagem da opulência. A grande ideia seria instalar um cabaré na favela! Para turistas à cata de novas sensações e também para os habitantes da cidade. O capitalista seria o Sr. Palmeira – português capacitado e amante de crioulas -, e o Sr. Palmeira ficou encantado com a ideia. No morro, famosos, um dos rapazes experimenta a maior surpresa: encontrou ali, vivendo entre os humildes, ensinando a ler às crianças, Rosinha, uma princesinha encantada, rainha do morro e logo – como é uso nos filmes – por ela se apaixonou. Rosinha era amada pelos cantores de samba do morro e… que acontece então?…”

O filme foi produzido pela Brasil Vox Filme com produção de Carmem Santos.

Como não podemos assistir Favela dos meus amores, vamos ler mais sobre este emblemático filme de Humberto Mauro, na análise de Marcos Napolitano, Professor Doutor do Departamento de História da USP. Em seu artigo “O fantasma de um clássico”: recepção e reminiscências de Favela dos Meus Amores (H. Mauro, 1935), ele aborda: “1) o papel de “Favela…” na construção de uma nova identidade nacional e de uma nova cultura popular urbana, tendo como centro o Rio de Janeiro; 2) os aspectos ideológicos e estéticos da recepção crítica do filme; 3) Seu papel como objeto de memória da história cultural brasileira. A partir destes três eixos de análise pretendo mapear o impacto de “Favela…” na formatação de uma nova cultura “nacional popular” no Brasil, cujo sentido ideológico era disputado à esquerda e à direita”.

O fantasma de um clássico” recepção e reminiscências de Favela dos Meus Amores O fantasma de um clássico” recepção e reminiscências de Favela dos Meus Amores

Veja algumas notas sobre o filme publicadas na imprensa carioca.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Comentários desativados em Favela dos meus amores: O filme não exibido neste Carnaval pelo Cineclube Cinemofônico

Segue online a 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro

Posted in Brasil, Cineclube Cinemofônico, Cultura, Editorial, Educação, Estado, Turismo, Videofonia by ImprensaBR on 07/11/2012

LB

Começou na quinta-feira dia 1 a 9a edição da Mostra Cinema Popular Brasileiro. Este ano a mostra acontece presencialmente em espaços culturais de São Pedro da Serra e no Sarau Monster, dia 11, em Barra de São João, e também online, através do site da mostra (www.mostracinemapopularbrasileiro.wordpress.com).

Mais um ano de sucesso e reconhecimento do público são pedrense, que na noite de sábado lotou o espaço da sala de cinema da Casa dos Saberes e aplaudiu de pé a sessão!

A 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro é competitiva para os filmes que estão no site, e o público pode curtir através do botãozinho do Facebook os filmes que mais gostar. Os três filmes mais curtidos ganharão a tradução do roteiro para o inglês. a premiação é oferecida pela empresa BVaz Idiomas, parceira da 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro.

A 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro passou ainda pela Casa Cultural Mata Atlântica, na Bocaina dos Blaudts, em São Pedro da Serra, onde foi exibido no dia 1, durante a abertura da mostra, o curta-metragem dirigido por mim ‘O Povo do Cinema de Lumiar’. O filme foi gravado em 2004 e exibido naquele ano na primeira edição da mostra no vilarejo friburguense. Com depoimentos de muitos moradores tradicionais da cidadezinha, o filme é um documento importante para a memória local e ficou marcado na história de Lumiar como sendo o segundo filme a ser rodado no lugar. Nos anos 70 uma obra abordando a Coluna Prestes, que esteve ali, foi gravado em Lumiar. Depois de sua exibição em 2004, o curta O povo do Cinema de Lumiar não tinha mais sido exibido para o público local, oque transformou a sessão de abertura da 9a Mostra cinema Popular Brasileiro um momento muito especial.

Para assistir aos filmes da mostra, acesse http://www.mostracinemapopularbrasileiro.wordpress.com.

Comentários desativados em Segue online a 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro

Mostra de cinema de Rio das Ostras apresenta filmes selecionados para 2012

Posted in Cidade, Cultura by ImprensaBR on 08/10/2012

A 9a Mostra Cinema Popular Brasileiro apresenta a relação de filmes selecionados para edição 2012.

O projeto acontece nas cidades de Rio das Ostras, Macaé e Nova Friburgo e pela Internet de 1° a 12 de novembro de 2012.

A Mostra acontece na cidade de Rio das Ostras, região dos Lagos, Rio de Janeiro e também pela Internet.

As aventuras de Seu Euclides: Lambesujo e Caboclinhos

Diretor: Marcelo Roque Belarmino

Promessa

Diretor: Marcos Teles

A Melhor Idade

Direção: Angelo Defanti

Beira Rio

Direção: Diogo Costa Pinto

Printemps

Direção: Gabriel Kalim Mucci

O Cidadão Caryuka

Direção: Hélio Rodrigues

Aconteceu no ABC

Direção: Jhony Gusmão e Bero Carvalho

Nem que tudo termine como antes

Direção: Mariana Martinez e Daniel Caselli

Pequeno

Direção: Ernesto Molinero

Abelardo

Direção: Ane Siderman

Patápio

Direção: Alexandre Palma

Gigantes da Alegria

Direção: Ricardo rodrigues e Vitor Gracciano

A Lenda da Lagoa Vermelha II – A Vingança

Direção: Eutímio Carvalho

Não Vá Ferir o Coração de Lourival Machadinha

Direção: Pedro Murad

Perfídia

Direção: Ramon Navarro

O Cangaceiro

Direção: Marcos Buccini

Ilhas Cayman

Direção: Gabriel Perrone

Caliope

Direção: Helena Guerra

Abraços na Escuridão

Direção: Bruno Barrenha

Assis que se faz

Direção: Carlos segundo

Hooji  法事

Direção: Marcello Quintella e Boynard

Memoriam – um filme sobre uma cidade inventada

Direção: Johil Carvalho e Sérgio Lacerda

Sandra

Direção: Allex Medrado

Picote Constelado

Direção: Lívia Fernandez e Allex Medrado

Pique-salva

Direção: Antonio BalbinoANTONIO BALBINO

Os vingadores da província

Direção: Ricardo Leite

Fuga

Direção: Laura Barile

Variações sobre um mesmo tema

Direção e Produção: Fernando Timba, Thiago Amaral

E aquele projeto ainda estará no ar

Direção: Laura Barile

O fim do recreio

Direção: Vinicius Mazzon e Nélio Spréa

Retrato Invisível

Direção: Denise Soares

Pedras pretas Itaúnas de São Benedito e São Sebastião

Direção: Marcos Valério Guimarães

Desvelo 

Direção: Clarissa Rebouças

Marcha à Ré no Ano do Dragão

Direção: Pedro Barbosa

Uma noite

Direção: Daniela Santos

Cataventos

Direção: Phydias Barbosa

Jorge Poema

Direção: Rafael Costa

Zé Rangel

Direção: Rafael Costa

Brasil, ame-o ou deixe-o!

Direção e Produção: Ramon Mulin

Ciranda

Direção: José Carlos Sachetti Júnior (Zeca Sachetti)

Dona

Direção: Raylane Cardoso

Capoeira mandou me chamar

Direção: Mariane Nascimento

Truks

Direção: João Inacio

Comentários desativados em Mostra de cinema de Rio das Ostras apresenta filmes selecionados para 2012

Jornal O Polifônico tem novo Caderno de Cultura

Posted in Brasil, Cidade, Cultura by ImprensaBR on 23/04/2012

Rio das Ostras – A partir de hoje, leitores do jornal O Polifônico contam com uma nova Editoria de Cultura. Com mais conteúdo, o Caderno de Cultura d’O Polifônico trará sempre um painel atual sobre a cena cultural em Rio das Ostras e região sem deixar de noticiar e destacar fatos importantes a respeito da política cultural no Brasil e no mundo.

Se você tem alguma sugestão de pauta, faz apresentação musical, conta histórias, já fez dezenas de curtas-metragens em telefone celular, se faz malabares no sinal de trânsito, bate tambor, dança cateretê, fotografa, é poeta, artista plástico, entre em contato com nossos editores e divulgue n’O Polifônico o seu trabalho.

O Caderno de Cultura d’O Polifônico destaca a entrevista com o estudante de Produção Cultural do PURO, Aloisio Moraes, que participa de uma prêmio de empreendedorismo cultural de porte nacional, publicada na edição Número Zero do jornal O Polifônico impresso (13 a 20 de abril/ 20120, em diversos pontos da cidade).

Além da entrevista, o Caderno de Cultura d’O Polifônico traz outro conteúdo exclusivo: uma apresentação memorável do historiador Mario Alves de Oliveira, maior biógrafo do poeta Casimiro de Abreu, sobre seu livro Casimiro de Abreu, Obra Completa, lançado em 2011 pela editora Academia Brasileira de Letras (ABL).

Fechando a edição do dia, na sessão Cinemofônico, sugerimos o filme Manequim da Dona Flor, com uma das moradoras mais idosas de Rio das Ostras. O curta-metragem foi realizador através de uma oficina de vídeo feita na cidade, em 2008, tendo sido finalizado em 2009. Infelizmente não encontramos muitas informações sobre a obra tampouco sobre a oficina e os realizadores do filme.

O Caderno de Cultura do Jornal O Polifônico é assinado coletivamente pela Produtora Cultural Marina Soares, pelo músico e pesquisador de Memória Regional, Rúben Pereira e pela Editora Chefe e Diretora d’O Polifônico, Leonor Bianchi.

Abraços,

Os Editores.

Comentários desativados em Jornal O Polifônico tem novo Caderno de Cultura

Depois do Ato, cinema no sindicato

Posted in Cultura by ImprensaBR on 31/08/2011

Após o Ato, sessão de cinema no Sindicato. É hoje!

%d blogueiros gostam disto: