!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Prefeitura impõe (não oficialmente) que candidatos paguem por atestado médico

Posted in Cidadania, Cidade, Cultura, Denúncia, E-mails do Leitor, Rio das Ostras by ImprensaBR on 28/02/2013

A prefeitura de Rio das Ostras oferece vagas (limitadas) para cursos de artes e no ato da matricula exige um atestado médico de liberação para exercer a atividade. Porem, os postos de saúde não tem vaga, te colocam numa lista de espera que demora SEMANAS pra chegar PERTO da sua vez. E ainda por cima, quando questionados, os irredutíveis funcionários dão a dica: ” tem um rapaz cobrando 30 reais ali no consultório em cima do mercado. ” Eh mole ?

ISSO EH UM ABSURDO!

Não dá assistência nenhuma à população, deixa cada um por sua própria conta, e quem não tiver os as notinhas de dinheiro pra fazer o tal exame, simplesmente perde a vaga, mesmo tendo sido SELECIONADO depois de fazer testes e entrevistas.

Que falha, hein !

Vi mães indignadas ontem na onda porque não podem perder o dia de trabalho pra correr atras de atestado pra filha em consultório particular..

A prefeitura na verdade deveria ceder um medico pra fazer os exames, já que a demanda eh grande. Mas não.. eles indicam o fulaninho ali da esquina q ta cobrando 30 pau. Lamentável..

Enviada por Dayane S. Lima por e-mail.

Comentários desativados em Prefeitura impõe (não oficialmente) que candidatos paguem por atestado médico

E-mail do Leitor

Posted in Cidade, E-mails do Leitor, Observatório da Imprensa Local by ImprensaBR on 29/09/2012

O Polifônico cobriu uma pauta que a imprensa riostrense parece ter apagado: o VI Concurso Público de Rio das Ostras. Recentemente, pessoas que prestaram o VI Concurso Público de Rio das Ostras estiveram na cidade em um ato-manifesto pedindo que o concurso seja validado.

Muitos leitores d’O Polifônico enviaram mensagens pedindo empenho da imprensa na cobertura dos desdobramentos do caso, que parece ter sido esquecido pelor órgãos de comunicação.

Onde está a imprensa riostrense nesta hora?

No Youtube o nível do debate entre as pessoas que viram o vídeos não é dos mais altos, por isso ainda não me animei a fazer uma espécie de mediação. Veja mais:

Abaixo, a mensagem do leitor Bruno Soares.

Boa Tarde,

Ao ler a matéria sobra a manifestação dos aprovados no VI Concurso da Prefeitura de Rio das Ostras senti a necessidade de manifestar minha indignação sobre esta lamentável situação que se encontra todos os participantes deste concurso.

Meu sonho é morar em Rio das Ostras. Hoje moro no Rio de Janeiro. Ao ficar ciente do edital do concurso , iniciei minha longa jornada de estudos a fim de conquistar a tão sonhada vaga e poder residir na cidade que adoro que é Rio das Ostras. Tanto esforço valeu a pena : fui aprovado . Todos da minha família foram testemunhas da minha alegria desta tão sonhada aprovação. Pois bem , já estava procurando um lugar para residir.  Qual foi minha surpresa e indignação ao ficar ciente do anúncio , por ora não oficial , mas adiante se tornou fato, da suspensão deste concurso.  Parecia algo inacreditável.

Imaginem tantas outras pessoas aprovadas, assim como eu, sentiram e ainda sentem os efeitos desta situção. Quantas pessoas , que vieram de outros estados, estão sentindo e que foram aprovados também, na expectativa de morar numa cidade linda e com estabilidade profissional. Será que eu, assim como todas estas pessoas, que fizeram a prova e passaram da forma mais gratificante: por mérito, não merecem serem nomeadas para o cargo preterido?

E a Justiça para estas pessoas ? Punição é para os infratores, anulação da prova é para quem burlou a prova (como previsto no edital) e não para os inocentes
que fizeram a prova de forma honesta  e foram aprovados.

Afinal a Justiça é cega para todos: inocentes e culpados ???  Todos  considerados inocentes e culpados são iguais perante a Lei?

Peço que os órgãos de imprensa  cobrem das autoridades Justiça ! Vejamos o exemplo que o Supremo Tribunal Federal está dando para a sociedade em relação ao Julgamento do Mensalão: houve pessoas absolvidas , outras consideras culpadas e outras sendo ainda julgadas.

Atenciosamente,

Bruno Soares

Comentários desativados em E-mail do Leitor

%d blogueiros gostam disto: