!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

O Anima Cine invadiu a redação d’O Polifônico!!!! É tempo para uma reflexão social inteligente e provocadora, característica deste gênero cinematográfico, e o curta animado ‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ nos remete bem a esse estado de reflexão crítica sem perder o bom humor…

imagine

‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ A animação do ilustrador e animador Alexandre Bersot será exibida no Programa de abertura do Anima Cine Macaé, dia 25 de agosto, no CriaSana. Para ver toda a programação de filmes, acesse o site do festival aqui. O Anima Cine tem programação gratuita.

Realização: Curadoria de Cinema e Escola Livre de Comunicação e Artes
Comunicação: ImprensaBR

Comentários desativados em O Anima Cine invadiu a redação d’O Polifônico!!!! É tempo para uma reflexão social inteligente e provocadora, característica deste gênero cinematográfico, e o curta animado ‘Imagine uma menina com cabelos de Brasil…’ nos remete bem a esse estado de reflexão crítica sem perder o bom humor…

Roda Rio de Choro anima tarde de domingo em Rio das Ostras

Posted in Cidade, Cultura, Estereofonia by ImprensaBR on 10/03/2012
A Roda Rio de Choro voltou a toda em Rio das Ostras no último domingo. Muitos amigos se reuniram para dar o ‘grito da volta da Roda’, que durante quase dois anos – de 2009 a 2011 – levou centenas de amantes do gênero musical para os quiosques da Tia Maria e do Franco, às tardes de domingo.

Depois de sair de cena durante todo o ano passado o movimento da Roda volta com fôlego de sobra neste próximo domingo a partir das 16h30, depois da Oficina Popular de Música Brasileira, que será ministrada na Concha Acústica da praça São Pedro (ao lado dos quiosques citados) pelo instrumentista Rúben Pereira, músico e fundador da Roda Rio de Choro.
Segundo Rúben Pereira, a Roda Rio de Choro volta com o mesmo espírito generoso e despojado de antes e com o objetivo de reunir amigos como se fosse um momento descontraído, que pode ser comparado a uma pelada de domingo. O grande diferencial da volta da Roda Rio de Choro, de acordo com o ‘chorão’ organizador da Roda serão as oficinas de música que acontecerão sempre uma hora antes de começar a Roda e o projeto Circuito Sama-Choro, que pretende dar itinerância à Roda Rio de Choro ocupando mais espaços em locais diferentes da cidade, ampliando a difusão do gênero musical genuinamente brasileiro.

A Roda Rio de Choro tem o apoio imprescindível dos quiosqueiros Tia Maria e Franco, apoio cultural do jornal O Polifônico, de ImprensaBR Assessoria de Comunicação, da Escola Livre de Comunicação e Artes de Rio das Ostras loja Artemanha.
Oficina Popular de Música Brasileira pretende difundir música boa para riostrenses de todas as idades
 
Ouvir choro em Rio das Ostras, nas ruas da cidade, nos bares da cidade, na noite da cidade não é algo muito comum. Aliás, nada comum. Em 2008, um grupo de jovens chorões de Macaé, Rio das Ostras e região reuniu-se para formar o Coletivo Só Pra Moer e passou a realizar apresentações informais com a Roda Rio de Choro, quinzenalmente, na praia do centro, em Rio das Ostras.
Muitos novos músicos foram chegando à Roda para conhecer e também para tocar. Foi daí que surgiu a ideia do músico e organizador da Roda Rio de Choro, Rúben Pereira, de criar a Oficina Popular de Música Brasileira.
“A oficina pretende instrumentalizar o músico, o estudante de música e o entusiasta do choro em relação ao tocar música brasileira. Daremos ênfase ao choro e seus ritmos conformadores neste início, já que o choro é a matriz de toda a música popular urbana brasileira. Não deixaremos de fora os ritmos rurais como o maracatu, toré, caboclinho, e os filhos do choro como o samba, a marcha e até mesmo a bossa nova”, comenta o músico.
Além do momento prático e presencial da Oficina, os oficinandos poderão complementar o aprendizado acessando uma plataforma virtual (o site da Escola Livre de Comunicação e Artes de Rio das Ostras) onde poderão navegar por vídeos, textos, partituras, apostilas e materiais correlatos a mesma.
Os valores para inscrição são acessíveis e ainda há possibilidade de bolsas com desconto de até 50%.
As inscrições estão sempre abertas e podem ser feitas pelo site da Escola Livre de Comunicação e Artes, ou através do envio de um email para escolalivredecomunicacaoeartes@gmail.com.
Os interessados investirão R$ 75,00 a cada bimestre e para os 20 primeiros inscritos será cobrado R$ 50,00 numa promoção que de tempos em temos acontecerá.
“A Oficina formará ainda um grupo que passará a ensaiar com objetivo de tocar profissionalmente” relata Rúben Pereira. “Daremos uma ênfase bem forte a história da Música Popular Brasileira”, disse.
A oportunidade é imperdível. Rúben Pereira é pesquisador de Musica Popular e História Regional, músico, violonista de 7 cordas, foi aluno de mestres do Choro como Dino 7 cordas, Mauricio Carrilho e Luiz Otávio Braga. Fundador do Coletivo Só Pra Moer, é também o criador do Festival Cultural Benedicto Lacerda em Macaé e de muitas rodas e movimentações culturais na Região.

Comentários desativados em Roda Rio de Choro anima tarde de domingo em Rio das Ostras

%d blogueiros gostam disto: