!@ {o polifônico, [Jornalismo de Intervenção # Por Leonor Bianchi]

Região dos Lagos é 18ª no ranking de violência contra crianças

Posted in Estado, Região, Rio das Ostras, Segurança Pública by ImprensaBR on 18/07/2013

Número de casos de violência chegou a 27 mil no Rio. Ranking estadual “avalia” 39 regiões do estado

A morte da menina Gabriely, de dois anos, em Rio das Ostras, Região dos Lagos, chamou a atenção para os casos de violência infantil no estado do Rio de Janeiro. Só em 2011, foram mais de 27 mil registros em todo o estado, mas esse número poderia ser bem maior, porque, segundo as autoridades, nem todos os casos são denunciados. E a cada ano aumenta o número de casos, dados mais recentes do Instituto de Segurança Pública mostram que em 2011 foram quase 27 mil casos de violência e mais de 3 mil de estupros de menores. E em 2009, foram 22 mil registros de violência e 2.500 estupros.

O último caso registrado na Região dos Lagos foi o da menina Gabriely, violentada e morta que teve o corpo encontrado debaixo de um monte de telhas, a pouco mais de 100 metros da casa onde ela morava com a familia. O homem suspeito de cometer o crime, que seria dependente químico, está preso desde a semana passada. No início do mês, outro caso que chamou a atenção foi o de um menino de 9 anos, em Rio Bonito. Segundo a polícia, ele teria sido morto por um tio. O crime chocou os moradores da cidade. Em Búzios, uma adolescente portuguesa de 12 anos foi agredida nesta semana e encontrada seminua depois de ser levada por um homem enquanto esperava uma van, segundo ela mesmo declarou à família.

Em Macaé foram 179 atendimentos de violência contra crianças realizados em 2013 e 133 em 2012. Em Rio das Ostras foram 18 vitimas de violencia sexual com menos de 18 anos no ano passado e sete casos este ano. De acordo com Cláudia Pereira, coordenadora do núcleo de  atenção à saúde do adolescente, não é possível afirmar que a violência aumentou de fato ou já existia e não era notificada.

A comissão de direitos humanos da OAB de Rio das Ostras explica que o problema está relacionado a educação, as políticas públicas de assistência social, segurança e também ao crescimento das cidades. Os casos de agressão suspeitos podem ser denunciados ao Conselho Tutelar e ao Ministério Público.

Do G1

Comentários desativados em Região dos Lagos é 18ª no ranking de violência contra crianças

Estuprador é condenado em Rio das Ostras

Posted in Cidadania, Cidade, Rio das Ostras, Segurança Pública by ImprensaBR on 28/06/2013

A 2ª Vara Criminal da Comarca de Rio das Ostras condenou Wagner Ferreira da Silva a 11 anos e seis meses de reclusão. Ele havia sido denunciado por estupro e roubo pela Promotoria de Justiça de Investigação Penal de Macaé e Rio das Ostras.

De acordo com a denúncia, Wagner abordou a vítima enquanto ela caminhava na praia da Enseada das Gaivotas, em Rio das Ostras, na Região dos Lagos do Rio. Ele a arrastou pelos cabelos e a exigiu que entrgasse seus pertences. A vítima disse que não tinha nada e o criminoso a amarrou e cometeu a agressão sexual.

A sentença ainda destacou que a vítima reconheceu o agressor na delegacia e em juízo. Além disso, foi indicado que o depoimento teve grande relevância, pois na maioria das vezes, esse tipo de crime é cometido às escondidas.

Comentários desativados em Estuprador é condenado em Rio das Ostras

Juventude vai às ruas também em Rio das Ostras

Rio das Ostras 2013. A cidade mudou. São 21 anos desde que o distrito de Casimiro de Abreu emancipou-se. A ‘cidade mãe de quem nasce ou de quem vem pra ela’ como diz seu hino, deixou tanta gente mamar em seu seio e comer do seu pão, que, hoje, o número de habitantes da cidade dormitório, da cidade universitária, da cidade esperança, ultrapassa 130 mil e só tende a crescer.

Desde segunda-feira (18) a juventude está saindo às ruas, unindo-se ao movimento das manifestações em todo o Brasil e convidando a população a acompanhar.

Ontem, cerca de 200 jovens, estudantes, trabalhadores, servidores públicos, moradores de Rio das Ostras, organizaram-se em uma manifestação pacífica em frente à Praça José Pereira Câmara, no centro da cidade.

Hoje à tarde, os organizadores do movimento em Rio das Ostras farão uma Oficina de Cartazes e, às  17h, o grupo se reunirá na Praça José Pereira Câmara e seguirá em marcha até a Câmara Municipal, em Terra Firme.

Segundo um dos responsáveis pela comissão de organização das manifestação em Rio das Ostras, cujo nome prefiro preservar no anonimato, o “Movimento é, ao mesmo tempo autônomo e local, tendo como pautas: a Saúde, o Planejamento e o Transporte, a Educação e a Segurança Pública; mas também é a fração do movimento nacional, que a partir do mote dos transporte, se propõe a rediscutir a nossa sociedade como é concebida hoje numa perspectiva de revolução dos paradigmas culturas, econômicos e sociais estabelecidos hoje pelo sistema capitalista.”

Aderindo ao cenário nacional das manifestações que reivindicam a não aprovação da PC 37, que tira o poder investigativo do Ministério Público, o aumento do curto de vida e, principalmente o respeito aos usuários dos transportes coletivos com melhorias das frotas e redução das tarifas de ônibus em todo o Brasil. Rio das Ostras entra na lista das cidades que estão mostrando a força do povo contra os desmandos dos governos e isso, além de ser histórico, representa o amadurecimento da juventude local, que ao longo dos últimos oito anos vem aprendendo a ir pras ruas lutar por dias melhores e condições mais dignas para trabalhar e viver na cidade.

Com relação à relação da PM para com os manifestantes, pelo que vemos no vídeo, aparentemente, contrariamente ao posicionamento da Guarda Municipal em outras manifestações que já vi em Rio das Ostras, onde a mesma recebe comando de formar barreiras e impedir os manifestantes de seguirem em marcha, os policiais militares que aparecem dialogando com um dos manifestantes no vídeo, agiram de maneira pacífica.

Ainda não foi confirmado, mas parece que a Fan Page criada pelos manifestantes na maior rede social do mundo foi bloqueada e denunciada e acabou caindo do ar. O que parece não ter influenciado em nada o movimento, já que horas depois, outra Fan Page já estava online e hoje conta com mais de 4 mil pessoas confirmadas para a manifestação de hoje e de amanhã na cidade.

Rio das Ostras, vem pra RUA!!! Acesse a Fan Page aqui!

Participe do Evento!

Comentários desativados em Juventude vai às ruas também em Rio das Ostras

Comissão da Alerj sugere criação de delegacia de homicídios em Campos

Posted in Cidadania, Região, Segurança Pública by ImprensaBR on 18/06/2013

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Cidadania da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), presidida pelo deputado Marcelo Freixo (PSol), irá propor, através de indicação legislativa, a criação de uma delegacia de homicídios no município de Campos dos Goytacazes, para a investigação dos crimes relacionados à disputa agrária na região. A proposta foi anunciada nesta segunda-feira (17/06), durante audiência pública realizada na Câmara de Vereadores, para debater a violência no campo. “Queremos uma política de segurança em uma cidade que não é só de vida urbana. Temos aqui um histórico de conflitos no campo muito grande. Esse ano, tivemos dois brutais assassinatos por conta de problemas agrários, disputa de terra, venda de lotes e presença muito forte do latifúndio. Queremos a criação de uma delegacia de homicídios, que, certamente, vai ajudar nos conflitos”, anunciou Freixo.

Representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) também estiveram presentes no encontro e contaram um pouco da realidade violenta da região e as dificuldades dos moradores acampados. “Temos todo tipo de problema social, como a dificuldade de escola para as crianças, moradia, água potável, energia elétrica e acesso à alimentação básica. Esperamos que essa audiência traga o reconhecimento dessas famílias organizadas no processo de luta pela conquista da terra na região”, contou a representante do MST Marina dos Santos, que ainda lembrou das mortes por conflitos agrários. “Essa demora na concretização dos assentamentos tem nos levado a muitos conflitos. Exemplos disso são os assassinatos dos companheiros Cícero Guedes e Regina dos Santos Pinto. São muitas famílias nas áreas de acampamentos e que estão à mercê de politicas públicas que garantem o acesso à terra, à moradia e à segurança”, destacou.

Segundo o delegado Carlos Augusto Silva, responsável pela 146ª DP, as investigações dessas mortes, ocorridas no final do ano passado e no começo de 2013, estão em curso. Porém, com a intenção de não atrapalhar as investigações, Silva não deu muitos detalhes sobre os trabalhos, mas explicou as intenções da Polícia Civil local. “Não queremos só as prisões e, sim, a condenação dessas pessoas que estão cometendo esses bárbaros crimes. Queremos reunir muitas provas contra essas pessoas para que elas fiquem o mais tempo possível presas. Nossa intenção é minimizar e, possivelmente, acabar com esses conflitos em Campos dos Goytacazes”, explicou o delegado. Também participaram da audiência pública o deputado Roberto Henriques (PSD) e o vereador de Campos, Edson Batista (PTB), presidente da Câmara local.

Fonte: Alerj.
Texto de Raoni Alves

Comentários desativados em Comissão da Alerj sugere criação de delegacia de homicídios em Campos

Lei cria o Observa Mulher, sistema de informações de violência contra a mulher

Posted in Brasil, Cidadania, Educação, Esporte, Rio das Ostras, Saúde, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 04/06/2013

Agora é lei: o Estado do Rio terá um sistema integrado de informações de violência contra a mulher. É o que determina a lei 6.457/13, publicada no Diário Oficial do Executivo desta terça-feira (04/06) e que institui a política estadual que dará origem ao sistema, denominado Observa Mulher-RJ. Com o objetivo de organizar e analisar dados sobre atos de violência contra a mulher no estado e de integrar os órgãos que fazem esse tipo de atendimento, a política incluirá a criação de um cadastro eletrônico.

A norma é de autoria da deputada Inês Pandeló (PT), que explicou que os números documentados hoje saem apenas dos atendimentos nas delegacias. “Mas sabemos que há quem não denuncie à polícia, por isso é fundamental que tenhamos como reunir também os dados que podem ser levantados nos atendimentos médicos, nos Cras…”, enumerou a parlamentar, citando os Centros de Referência da Assistência Social.

Para ela, obter o número mais próximo à realidade garantirá a criação de políticas públicas eficazes para a erradicação desse tipo de crime. “Só há políticas públicas quando há registro, informações que deem embasamento às ações. Há muitas instituições recebendo denúncias, mas não há compilação de dados. É isso que este projeto propõe”, afirmou a parlamentar. O cadastro terá dados sobre a violência praticada, como data, horário local e tipo de delito; informações sobre a vítima, o agressor e histórico de atos de violência entre os envolvidos. O cadastro também reunirá número de ocorrências registradas pelas polícias civil e militar, número de medidas protetivas emitidas Ministério Público e de inquéritos instaurados.

Fonte: Alerj
Leia também – Grupo ‘Chega de Estupros em Rio das Ostras’ leva para a Câmara Municipal, hoje, às 10h, Audiência Pública com a presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj, Inês Pandelô.

Comentários desativados em Lei cria o Observa Mulher, sistema de informações de violência contra a mulher

Polícia Militar de Rio das Ostras, RJ, aumenta o efetivo e recebe viaturas Município passa a contar com o total de 60 PMs e 10 viaturas

Posted in Rio das Ostras, Segurança Pública by ImprensaBR on 07/05/2013

Objetivo é reduzir o índice de violência na cidade

Para reduzir o índice de violência em Rio das Ostras, no interior do Rio de Janeiro, a Polícia Militar vai ser reforçada na manhã desta terça-feira (7) com a chegada de 30 policiais que serão apresentados em cerimônia na Câmara Municipal às 10h.

Com a medida, o município passa a contar com um efetivo total de 60 homens, que irão trabalhar em turno de 25 policiais por dia. Inicialmente, os policiais ficarão alocados na atual unidade da 3ª Companhia, na avenida Roberto Silveira, em Costazul.

Além do efetivo, Rio das Ostras receberá mais três viaturas da Policia Militar. O anúncio foi feito na última segunda-feira (29) pelo Comandante-Geral da Policia Militar, Coronel Erir Ribeiro, em visita às obras da nova sede da PM na cidade.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, a nova unidade da PM, bem como o Centro de Formação, devem ser inaugurados em julho. A Prefeitura vai arcar com a alimentação e hospedagem dos policiais.

G1

Comentários desativados em Polícia Militar de Rio das Ostras, RJ, aumenta o efetivo e recebe viaturas Município passa a contar com o total de 60 PMs e 10 viaturas

Sabino recebe Comandante-geral da PM

Posted in Notas, Rio das Ostras, Segurança Pública by ImprensaBR on 15/04/2013

O comandante-geral da PM, Cel. Erir Ribeiro, virá hoje a Rio das Ostras para conhecer de perto a nova unidade da PM no município. Ele fará um sobrevoo de helicóptero pela cidade acompanhado de autoridades públicas municipais.

No último dia 8 deste, o prefeito de Rio das Ostras, Alcebíades Sabino, em visita ao Comandante, no Rio de Janeiro, solicitou uma visita do Comandante à cidade e a ampliação do efetivo permanente da PM no município, que vem tendo altos índices de criminalidade. Sabino pediu ainda que os 60 policiais de outros municípios que estavam cedidos a Rio das Ostras para uma operação de uma semana permanecessem por pelo menos 90 dias na cidade.

No encontro ocorrido no Rio de Janeiro, Sabino apresentou os números expressivos de ocorrências de estupros em Rio das Ostras e comentou as várias manifestações que a população, sobretudo a feminina, vem fazendo na cidade, exigindo medidas para o fim dos estupros em Rio das Ostras.

Comentários desativados em Sabino recebe Comandante-geral da PM

Depois do assassinato de um jovem nesta quarta-feira, em frente a uma escola, prefeito de Rio das Ostras anuncia ação policial

Posted in Cidade, Educação, Rio das Ostras, Segurança Pública by ImprensaBR on 05/04/2013

LB

Medida foi anunciada, ontem, em coletiva à imprensa

Em menos de três meses, a cidade de Rio das Ostras teve mais de quatro manifestações em prol da melhoria da segurança pública. Depois de ser vaiado e levado uma cusparada no rosto durante uma manifestação que pedia o fim dos estupros na cidade, o prefeito Alcebíades Sabino não conseguiu responder às perguntas da imprensa quanto a localização de um guarda municipal que faz posto em frente ao colégio América Abdalla, cenário do assassinato, na última quarta-fera, do jovem de 19 anos, Júlio César de Paula. “Francamente, não sei dizer onde este GM estava na hora da briga que levou ao óbito ex aluno da escola”, declarou.

Sabino desmentiu que o assassino do rapaz seja aluno da escola. Se fosse aluno, o jovem estaria em horário de aula no momento em que saiu de sala e cometeu o crime em frente ao colégio municipal do bairro Nova Esperança, um dos mais antigos da cidade e famoso por ser palco de episódios de agressões de alunos à professores e entre os próprios estudantes. O Abdala ainda é conhecido ainda por ser a escola com os equipamentos mais depreciados pelos estudantes da rede pública municipal de ensino de Rio das Ostras. Na escola funcionou a primeira unidade da UFF em Rio das Ostras, em 2003.

Durante a coletiva, Sabino disse que a cidade receberá uma ação policial com reforço de 60 PMs nos próximos dias. A ação contará com polícias de Macaé, Pádua e Itaperuna, e de acordo o prefeito, já estava prevista para acontecer. 

Comentários desativados em Depois do assassinato de um jovem nesta quarta-feira, em frente a uma escola, prefeito de Rio das Ostras anuncia ação policial

Rio das Ostras: Mais uma cidade partida, e o mosquito da Dengue

Ponte sobre o rio das Ostras. Projeto megalômano, que descaracterizou por completo a paisagem rural e praiana da cidade. Foi inaugurada em 2007.

O que essa ponte tem a ver com a cidade? Olha a favelização em segundo plano… assim está minha amada Rio das Ostras…

Agora começa 2013. Começo do novo-velho governo. Será que vai estabilizar ao menos? Infelizmente, não creio não…

É preciso preservar as belezas naturais como lagoas, praias, os morros, as trilhas na mata de tabuleiro… a serra do Pote, as tradições do homem da terra, o pescador, o agricultor de Cantagalo e Rocha Leão…

Hoje, tudo mudou. Pessoas aos montes invadem com tamanha pressão a cidade, que o mangue não resiste. O de cima sobe e o debaixo desce mais a cada dia, a cada ano. É preciso valorizar o ser humano.

Rio das Ostras… que saudade de você como era há 20, 30, 40 anos… mas o progresso te alcançou. De tapera passou à cidade que mais cresceu no Brasil! A vizinha da capital do petróleo. O El Dourado para milhões de famílias de brasileiros, que sonham com a oportunidade de uma vida melhor, mais digna.

Mas que dignidade é essa?

A cidade amanhece sob uma gravíssima notícia: surto de Dengue. Não é a primeira vez que Rio das Ostras aparece no mapa como cidade com altos números de casos de Dengue. Até o momento, 1416 casos de suspeitas de Dengue estão sendo analisados e 75 casos já foram confirmados.

Centro de Hidratação de Dengue

Enfrentando epidemias de Dengue há quatro, cinco anos, os gestores sabiam que precisariam investir mais na prevenção, mas deixaram para investir em um Centro de Hidratação, ou seja, um instrumento para ser colocado em funcionamento quando a epidemia já estiver instalada.

E a prevenção?

Dengue matou duas pessoas na cidade, em 2011

O vídeo abaixo, gravado pela afiliada da Globo Intertv Alto Litoral, com reportagem da jornalista Renata Monteiro mostra bem a realidade que a cidade vem enfrentando quando o assunto é prevenção ao Dengue, ou a falta dela.

Em 2010, foram feitas 802 notificações da doença. Em 2011, quando foi feita a reportagem, Rio das Ostras registrou 289 casos suspeitos de Dengue, 53 casos de Dengue Hemorrágica e duas mortes.

Foi em 2010 e início de 2011, que o governo anterior contratou centenas de pessoas para atuarem como Agentes de Vigilância Sanitária no combate ao Dengue, na cidade. Foi uma farra, colocou todo mundo pra brincar de ser agente sanitário. Na mesma farra, o governo atua culpabilizando a população. O que os gestores não deveriam é conceder licença de obras nas áreas citadas na matéria e em dezenas de outras, que estão em situações semelhantes. O que não deveria ter feito era a troca de lotes no Âncora, Recanto (o famoso Invasão há 20 anos atrás) por votos. E fizeram muito, mas muito isso em Rio das Ostras. Fazem até hoje!!! O bairro Âncora hoje está favelizado não é à toa; deram uma mãozinha pra que isso acontecesse para depois pedir recursos para o Estado e a União.

E a apresentadora da matéria… que chega quase a explodir de felicidade referindo-se ao povo de Rio das Ostras, que estaria feliz, satisfeito com as ações de combate ao mosquito da Dengue. Gente, tá na cara que ela tá comprada! Como a população pode estar satisfeita quando a cidade registra dois mil casos de Dengue e duas mortes? Funciona assim, a matéria tem que ir ao ar porque os dados estão alarmantes, então a Secretaria de Comunicação liga para o veículo e faz um lobbizinho com o editor.. ‘Poxa, Fulano, sabe como é… joga no ar, mas tenta não deixar o drama do cenário ser percebido na matéria senão você acaba comigo. A cidade está em polvorosa!!! Tá morrendo gente, não podemos dizer isso assim… Tenta dar uma levantada…”, e desliga o telefone depois de dizer que enviará um convitezinho para algum jantar, algum final de semana numa pousadinha de Búzios… uma coisa  desse tipo…  e atitudes como essa levam a apresentações lastimáveis como a que essa da reportagem faz… e a gente vê isso todo dia, não é mesmo? Hoje, meio dia ela estará lá rindo da nossa cara enquanto noticia mais uma morte de Dengue na cidade. Tudo uma falta de noção… nessa cadeia…

Comentários desativados em Rio das Ostras: Mais uma cidade partida, e o mosquito da Dengue

Sociedade riostrense contra o estupro

Aconteceu nesta terça, dia 29 de janeiro, a primeira reunião da Campanha Chega de estupros em Rio das Ostras, movimento iniciado por um grupo de professores do curso de Serviço Social da UFF/ PURO, com o intuito de tornar público o grande número de estupros que acontecem em Rio das Ostras, bem como levar ao poder público demandas e propostas para combater este tipo de violência.

A reunião foi veiculada por meio de e-mails e redes sociais, aberta a toda comunidade, já que o objetivo foi a construção coletiva de propostas de ação. O encontro teve participação de aproximadamente 60 pessoas, entre alunos e professores da UFF, profissionais de saúde do município, representantes de movimentos sociais e moradores de Rio das Ostras, todos indignados com a atual situação de casos de estupro que vigora na cidade.

Não é a primeira vez que os professores do PURO se sensibilizam e organizam ações para combater a violência contra a mulher em Rio das Ostras. Apesar de ter sido chamado por um grupo de pessoas, este movimento é de toda a população de Rio das Ostras.

Foram organizadas como parte da campanha atos de panfletagem para sensibilizar a população para esta realidade. O primeiro aconteceu no último domingo, na praia do Centro e na Lagoa de Iriry até a praia de Costa Azul.

No ato de domingo, integrantes do movimento distribuíram folhetos explicativos para os moradores da cidade e turistas.

Outras atividades envolvendo panfletagem serão feitas durante o Carnaval, e nas redes sociais. Toda a população está convidada a participar dos atos.

Segunda reunião da campanha será dia 20, na UFF

Será organizado um ciclo de debates na UFF, com a presença de estudiosos do assunto, representantes do poder publico, dos movimentos sociais e da segurança pública da cidade (ainda a serem convidados).

No dia 20 de fevereiro, às 17h30, será realizada, na UFF/PURO, a segunda reunião da campanha, onde será construído um documento a ser encaminhado ao poder público municipal, com propostas de prevenção aos estupros, bem como medidas que qualifiquem e humanizem o atendimento às mulheres vitimas desta violência.

Saiba mais sobre a campanha acessando o grupo da campanha “Chega de estupros em Rio das Ostras”, no Facebook.

Leia mais sobre o assunto

O jornal O Polifônico apoia esta iniciativa.

Texto de Paula Sirelli com Edição de Leonor Bianchi.

Comentários desativados em Sociedade riostrense contra o estupro

Policias devem ganhar salário adicional durante a Rio+20

Durante audiência pública nesta quarta-feira (16/05), o coordenador do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), coronel Odair de Almeida Lopes Junior, afirmou que o primeiro evento em que o Regime Adicional de Serviço (RAS) será utilizado deverá ser a Conferência Rio+20, em junho. “O objetivo é que a Rio+20 seja o primeiro momento em que o RAS passe a vigorar”, declarou o militar, na reunião da Comissão de Bancos de Horas da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), presidida pelo deputado Flávio Bolsonaro (PP). De acordo com Lopes Junior, o Proeis e o RAS permitirão que servidores da segurança pública de folga ou convocados para grandes eventos recebam por horas extras trabalhadas.

Ao término da reunião, Bolsonaro comentou que a informação dada pelo coronel PM “é um grande avanço”. “Mesmo sendo uma medida paliativa, já que o ideal era que o policial não precisasse complementar sua renda mensal, trata-se de um passo a mais”, defendeu o parlamentar. Em execução no estado desde março de 2011, o Proeis é uma medida que permite que os policiais militares possam trabalhar em prefeituras, concessionárias de serviço público e órgãos de administração direta durante seu horário de folga, recebendo gratificação sem prejuízo da escala regular.

Já no RAS, além dos PMs, policiais civis, bombeiros e agentes penitenciários, convocados para situações especiais, também receberiam pelas horas trabalhadas nas folgas. O Proeis já estabeleceu 12 convênios – prefeituras do Rio de Janeiro, Queimados, Macaé, Itaperuna e Niterói, SuperVia, Metrô, Light, Cedae, Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Secretaria Estadual de Educação e Companhia de Desenvolvimento Industrial do Rio (Codin) – em que atuam 5.747 policiais. Segundo Lopes Junior, outras cidades, como São João de Meriti, Búzios, Belford Roxo e Rio das Ostras, já estão com o processo em andamento.

Durante apresentação do Proeis para a comissão, o coronel acrescentou que os policias realizam turnos de oito horas e recebem entre R$ 150 e R$ 175. “Eles trabalham fardados, armados, equipados e com as garantias do estado. As viaturas têm identificação do programa e os policiais usam braçais especiais. Estamos quebrando paradigmas, possibilitando ao policial fazer segurança amparado pelo Estado com todos os direitos e deveres”, afirmou o coordenador. Após as explicações sobre os programas, os parlamentares mencionaram que o Proeis e o RAS (que não está em execução ainda) não atingem totalmente a questão das horas extras dos policiais.

O vice-presidente da comissão (que tem o extenso nome de Comissão de Representação para acompanhar a implantação do sistema de banco de horas adicionais de trabalho para os servidores das áreas de segurança pública, defesa civil e administração penitenciária no estado), deputado Jânio Mendes (PDT), citou exemplos de casos que não serão resolvidos pelos programas. “Um PM que é convocado pelo Poder Judiciário em um dia de folga, por exemplo, não recebe hora extra por isso. A mesma situação acontece quando ele ultrapassa sua escala regular para acompanhar uma ocorrência surgida no final do turno”, apontou o pedetista.

Fonte: Jornal do Brasil

Comentários desativados em Policias devem ganhar salário adicional durante a Rio+20

Governo do Estado entrega 306 viaturas a 19 municípios do Rio. Rio das Ostras é uma delas

Posted in Cidade, Estado, Infraesturutura, Segurança Pública by ImprensaBR on 08/05/2012

O Governo do Estado entregou na manhã desta terça-feira o quarto lote, com 306 viaturas, a 19 municípios do Rio de Janeiro. A frota, que pertencia à Polícia Militar, passará a ser usada agora pelas guardas e defesas civis municipais. O evento aconteceu no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), em Sulacap, zona oeste, do Rio e contou com a presença do vice-governador Luiz Fernando Pezão.

Na Região Metropolitana, serão entregues 136 carros, sendo 103 Gols e 33 Blazers. Já a Região dos Lagos, será beneficiada com 120 veículos (94 Gols e 26 Blazers). Por fim, a Região Norte ganhou 41 Gols e nove blazers, totalizando 50 viaturas.

Os municípios beneficiados foram: Cachoeira de Macacu, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, São Gonçalo, Silva Jardim e Tanguá, na Região Metropolitana; Arraial do Cabo, Búzios, Casimiro de Abreu, Cabo Frio, Iguaba Grande, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia e Saquarema, na Região dos Lagos; e Carapebus, Quissamã, São Fidélis e São Francisco do Itabapoana, na Região Norte.

Ao todo, as guardas e defesas civis municipais já receberam 1.139 viaturas. O quinto e último lote, com mais 308 carros, será entregue no próximo dia 25 de maio, também no CFAP.

Governo do Estado do Rio de Janeiro

Tagged with:

Comentários desativados em Governo do Estado entrega 306 viaturas a 19 municípios do Rio. Rio das Ostras é uma delas

PM estoura oficina de desmanche de veículos em Rio das Ostras

Posted in Cidade, Segurança Pública by ImprensaBR on 13/03/2012
Possivelmente o local era utilizado também para a clonagem de automóveis
Por: Vanêssa Cunha
Na madrugada de sexta-feira (9), a Polícia Militar conseguiu estourar uma oficina de desmanche de veículos, localizada na Rua São João, bairro Cidade Praiana, em Rio das Ostras. Segundo informações da polícia, a ação foi realizada pela equipe do GAT (Grupo de Ações Táticas) da 3ª Cia de Rio das Ostras, após uma denúncia anônima sobre o local. Os policiais se dirigiram até o endereço informado na denúncia para averiguar a situação. Quando chegaram ao local, se depararam com vários veículos. Dentre eles estavam dois Fiat Doblô com as mesmas características, onde um dos automóveis foi constatado como produto de roubo e onde possivelmente estaria sendo feita a clonagem do mesmo. No local de possível desmanche a polícia encontrou ainda um homem, que foi identificado como Alexandre Gonçalves, de 35 anos. Alexandre foi detido e levado para a delegacia de Rio das Ostras (128ª DP), onde ficou preso. Devido à quantidade de carros que se encontravam no local, a ocorrência durou até a tarde de anteontem, onde possivelmente foram feitas várias pesquisas sobre os demais veículos que se encontravam na oficina.
Este foi mais um caso em que a população se mostrou parceira da polícia e denunciou a irregularidade. A Polícia Militar pede para que todos colaborem com o trabalho de segurança pública, denunciando os delitos, para que a ordem possa ser estabelecida.
Em caso de denúncia, os moradores de Rio das Ostras podem entrar em contato com a 3ª Cia através do número:             (22) 2771-6080      .
“Quando a denúncia é feita pelo nosso telefone, a gente apura diretamente, mas geralmente as ligações são feitas para o Disque-Denúncia. As pessoas colaboram, recebemos muitas ligações, mas denúncias não são feitas com tanta frequência. Pedimos para que, se houver qualquer tipo de informação, que a população entre em contato conosco.”
Fonte:

Comentários desativados em PM estoura oficina de desmanche de veículos em Rio das Ostras

Setur/TurisRio lançam estudo de demanda e oferta de Rio das Ostras

Posted in Cidade, Estado, Infraesturutura, Região, Segurança Pública, Trabalho e Renda, Turismo by ImprensaBR on 13/03/2012
O secretário de Turismo do estado do Rio de Janeiro, Ronald Ázaro, vai lançar, na próxima quinta-feira, 15/03, em Rio das Ostras, o projeto de estudo da demanda e oferta turística da cidade. O objetivo é identificar as potencialidades do município e sua infraestrutura turística; fomentar a atividade e a qualificação dos profissionais, serviços e produtos; e fortalecer o Programa de Regionalização, aumentando, assim, o fluxo turístico do destino.
O trabalho beneficia não só os turistas, como também os empreendedores, que passam a ter informações sobre o local aonde pretendem realizar investimentos, o poder público, que recebe subsídios para um planejamento turístico sustentável, os estudantes e a imprensa. De acordo com o diretor de Operações da TurisRio, Marco Aurélio Paes, Rio das Ostras foi escolhido para o projeto piloto devido à sua importância econômica e turística na Costa do Sol.

“Rio das Ostras vem mostrando através do intenso trabalho em prol do turismo fluminense e de obras de infraestrutura na cidade que reconhece a importância da atividade para o desenvolvimento do município. Temos certeza que o estudo agora apresentado será de grande importância para incrementar ainda mais o turismo no município”, declarou Paes.

Serviço:
Cerimônia de entrega do estudo – às 19h.
Câmara Municipal de Rio das Ostras
Praça Papa João Paulo II, Rodovia Amaral Peixoto, km 157
Loteamento Verdes Mares.

Larissa D`Almeida
Tagged with:

Comentários desativados em Setur/TurisRio lançam estudo de demanda e oferta de Rio das Ostras

Assassinato de Isabel Machado: Movimento negro solicita intervenção da secretaria de segurança na apuração da morte da presidente da OAB-RJ Seção Cabo Frio.

Posted in Cidadania, Outras Fontes, Região, Segurança Pública by ImprensaBR on 20/02/2012
Às vésperas do carnaval, o assassinato da Drª Isabel Machado, Advogada Criminalista e Presidente da OAB-RJ seção Cabo Frio, em sua residência na última sexta-feira, causou revolta nos meios jurídicos, sociais, movimento negro e de mulheres, no Brasil e no Exterior.
Morta a tiros, dentro de casa e ao lado de seu namorado que escapou ileso,  por dois pistoleiros que a executara friamente, depois de ordenarem que sentassem no sofá da sala.
O crime que está com a investigação a cargo da 126ª Delegacia de Cabo Frio, não tem até o momento nenhum esclarecimento ou motivo aparente.
Marcelo Dias, Superintendente da SUPIR – Superintendência de Igualdade Racial, Órgão da Secretaria de Assistência Social do RJ, irá amanhã para dar as condolência pessoais à família e encontrar-se com os representantes da OAB local.
Marcelo Dias e Paulo Roberto dos Santos, Presidente do Conselho Estadual dos Direitos dos Negros RJ-CEDINE, entraram em contato com a Chefe de Polícia, Drª Marta Rocha, solicitando audiência ainda durante o carnaval para que haja esclarecimentos e apuração rápida do caso.
O advogado José Carlos de Oliveira resumiu para a Mamapress os sentimento de todos n o momento:”
Em respeito à memória desta mulher negra, advogada, guerreira e militante do movimento negro Dra. Isabel, sugiro aos companheiros e companheiras da CIR OAB/ Cabo Frio, CIR OAB/ RJ, SUPIR, CEDINE, COMDEDINE, CEPERJ, COJIRA, IARA e demais entidades do Movimento Negro, que estas providências sejam tomadas imediatamente, Não há necessidade de esperar terminar o carnaval. Devemos começar JÁ! Quem pode participar deste mutirão? Quem pode contribuir de alguma forma para o êxito de nossas pretensões O momento é união e luta do Movimento Negro e todas as CIR OAB do Estado do Rio de Janeiro. “
Fonte: Mamapress

Comentários desativados em Assassinato de Isabel Machado: Movimento negro solicita intervenção da secretaria de segurança na apuração da morte da presidente da OAB-RJ Seção Cabo Frio.

Prefeitura de Rio das Ostras reduz programação de Carnaval por medida de segurança

Posted in Cidade, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 10/02/2012

Em virtude da greve das Polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros, a Prefeitura de Rio das Ostras, por medida de segurança, reduziu a programação do Carnaval 2012. Foram cancelados os shows e matinês, somente os desfiles dos blocos carnavalescos foram mantidos.

Ao todos serão mais de 20 blocos que desfilarão de sexta a quarta-feira de Cinzas, no Centro, Costazul, Rocha Leão, Cantagalo, Lagoa de Iriry, Praiamar e Jardim Mariléa.

Segue a nova programação do Carnaval 2012 de Rio das Ostras.

Fonte: Secom PMRO

(more…)

Comentários desativados em Prefeitura de Rio das Ostras reduz programação de Carnaval por medida de segurança

Prefeitura de Rio das Ostras cancela shows do projeto Ostras Folia

Posted in Cidade, Estado, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 10/02/2012

Greve dos policiais no RJ influenciam rotina da cidade

Rio das Ostras – A Prefeitura de Rio das Ostras divulgou uma nota no início da tarde de hoje comunicando o cancelamento de diversos shows que encerrariam o calendário do projeto Ostras Folia. A medida foi tomada pela prefeitura desde ontem, quando se apresentaria em Costa Azul o grupo de pagode Pique Novo.

Segundo a nota emitida pela SECOM, ‘diante da possibilidade de greve das Polícias Militar e Civil e dos Bombeiros em todo o Estado do Rio de Janeiro, a prefeitura decidiu cancelar toda programação de shows do Projeto Ostras Folia deste fim de semana. A medida é de precaução e visa garantir a segurança do público’.

 

Os shows aconteceriam de quinta a domingo e encerariam a programação do projeto de verão. Se apresentariam o grupo Pique Novo, o cantor Mumuzinho, Swing e Simpatia, a banda Ki Prazer e a dupla Mc Natan e MFlou.

A prefeitura ainda não informou como ficará a agenda dos shows, que provavelmente já foram pagos pela secretaria de Turismo, Indústria e Comércio, responsável pela organização e execução do Ostras Folia. 

Tagged with:

Comentários desativados em Prefeitura de Rio das Ostras cancela shows do projeto Ostras Folia

Domingo é dia de escolher os novos conselheiros tutelares de Rio das Ostras

Posted in Brasil, Cidadania, Cidade, Cultura, Educação, Segurança Pública by ImprensaBR on 01/12/2011
Neste domingo, munícipes de Rio das Ostras escolherão os novos representantes do Conselho Tutelar da cidade.
O jornal O Polifônico desafiou os quase 40 candidatos a elaborarem uma campanha e enviarem ao jornal argumentando por que sentem-se aptos a se candidatarem ao cargo de conselheiros tutelares.
Apenas a candidata Regina Vieira entrou em contato com a redação d’O Polifônico.
Abrimos espaço, então, para divulgar – como teríamos aberto também aos demais candidatos – a campanha da única cidadã candidata ao Conselho Tutelar de Rio das Ostras que se predispôs a dialogar conosco.
LB
O material abaixo foi totalmente redigido e elaborado pela candidata ao Conselho Tutelar de Rio das Ostras, Regina Vieira. (O referente material foi retirado da internet, ainda não sabemos, mas talvez pela própria candidata após o período das eleições do CT. Regina Viera não foi eleita.) 
Participação da população é importantíssima
Votação será para eleger os conselheiros do triênio 2012/2014 No próximo domingo, dia 4 de dezembro, a população vai poder escolher os cinco membros do Conselho Tutelar para o triênio 2012/2014.
O Conselho Tutelar é composto por cinco membros, eleitos pela comunidade para acompanharem as crianças e os adolescentes e decidirem em conjunto sobre qual medida de proteção para cada caso. Devido ao seu trabalho de fiscalização a todos os entes de proteção (Estado, comunidade e família), o Conselho goza de autonomia funcional, não tendo nenhuma relação de subordinação com qualquer outro órgão do Estado.
Importante esclarecer que a autonomia do Conselheiro funcional não é absoluta. No tocante às decisões, estas devem ser tomadas de forma colegiada por no mínimo três Conselheiros, e não apenas por um ou dois deles. No tocante a questões funcionais: fiscalização do cumprimento de horário de trabalho e demais questões administrativas. O conselheiro tem o dever da publicidade ao órgão administrativo ao qual vincula o Conselho Tutelar, assim como é dever e função do CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, fiscalizar a permanência dos pré-requisitos exigidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente aos Conselheiros Tutelares, em especial o da idoneidade moral e residência no município.
As zonais eleitorais estarão aglutinadas em sete locais de votação:
Colégio Municipal Professora América Abdalla
Rua Carlos Viana, s/nº – Nova Esperança
Eleitores que votam nas seções: 01 – 02 – 08 – 09 – 10 – 23 – 24 – 25 – 26 – 27 – 28 – 29 – 30 – 31 – 32 – 33 – 34 – 35 – 36 – 37 – 38 – 39 – 40 – 41 – 42 – 43 – 44 – 45 – 46 – 47 – 48 – 62 – 63 – 64 – 67 – 75 – 77 – 78 – 79 – 81 – 83 – 90 – 95 – 98 – 100 – 101 – 104 – 105 – 107 – 109 – 113 – 140 – 143 – 148 – 152 – 156 – 157 – 158 – 159 – 160 – 168 – 170 – 171 – 181
Escola Municipal Cidade Praiana
Avenida Amaral Peixoto, s/nº – Cidade Praiana
Eleitores que votam nas seções: 11 – 12 – 13 – 14 – 15 – 16 – 17 – 18 – 49 – 50 – 51 – 52 – 65 – 66 – 68 – 69 – 73 – 74 – 82 – 84 – 87 – 91 – 93 – 97 – 99 – 103 – 108 – 112 – 117 – 120 – 122 – 128 – 133 – 134 – 137 – 138 – 141 – 145 – 147 – 151 – 153 – 155 – 161 – 162 – 167 – 169 – 172 – 173 – 179
Escola Municipal Marinete Coelho de Souza
Cantagalo
Eleitores que votam nas seções: 03 – 94 – 110
Escola Municipal Inayá Moraes D’Couto
Rua Frei Galvão, nº 414 – Village
Eleitores que votam nas seções: 70 – 71 – 72 – 80 – 86 – 96 – 106 – 114 – 121 – 131 – 132 – 142 – 146 – 149 – 154 – 164 – 166 – 174 – 177 – 178 – 180
Escola Municipal Francisco de Assis Medeiros Rangel
Rua Bangu, nº 1615 – Parque Zabulão
Eleitores que votam nas seções: 04 – 05 – 06 – 07 – 53 – 54 – 55 – 56 – 57 – 58 –  – 59 – 60 – 61 – 76 – 85 – 88 – 89 – 92 – 102 – 111 – 125 – 136 – 144 – 150 – 163 – 165 – 175 – 176
Escola Municipal Fazenda da Praia
Mar do Norte
Eleitores que votam nas seções: 34 – 35 – 116 – 182
Escola Municipal Henrique Sarzedas
Rocha Leão
Eleitores que votam nas seções: 19 – 20 – 21 – 22 – 127
Saiba quem concorre: 
Nº do candidato|Nome
01|Sandra Santos
02|Mariana Cristina
03 |Robson Huebra
04|Ana Lúcia Clementino
06|Dionéia
08|Andréa
09|José
10|Sandra Caldas
14|Derli Correa
17|Regina Vieira
18|Ramiro Tinoco
19|Alziléa ( Lene)
20|Alcinéia Fernandes de Souza
22|Luciana Alves
23|Prof. Fábio Neves
24|Valdelice
25|Suelen Fragoso
26|Raquel Matos
27|Austriane (Ane)
28|Maristela Gomes
29|Vânia Cruz
30 |Marta Soriano
31|Nanci
33|Tania Maria Peroba e Silva
34|Profª. Ludmila Costa
35|Érica Santos
37|Elidia Trefílio
38|Pastora Marli

Comentários desativados em Domingo é dia de escolher os novos conselheiros tutelares de Rio das Ostras

Abaixo a ditadura!!!!!! O Polifônico repudia a ação da Prefeitura de Rio das Ostras no episódio provocado por ela durante a pintura do muro do PURO durante a Semana de Cultura Afro-Brasileira

Abaixo a ditadura!!!!!! O Polifônico repudia ação da Prefeitura de Rio das Ostras no episódio provocado por ela durante a pintura do muro do PURO, na Semana de Cultura Afro-Brasileira do Polo.

Rio das Ostras – Lamentavelmente uma intervenção artística que consistia na pintura de um muro da cidade acabou em desgaste para professores e alunos do PURO e para os artistas convidados pelos organizadores do projeto ‘1a Semana de Cultura Afro-Brasileira de Rio das Ostras’, promovido interdisciplinarmente por docentes e discentes do Polo.

A Semana contou com diversas atividades, dentre as quais, destacamos a presença do grupo de jongueiros ‘Tambores da Machadinha’, de Quissamã, que coroou a todos os presentes na noite de 17 último com uma apresentação visceral, ensinando a professores, alunos e comunidade o valor que precisamos dar à cultura popular brasileira, afro-brasileira. Referências tão próximas e tão distanciadas de nosso cotidiano vieram à tona ali no ‘terreirão do PURO’… Lindo! O jongo deixou a todos inebriados, energizados, enigmatizados, revigorados e prontos para enfrentar qualquer coisa que viesse à frente. Os tambores da machadinha são muito fortes!

Sexta-feira, de manhã, depois de toda a energia compartilhada na noite anterior, levantei cedo como de praxe para honrar os compromissos da extensa agenda da jornalista encarnada em mim… e segui para mais um dia cheio, daqueles, em Macaé. A pauta era um seminário (falcatrua!!!!) de cultura promovido pela Fundação Macaé de Cultura, que reuniu meia dúzia de gatos pingados em torno de um projeto já pronto pela prefeitura e pela Fundação. Gastei meu tempo… mas aprendi alguma coisa… sobre as quais não vem ao caso agora…

Não poderia cobrir o último dia da Semana de Cultura Afro-Brasileira, mas fui ao PURO entregar dois filmes – O vento forte do levante e Clementina de Jesus, a Rainha Quelé – para serem apresentados na sessão de cinema, durante à tarde, na agenda da Semana.

Jornalista de plantão, obviamente aproveitei o ensejo e papeei um tantinho com os dois desenhistas que estavam esboçando uma ilustração no muro de fora do PURO, para pintarem em cima, depois. O muro fica em frente ao cruzamento da avenida dos Bandeirantes com a rua Recife, no Jardim Bela Vista. Quem não conhece? Em frente rola há anos um ponto de prostituição que a fiscalização também, há anos, finge não ver…

Descobri ali dois rapazes, dois brasileiros famintos por conhecimento, por educação, por arte, por liberdade, por cultura, por um espaço para expressarem sua maneira de perceber o contexto no qual estão inseridos…

Sempre correndo, abracei esses brasileiros, agradeci o depoimento que me deram em vídeo e embarquei rumo a Macaé para o seminário falcatrua.

Surpreendentemente, abrindo o facebook horas mais tarde, li um post chocante, o qual me faz estar aqui, agora.

Não sei se posso replicá-lo, mas basicamente ele comenta o final trágico e triste que teve a atividade da pintura no muro do PURO.

Os artistas que estavam ali convidados, trabalhando, os alunos e organizadores da Semana de Cultura Afro-Brasileira, a comunidade, eu, todos foram afrontados e constrangidos diante de tamanha falta de educação, bom senso e, sobretudo, de cultura dos gestores públicos de Rio das Ostras.

Agressivamente, segundo fontes, uma junta de fiscais, guardas municipais e até policiais militares abordaram os jovens artistas enquanto pintavam o muro – a ilustração remetia à diversidade étnica e à valorização da cultura afro-brasileira –

As cores usadas na pintura eram o vermelho, amarelo, verde e preto… cores da bandeira da áfrica… só que para os aculturados que os abordaram, provavelmente o tema envolvido era maconha e Bob Marley. Antas!

Criaram uma cena horrível no local, um local onde brotava a liberdade de expressão, a arte, a inocência… agrediram pessoas que trabalhavam e ameaçaram processar a universidade por danos ao patrimônio. De arrepiar!

O Polifônico repudia a atitude dos responsáveis por esta ação vergonhosa. Vemos uma cidade que deseja tanto prestar-se ao arranjo produtivo do turismo, mas permanece cega as suas próprias linhas conceituais, metodológicas, enfim… O que acontece na cidade não fica só aqui e as belas propagandas que só aqui são veiculadas, ao contrário das páginas online d’O Polifônico, não são exibidas em nível nacional… tampouco fora do Brasil… sendo assim, esta mesma prefeitura, que tenta vender ao máximo a imagem de cidade do progresso, despreza incoerentemente a imagem negativa que passa Brasil à dentro e mundo à fora sobre o que de fato acontece nesta ilha imperial.

Hoje cedo recebi um email de um dos rapazes que conheci naquela manhã, pronto para mostrar ao mundo sua arte. Este e-mail também me traz aqui, agora.

“Venho aqui para falar que fui totalmente repudiado pela guarda municipal, em relação aquela linda homenagem que estávamos fazendo no muro do PURO. Foram feitas duas abordagens: primeiro vieram dois guardas na viatura, mas só fizeram algumas  perguntas e foram embora. Depois vieram nos dois cidadãos à paisana (que trabalham na guarda) chegaram de forma totalmente grosseira, sem manter o mínimo de respeito na comunicação já chegaram  me oprimindo nem me deram bom dia !!! Não sei o que eles viram em meus olhos mas seja lá o que foi pelo visto não gostaram muito pois não pararam de olhar-me dos pés a cabeça. Por eu e meu amigo pedir para eles se identificarem eles chegaram em certo ponto a dizer que poderia nos levar presos, pois alegavam que o trabalho artístico que ali estava sendo feito era crime(Homenagem ao dia 20 de novembro )  não sei a que se aplicaria o poder ali mas estava ali dando minha contribuição livre, e voluntaria, Junto aos organizadores do evento, e minha arte foi totalmente repudiada pelo poder publico, olha tem uma aluna que tem um vídeo que mostra a hora em que finalizamos a arte, e que pode ajudar depois vejo e arrumo….  “Não aguento mais essa ausência de respeito e incentivo à  cultura por parte das autoridades.”

Prefiro não dizer qual deles assina o e-mail para não expô-lo. Publico os depoimentos de ambos os artistas com quem conversei naquela manhã (antes do ocorrido – em vídeo) e a fala de indignação de um deles (enviada à redação do jornal O Polifônico via e-mail). Tirem suas impressões.

Diante deste cenário imoral de atuação dos gestores públicos, estimulo os envolvidos no episódio (refiro-me aos artistas e comunidade acadêmica, sociedade sempre!!!) a redigirem com seus termos (eu não presenciei o fato) uma nota de repúdio à ação da Prefeitura de Rio das Ostras no caso, para publicizarmos através deste jornal e em todas as redes possíveis!!!!!

Precisamos gerar o desconforto necessário demandado por essa gangue e passar a mostrar para o mundo como agem esses ratos. Creio que seja mais uma forma de nos articularmos contra posturas oriundas de ações repressivas e cerceadoras, além, é claro, de podermos causar grande incômodo aos que armaram essa armadilha sinistra, divulgando ao mundo como preferem ‘trabalhar’.

Não imagino, de fato, qual seja o sentido, o entendimento, que esta prefeitura tem por ‘cultura’, mas posso afirmar uma coisa: a única cultura que ela conhece é a do temor, do medo, do assédio.

Lamento, minha amada Riodas… o que estão fazendo com você. Lamento, pessoal da Semana de Cultura Afro-Brasileira. Vivi com vocês momentos mágicos e inesquecíveis durante a semana toda e é muito triste acompanhar o que estão fazendo com vocês, com o Polo, com o ganha pão de todos vocês, de todos nós. Lamento, estudantes, por vocês estudarem numa cidade que tem gestores públicos tão irresponsáveis como Rio das Ostras têm, sempre teve… lamento, mas não fico só me lamentando… estamos todos em ação e por isso mesmo incomodamos.

Engulam-nos vivos e absorvam ao menos nossos pensamentos e nossas maneiras de raciocinar. Isso já seria uma prerrogativa menos escrota.

Contem comigo e com o jornal O Polifônico para mais esta batalha!

Preciso de vocês fortes e com vigor!!! Todos vocês! Rumo à 2ª Semana de Cultura Afro-Brasileira de Rio das Ostras!!!

Salve o cinema brasileiro!

Leonor Bianchi

Os entrevistados cederam uso de áudio e vídeo ao jornal.

 

Comentários desativados em Abaixo a ditadura!!!!!! O Polifônico repudia a ação da Prefeitura de Rio das Ostras no episódio provocado por ela durante a pintura do muro do PURO durante a Semana de Cultura Afro-Brasileira

Para que serve uma praça?

Para exibir ricas lajotas e deixar o vento correr entre escassas moitas ou para as pessoas se encontrarem, para compartilhar momentos de lazer, para levar às ruas nossas idéias? 

Somos da parte das gentes que acreditam que as praças devem ser ocupadas, que as idéias devem ali ser divididas e construídas, que as brincadeiras tenham nela espaço, que nela esteja refletido a identidade da comunidade que habita seu entorno. A praça é espaço lúdico, é político, cultural, espaço de produção de subjetividades e de contrução coletiva de sentidos.

Em Rio das Ostras temos uma praça bem no centro da cidade chamada José Pereira Câmara, que não conta com uma árvore para fazer sombra (tem palmeiras de R$5 mil, moitinhas, mas sombra de árvore num tem não) mas tem de chão lisinho, tem monumento turístico, tem transporte facilitado nos arredores, vista para o mar e uma satisfatória iluminação pública. O espaço foi por muito tempo apenas um cartão postal, uma praça de passagem, que nem banco tinha… Vieram os bancos, veio o tempo também, mais um monte de gente pra cidade e um tanto de gente, dessas que vieram e das que aqui já estavam, começou a dar um sentido maior que foto pra catálogo e ponto de ônibus. Um pessoal passou a se reunir ali para dançar: cultura hip hop presente, lindo. Religiosos passam por ali, se reúnem, fazem atividades litúrgicas. Lindo. Um outro pessoal também chegou, galera do skate, esporte radical no qual Rio das Ostras tem significante representação. Os adolescentes, as famílias, os grupos políticos com assembléias e manifestações. Lindo: apesar de ainda não ter sombra a praça ganhou vida, ganhou sentido.

Nessa última sexta feira, dia 14 de outubro, estávamos exercendo nossa vida “pracenta”: dança, skate, famílias, pipoqueiros, um grupo preparando cartazes para um ato político marcado para o dia seguinte naquele local, estudantes de teatro no intervalo de seu ensaio, namorados, pequenas crianças olhando a água que cai do balde do monumento. Não havia nenhuma confusão, nenhum ato agressivo, os diferentes grupos interagiam tranquilamente… Até que a Guarda Municipal do nosso município decidiu nos dar uma dose de controle e moralismo.
Um GM abordou inicialmente um dos rapazes skatistas mais velho, lhe dando a ordem de suspender as atividades do grupo e cada um recolher seus skates. O rapaz, muito consciente de não estar infringindo nenhuma lei, não respondeu com obediência e tão pouco passou aos colegas o ordenado inconsistente. O GM se afastou um pouco da praça até onde seu companheiro de trabalho o esperava em uma viatura – com ele falava que já tinha mandado, que já tinha falado e combinava um resposta à provável resistência. Minutos depois ele volta, aborda dessa vez uma criança de 12 anos, lhe segura agressivamente pelo braço e toma o skate de seus pés. A cena fez com que os amigos skatistas, o grupo político, os transeuntes se aglomerassem em torno do opressor para questionar a ação. A alegação: não pode andar de skate, eu já falei! Mas não pode por quê?
O primeiro argumento foi: tem a praça de skate, skatista tem que ficar lá. Lemos: lugar de skatista é no escuro, depredado, longe e associado à criminalidade. O outro argumento é: está machucando as pessoas. Sinceramente, nunca vimos um relato acerca disso e é um argumento aparentemente vazio para justificar a marginalização da prática e do grupo.

Rio das Ostras tem outras praças, tem inclusive uma Praça de Skate, mas nenhuma onde a mobilidade urbana permita o acesso como essa, nenhuma tão iluminada e visível ao ponto de os pais deixarem seus filhos se divertirem enquanto fazem suas atividades nas redondezas, nenhuma em condições de uso para o esporte. A Praça do Skate? Sem atenções e reparos do poder público está depredada (skate é um veículo de pequenas rodas que não funcionam muito bem numa superfície acidentada, consideremos), não tem iluminação que permita segurança e os freqüentadores narram que há grupos agressivos que dominam o espaço, que utilizam como querem a custas de ameaças, que há tráfico de drogas no local. E é afastado, claro. Agora reflita conosco: seu filho de 12 anos quer se divertir na praça, em qual dessas você permitiria que realizasse esse desejo?

Um guarda pode abordar uma criança dessa forma sem a presença do conselho tutelar? A guarda municipal tem poder de apreensão de objetos pessoais sem a evidência de um crime e sem a posse de um mandato? As regras municipais são definidas por leis ou pelo “bom senso” do primeiro que se sentir nesse direito? Cabe à Guarda Municipal a repressão de uma manifestação esportiva e cultural legal e pacífica? Despessoalizando (pois temos a compreensão que o GM repressor é mais um oprimido exercendo sobre nós uma das propriedades do capitalismo), que espécie de ordem é essa que a Secretaria de Ordem Pública dá aos servidores que trabalham para o seu funcionamento? Rio das Ostras tem ocorrências freqüentes de assaltos, estupros, atropelamentos, invasões de domicílio e a preocupação é com os adolescentes exercendo pacificamente o direito de ir e vir?

Não admitimos esse tratamento. Não legitimamos a perseguição preconceituosa a determinada cultura, não legitimamos uma praça destinada a turistas e proibida à comunidade local.

Queremos que o direito a cidade seja de todos. E os skatistas querem ter suas necessidades de cidade atendidas também, querem a Praça do Skate revitalizada e segura, querem um espaço no centro da cidade com rampas e uma superfície satisfatória para a prática do esporte (que tal transformar aquela área do medidos de marés da praça São Pedro em um espaço útil?), querem espaços de expressão e transmissão de conhecimento, querem ser tratados com respeito pelo poder público, querem reconhecimento.

O GM pediu desculpas ao pai do garoto, hoje alguns jovens andavam com seus skates pela praça sem abordagem alguma de corporações de controle… Mas isso não resolve a questão.

Texto: Coletivo Tecendo o Amanhã.

Fotos: Pomy Yara

Devemos fazer uma parte acerca da Guarda Municipal. Não estamos aqui apontando como problema a ação de um guarda específico. O problema é de como se dá a gestão pública em Rio das Ostras. Somos governados por coronéis que escolhem capatazes para cada secretaria e que por sua vez tira novos capatazes para lidar diretamente com os servidores. É uma gestão em que impera o medo, o assédio moral, o controle político por rédeas que se desenham na ameaça de perder benefícios, na progressão salarial que depende da boa avaliação do seu chefe imediato (os referidos capatazes). A Guarda Municipal é diariamente assediada, os guardas recebem um volume imenso de inquéritos administrativos absurdos (desde necessidade fisiológicas inevitáveis a bater palma para o colega que discursa sobre a morte de um companheiro em serviço). Os GMs fazem parte de nós, somos eles também e por eles também gritamos: basta de opressão.  

Ver a respeito: http://sindservro.files.wordpress.com/2011/05/campanha_gm_maio_21011_site.pdf

Comentários desativados em Para que serve uma praça?

Filha do jornalista Benoni Alencar pede justiça e agilidade nas investigações sobre o assassinato do pai.

Posted in Cidadania, Cidade, Segurança Pública, TV O Polifônico by ImprensaBR on 29/09/2011

Comentários desativados em Filha do jornalista Benoni Alencar pede justiça e agilidade nas investigações sobre o assassinato do pai.

Jornalista piauiense, morto em Rio das Ostras, é sepultado com profunda comoção popular

Posted in Cidadania, Cidade, Política, Segurança Pública by ImprensaBR on 29/09/2011
Polícia investiga possível assassinato
Por Leonor Bianchi
Rio das Ostras – Foi sepultado, na tarde desta quarta-feira, 27, no cemitério do Palmital, o jornalista piauiense, radicado no Rio de Janeiro, (Niterói e Rio das Ostras), Benoni Alencar. Familiares, amigos, vizinhos, comerciantes e companheiros de militância política, prestaram a última homenagem ao grande homem.
Encontrado morto em sua casa, no Palmital, no dia 27, o corpo do jornalista foi levado para a perícia médica em Macaé com suspeitas de estrangulamento, indício que foi comprovado segundo o Laudo.
A possibilidade de um assassinato chocou a comunidade e amigos, clamam por justiça
O sepultamento não contou com a presença de nenhum político da cidade, que mesmo sabendo que sua morte se deu sob condições suspeitas, sequer foi se solidarizar com os familiares. Ah, sim, o enterro de um homem como o grande Benoni não seria espaço para barganhas políticas como fora o de outro cidadão riostrense, dois dias antes. O sepultamento do cristão Itamar, morador antigo, porém sem a expressão política de Benoni, fez lotar o salão do Iate Clube da cidade e foi palco de cenas inacreditáveis promovidas por personagens da cena política local. Terrível! Talvez por isso, não tenham esses ratos, comparecido ao velório do jornalista Benoni. Sinceramente, achei até melhor assim. Em vida nunca o apoiaram, para que aparecer por ali. Ao menos houve bom senso, o que é inédito vindo da parte desses projetos de gestores públicos (projetos muito mal elaborados, diga-se em negrito e itálico!!!).

Parentes e amigos velaram o corpo do jornalista na biblioteca pública feita por ele, no Palmital.

Quem deu as caras no sepultamento de Benoni Alencar foi outro morador de Rio das Ostras, mais antigo na cidade do que o próprio Benoni, e tão ou mais do que o Itamar cujo velório fora um palanque; o advogado Cláudio Amanado. Por que seria? ‘Eles’ sempre veem os momentos de comoção como uma excelente oportunidade para se aproximar dos populares, da família… A mais nova função dos políticos é esta também, você não sabia? São os chamados ‘políticos consoladores’.
O fato é que, independentemente dessa falta de respeito das autoridades públicas de Rio das Ostras (legislativo e executivo), que preferiram fingir desconhecer sua morte, lotaram o local do velório dezenas de amigos, parentes, pessoas simples, que visitavam sua casa, crianças que gostavam de ler na biblioteca que Benoni fez em seu bairro, no ‘quintal’ de sua casa, no Palmital. Vale o friso: Funcionários do poder judiciário, que trabalhavam com Benoni, no Fórum da cidade, prestaram a última homenagem ao amigo servidor, e servidores e sindicalistas do judiciário do Rio e Niterói também estiveram presentes.

A filha Clarissa Thomé, jornalista do Estado de São Paulo, pediu que o crime não fique impune e clamou por justiça. Emocionada, ela leu um poema feito pelo pai.

Os amigos dos tempos de militância em Niterói também vieram dar um abraço consternado nos familiares do jornalista e levar consigo a última lembrança do velho amigo. Relembrando alguns momentos de sua amizade com Benoni, Celso Sá, companheiro de lutas ao lado de Benoni nos tempos em que o jornalista morou um amigo de Niterói se emocionado. Sua irmã mais nova contou rapidamente, também bastante emocionada, como viveram crianças na antiga cidade onde nasceram – Inhuma, no Piauí – o início da militância na ainda pré-adolescência, quando com a prima Maria da Paz distribuíam folhetos falando sobre justiça social, igualdade dos direitos dos homens… há mais de 50 anos…
Enganam-se os que pensam que os caminhos se tornaram escuros e que daqui pra frente será mais difícil. Benoni nos faz agir, nos faz gritar! E esta voz nunca se emudecerá.

Cantando versos da Internacional Socialista, amigos prestaram a última homenagem ao jornalista, que durante toda a vida lutou por um mundo mais justo.

Pois bem… o homem que fez sua História, uma História de bem e para o bem, não será lembrado em notas de rodapé, simplesmente. Seu símbolo, sua bandeira, sua obra, sua vida… seu exemplo são motivos de orgulho para mim. Creio que pelo amor que vi e senti vindo dos corações de todos os que estiveram ontem no sepultamento deste irmão, este sentimento, eu o compartilho com muitas, mas muitas outras pessoas que têm e sempre terão orgulho de terem podido conviver com uma pessoa tão especial como Benoni.
Benoni, amigo, em teu nome faremos justiça! Jornalismo, sempre!

O amigo Paulo Eduardo Gomes (PSOL/RJ), bastante emocionado, dividiu com outro amigo de Benoni, Celso Sá, a responsabilidade de escrever sob a lápide a identificação de que ali jazia um homem exemplar para o Brasil.

Celso Sá...

Jornalistas, peço a gentileza de citar os créditos do site ao usar nosso conteúdo. (Texto e Fotos: Leonor Bianchi, jornalista, Editora d’O Polifônico). Obrigada. 

Comentários desativados em Jornalista piauiense, morto em Rio das Ostras, é sepultado com profunda comoção popular

Amigos prestam homenagem à estudante morta em atropelamento em frente a UFF

Uma semana depois de ter sido ligado o sinal de trânsito na altura da rodovia Amaral Peixoto, em frente a UFF e uma semana depois da morte da estudante do PURO, Maria Clenilda, fatalmente ferida em um atropelamento exatamente no local onde está o sinal (que até o dia do acidente permanecia desligado), amigos, alunos, pais de alunos e professores da universidade prestaram uma homenagem à estudante, mãe e professora de educação infantil.

Emoção e indignação!

Educadora da Educarte, Maria Clenilda deixou muitos colegas de trabalho, que participaram da homenagem de maneira especial. Cercados de crianças, que empunhavam cartazes pintados por elas mesmas com mensagens de amor e saudade à querida professora, eles pregaram cruzes no local do acidente. Foi um momento de muita emoção!
Pessoas que participaram da homenagem chegaram a explanar como veem o prefeito depois do fato: “um assassino”!

Paz, Maria Clenilda! Estamos fazendo justiça em seu nome...

 

 

Agora veja, Carlos Augusto, sua omissão assinou sua sentença e sua imagem já desgastada está embranquecendo e ficando cada vez mais opaca perante a opinião pública, perante os moradores da cidade que você ‘administra’ (sic), (grifo meu…).
A qualquer momento, mais sobre a cobertura completa da homenagem.

CPI fará reunião com representantes da segurança

Posted in Estado, Notas, Segurança Pública by ImprensaBR on 29/08/2011
CPI fará reunião com representantes da segurança
O debate sobre medidas preventivas ao tráfico de armas no estado), hoje, na Alerj, reúne representantes do Comando Militar do Leste, da Secretaria de Estado de Segurança, da Policia Federal, do Tribunal de Justiça e da Policia Civil do Estado.
Eles participarão da reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o tráfico de armas, munições e explosivos no estado. “Procuraremos chegar a propostas concretas para o combate aos desvios de armas e ao tráfico e também para a melhoria na fiscalização ao comércio legal”, explica o presidente da CPI, deputado Marcelo Freixo (PSol).
A reunião acontecerá na sala 311 do Palácio Tiradentes, às 15h.
Tagged with: ,

Comentários desativados em CPI fará reunião com representantes da segurança

Registro – Estudantes do PURO e sociedade em luto pela morte da aluna Maria Clenilda

Posted in Cidadania, Cidade, Denúncia, Educação, Segurança Pública by ImprensaBR on 28/08/2011

    (more…)

Luto.

Posted in Cidadania, Cidade, Infraesturutura, Política, Segurança Pública by ImprensaBR on 26/08/2011
Foi preciso que uma pessoa morresse atropelada para que o semáforo fosse ligado.
Estudantes, professores, amigos e sociedade riostrense manifestarem repúdio ao ato do prefeito de Rio das Ostras de apenas acionar o funcionamento do semáforo recém-instalado em frente ao PURO, ontem, depois da morte de uma estudante.

Aluna da UFF morre após ser atropelada em frente a faculdade. Amigos e estudantes protestam pela falta de sinalização no trânsito, hoje, às 18h

Posted in Cidade, Educação, Segurança Pública by ImprensaBR on 25/08/2011
Por Leonor Bianchi

Este vídeo foi feito a caminho do PURO, no início da noite de ontem, quando eu ia para um encontro sobre o Grito dos Excluídos de Rio das Ostras. Lá, no PURO, tivemos a triste notícia de que a estudante Maria Clenilda havia falecido após ter sido atropelada neste sinal por uma motocicleta. Infelizmente a notícia se antecipou ao fato. Uma hora e meia depois destas imagens, Clenilda faleceu.
A estudante do terceiro período de Serviço Social do Polo Universitário de Rio das Ostras, Maria Clenilda de Moraes Lima Abreu, de 30 anos, foi atropelada por uma motocicleta, na Rod. Amaral Peixoto, ao atravessar para ir à faculdade, na noite de 23 de agosto. Levada para o Hospital Municipal, ela não resistiu e morreu na noite de ontem, deixando um filho de seis anos.
“O descaso do governo municipal, que demorou seis anos para instalar um sinal de trânsito em frente ao Polo, e que vem demorando três meses para ligar o referido sinal, foi fatal. A cidade não conta também com políticas e programas permanentes de educação no trânsito, não adota medidas mitigadoras, preventivas e cautelares antes de as tragédias acontecerem, em um trânsito onde TODOS os dias as pessoas estão morrendo de acidentes, sobretudo motoqueiros e pedestres”, dizem os alunos da UFF, que farão, hoje, às 17h, manifestação em frente ao sinal de trânsito colocado próximo à faculdade.
A partir das 14h, no pátio do PURO, estará acontecendo uma oficina de produção de cartazes, às 17 horas, reunião no pátio, para organização do ATO, que acontecerá às 18 horas.

Coincidências não existem… 

Faixa de pedestre localizada em frente ao Posto de Saúde do Centro conhecido como 'Sal Sal'. Faixas abóboras, cor usada pela PMRO em sua identidade visual. Propaganda ao invés de eficiência e segurança. A faixa em frente ao PURO, colocada recentemente, é idêntica a esta, mas seus semáforos ainda não foram ligados pela Guarda Municipal, que esta semana está em pompas e festas comemorando seus 17 anos e se esqueceu do resto do mundo a sua volta e de uma cidade para administrar.

Ironicamente, esta semana, no mesmo dia em que a estudante foi atropelada, a Secretaria de Comunicação da PMRO enviou à imprensa nacional um release, que reproduzo na íntegra abaixo, ostentando-se da redução de acidentes no trânsito depois de ter pintado as faixas de pedestre de cor de abóbora.
Mas e o semáforo recém-colocado em frente ao PURO? Por que ainda não está funcionando? O fluxo neste trecho é extremamente prioritário, senhor Prefeito!!! A prefeitura se omite diante desta morte. Mais uma em Rio das Ostras. Até quando vamos ter de esperar por um governo sério e honesto, que faça o que deveria fazer, simplesmente, governar. Só tenho visto viagens e fotos. Aliás, a cara do prefeito está péssima, tão ruim e cansada quanto a dos amigos e familiares da estudante Maria Clenilda. Por que foi preciso deixar que este acidente acontecesse para agir?
Vamos apurar o que aconteceu ao motorista que dirija a moto, como estão amigos e parentes e o mais importante, como esta essa criança, seu filho, que agora, sabe-se lá, qual sorte poderá ter.
Leia o release enviado pela Secretaria de comunicação da PMRO esta semana e preste atenção ao último parágrafo. É ou não é uma monstruosidade? Só trabalham no gerúndio ou no futuro do pretérito.
Hoje mais uma pessoa pode morrer atropelada em Rio das Ostras. Cuidado, olhe muito antes de atravessar a rodovia. No meu caso, vou precisar tomar cuidado redobrado, afinal alguns atropelamentos aqui são propositais. É, atropelamentos encomendados… para deixar o indivíduo aleijado, entende? Coisa de máfia mesmo e máfia de mer… Esse tipo de coisa acontece aqui em nossa amada e carente Rio das Ostras, nossa estrela do atlântico… hoje triste e enlutada pelo falecimento da brasileira estudante da UFF PURO, Maria Clenilda.

Release da SECOM

Faixas de pedestres e novos semáforos reduzem número de acidentes em Rio das Ostras
Prefeitura reforça sinalização para dar mais segurança a motoristas e pedestres
Depois de reforçar a sinalização horizontal, com a pintura de novas faixas de pedestres e faixas de controle de tráfego, e vertical, com a instalação de mais placas indicativas e semáforos em diversas vias do município, a Secretaria de Ordem Pública e Controle Urbano de Rio das Ostras fez um levantamento para identificar a estatística de acidentes na cidade. De outubro de 2010 até fevereiro de 2011 foram registrados 19 atropelamentos, na Rodovia Amaral Peixoto; já de março de 2011 até julho, esse número caiu para oito atropelamentos na RJ 106.
Segundo dados da Superintendência de Engenharia e Trafego, a redução em cerca de 50% do número de acidentes com atropelamento se deve à nova sinalização das faixas de travessia, nas cores branca e laranja. Foram pintadas 53 faixas com o objetivo de aumentar a visibilidade e atenção dos motoristas sobre a importância de parar o veículo antes delas para que os pedestres possam atravessar.
Como parte das melhorias no trânsito do município, o secretário de Ordem Pública, Coronel Sérgio Pinto, explica que a Prefeitura tem instalado novos semáforos, em especial nos cruzamentos de vias. Recentemente, seis novos sinais de trânsito foram implantados em várias localidades, entre elas Ouro Verde, em frente à Universidade Federal Fluminense. Até meados de setembro, principalmente os estudantes e professores da instituição passarão a contar com mais segurança na travessia.

Posse da Diretoria do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Rio das Ostras

Posted in Cidade, Segurança Pública by ImprensaBR on 02/08/2011

CCSPRO convida para posse da Diretoria - Gestão 2011 - 2012

Tagged with:

Comentários desativados em Posse da Diretoria do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Rio das Ostras

Mudanças na Segurança Pública de Rio das Ostras: Você está por dentro?

Posted in Cidade, Segurança Pública by ImprensaBR on 04/07/2011

Leia aqui o DO.

Alô, Rio das Ostras, a prefeitura continua investindo alto em campanhas publicitárias de apoio ao governo. Acabou de ser veiculada (em horário nobre) o novo clip feito pela agência de publicidade (agência de publicidade?) contratada… pela Secom da PMRO… o que eles não disseram é que um comando da Secretaria de Controle Urbano está sofrendo significativas alterações em seu quadro de funcionários. Seria já algum rumor das prévias eleitorais ou as mudanças de fato são sérias e visam promover sanar as incapacidades da referente secretaria deflagradas nos últimos meses? Leia o Diário Oficial publicado na última sexta-feira, dia 1 (aqui no Polifônico) e você saberá mais o que estão articulando a respeito da segurança pública de nossa querida cidade, já tão massacrada pela não governança. O presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública, Jorge Maia, não informou em seus emails frequentemente enviados a minha caixa de emails sobre sua postura e a do CCSPRO nessa nova composição de ‘cabeças’ mandantes. A questão interessa também a quem não participa presencialmente das reuniões do CCSPRO e deve ser elucidada, independentemente de a imprensa noticiar, creio. Deveria partir de quem preside o Conselho transmitir mais detalhes deste momento para os munícipes e da prefeitura, informar sobre essas mudanças em seus diários oficiais publicados em disfarçados tablóides semanais. Alô, alô, Rio das Ostras, acorda!

Comentários desativados em Mudanças na Segurança Pública de Rio das Ostras: Você está por dentro?

CPI das Armas recebe juiz titular da vara criminal de Itaboraí

Posted in Estado, Segurança Pública by ImprensaBR on 09/05/2011

Nesta segunda-feira (09/05), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) que investiga o tráfico de armas, munições e explosivos no estado receberá o titular da Vara Criminal do município de Itaboraí, juiz Marcelo Vilas. Sem adiantar detalhes, o presidente do colegiado, deputado Marcelo Freixo (PSol), afirma que a expectativa é grande, porque o magistrado chegou a “uma condenação emblemática contra o crime do tráfico de armas e munições”. A reunião acontecerá na sala 311 do Palácio Tiradentes, às 15h.

Fonte: Alerj

Comentários desativados em CPI das Armas recebe juiz titular da vara criminal de Itaboraí

CPI DO TRÁFICO DE ARMAS SERÁ INSTALADA NESTA SEGUNDA

Posted in Estado, Segurança Pública by ImprensaBR on 11/03/2011

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) instalará, nesta segunda-feira (14/03), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das Armas, que se dedicará, pelos próximos três meses, à investigação sobre o uso de armas de fogo, munições e explosivos por traficantes de drogas, milicianos, bicheiros e outros grupos criminosos no estado. A CPI, criada por proposta conjunta dos deputados Marcelo Freixo (PSol) e Wagner Montes (PDT), fará sua reunião de instalação na sala 311 do Palácio Tiradentes, às 17h. “O que diferencia a violência no Rio de Janeiro da que ocorre em outros estados é a presença de armamento pesado. Cabe ao Parlamento contribuir para a segurança pública estadual na investigação da origem e na identificação daqueles que realmente lucram com esse negócio”, argumenta Freixo, que deverá presidir o grupo.

Fonte: Alerj

Comentários desativados em CPI DO TRÁFICO DE ARMAS SERÁ INSTALADA NESTA SEGUNDA

Rio das Ostras mal na foto nas manchetes dos diários de todo o Brasil

Posted in Brasil, Cidade, Estado, Segurança Pública by ImprensaBR on 15/02/2011

Escândalo que provocou a saída do Chefe de Polícia Civil do Rio de Janeiro, Allan Turnowski, deflagrado esta semana, coloca o município em destaque negativo na imprensa nacional

Clipamos (listamos) alguns links que encontramos na internet noticiando o fato, acompanhamose estamos acomanhand a evolução do cenário. Agora à noite, Martha Rocha foi anunciada pelo Secretário Estadual de Segurança, José Mariano Beltrame como a nova chefe de polícia.  

Último Segundo (Portal Ig)

http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/rj/chefe+da+policia+civil+soube+de+irregularidades+por+carta+anonima/n1238009122942.html

O Globo

http://oglobo.globo.com/rio/mat/2011/02/14/turnowski-diz-que-prefeitura-de-rio-das-ostras-estaria-no-esquema-de-corrupcao-de-policiais-da-drae-923795049.asp

Extra Online

http://extra.globo.com/casos-de-policia/turnowski-deixa-chefia-de-policia-civil-1074655.html

Jornal Destake

http://www.destakjornal.com.br/readContent.aspx?id=14,87566        

Diário do Nordeste

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=934251      

Gazeta Web Alagoas

http://gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=224360

(Jornal do Brasil) A escolha de um novo nome para a pasta

http://www.jb.com.br/rio/noticias/2011/02/15/beltrame-deve-decidir-o-nome-do-novo-chefe-da-policia-civil-nesta-terca/

Martha Rocha é a nova chefe da PC e Cabral agradece ex tirando o corpo fora

http://extra.globo.com/casos-de-policia/martha-rocha-a-novachefe-da-policia-civil-1077730.html

Associação de delegados do Rio de Janeiro quer saída de Beltrame

http://www.conjur.com.br/2011-fev-15/operacao-pf-delegacias-rio-provoca-divisao-policias

 LB

Conselho Comunitário de Segurança Pública realiza reunião

Posted in Notas, Segurança Pública by ImprensaBR on 07/02/2011

O Conselho Comunitário de Segurança Pública de Rio das Ostras – CCSP-RO, realizará a 7a reunião no proximo dia 09/02, às 19h, na Escola M. José Luiz de Lemos, Av. Jane Maria Martins Figueira, s\nº, Jardim Mariléa – Rio das Ostras/RJ.

 

Comentários desativados em Conselho Comunitário de Segurança Pública realiza reunião

Conselho Comunitário de Segurança Pública de Rio das Ostras realiza reunião, amanhã, dia 13

Posted in Cidade, Segurança Pública by ImprensaBR on 12/01/2011

Nesta quinta feira, dia 13 de janeiro, ás 19 horas, acontecerá nossa 6ª reunião do Conselho Comunitário de Segurança Pública de Rio das Ostras.

Local : sede da Associação de Moradores do Praiamar – AMARFLOR
Avenida Principal, nº 417, aqui no Praiamar, KM 153 da Rodovia Amaral Peixoto.

Autoridades de segurança pública presentes : Cel. Sérgio Pinto (SEMOC), Cap. Talles ( 32º BPM), Drº Renato Nunes (Delegado Titular da 128º DP), entre outros.

A presença de vcs é de grande importância para obtermos sucesso nas reivindicações para a melhoria da segurança pública, tanto em nossa comunidade, quanto em nossa cidade.

” A SEGURANÇA QUE QUEREMOS TEM QUE TER A PARTICIPAÇÃO DE TODOS”.

Jorge Maia
 
Presidente – CCSP-RO
 
(22) 9997-4745 / 9234-9420
 
Blog : ccsp-ro.blogspot.com

Colaborou com o envio da nota: Jorge Maia

Comentários desativados em Conselho Comunitário de Segurança Pública de Rio das Ostras realiza reunião, amanhã, dia 13

Rio das Ostras na marchinha pró-cannabis do carnaval 2011

Posted in Cidade, Economia, Educação, Segurança Pública by ImprensaBR on 08/01/2011

Deu no Globo

Comentários desativados em Rio das Ostras na marchinha pró-cannabis do carnaval 2011

Globo: sindicato diz que é ‘um grave erro’ emissora colocar ex-PM como repórter

Posted in Estado, Jornalismo de Intervenção, Segurança Pública by ImprensaBR on 10/12/2010

A utilização do Rodrigo Pimentel, ex-capitão do Batalhão de Operações Policiais Especiais do Rio de Janeiro (Bope), pela TV Globo na função de repórter causou a indignação do Sindicato de Jornalistas Profissionais do Município do Rio de Janeiro (SJPMRJ). A entidade afirma que é um “grave erro” a emissora transformar Pimentel em jornalista. Rodrigo Pimentel fez reportagens diretamente do Morro do Alemão, zona norte do Rio de Janeiro, durante quarta e quinta-feira da semana passada (1º e 2/12).

A principal critica do sindicato ao fato do ex-PM trabalhar como repórter, inclusive fazendo entrevistas, é que, de acordo com a instituição, a figura do “policial Pimentel” coloca em risco a segurança dos jornalistas que estiverem na mesma cobertura que ele. (more…)

Comentários desativados em Globo: sindicato diz que é ‘um grave erro’ emissora colocar ex-PM como repórter

Alerj aprova criação de DPs para crime contra crianças e adolescentes

Posted in Cidadania, Estado, Segurança Pública by ImprensaBR on 10/12/2010

Serão enviados para a sanção do governador Sergio Cabral dois projetos delei que criam no Estado do Rio de Janeiro delegacias especializadas no atendimento a crimes contra as crianças e adolescentes. A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou, nesta quinta-feira (09/12), as propostas de criação da Delegacia Especial da Criança e do Adolescente Desaparecidos e a Delegacia Especial de Atendimento à Criança e ao Adolescente Vitimizados. (more…)

Comentários desativados em Alerj aprova criação de DPs para crime contra crianças e adolescentes

Vila Cruzeiro: de Quilombo a Favela, da Esperança ao Infortúnio

Posted in Cidadania, Cultura, Segurança Pública by ImprensaBR on 30/11/2010

Por José Ricardo* 

A ação policial que é realizada há mais de trinta dias na comunidade da Vila Cruzeiro localizada no bairro da Penha no Rio de Janeiro é emblemática das relações históricas mantidas entre o Estado e as comunidades pobres onde a presença negra é marcante.

Antes de ser reconhecida como uma favela a Vila Cruzeiro foi conhecida como o Quilombo da Penha. Formado no final século XIX no entorno da Igreja de N. S. da Penha proprietária das terras de uma antiga fazenda doadas por seu proprietário à Irmandade. A formação do Quilombo se deveu a atuação de um padre abolicionista e republicano no abrigo a escravos fugidos. Um fato curioso ocorrido e também emblemático foi a visita da Princesa Isabel ao Santuário 18 dias antes de proclamada a Lei Áurea.

O santuário tornou-se um importante centro de peregrinação da colônia portuguesa gerando uma das mais importante e tradicional festa popular das primeiras décadas do século XX. A própria história do samba passa pela Festa da Penha onde no mês de outubro são dedicadas homenagens à santa e se misturavam portugueses com suas tradições católicas aos negros com o candomblé, a capoeira e o emergente samba.

Já como uma referência popular por sua autoridade religiosa no candomblé Tia Ciata era uma das barraqueiras que compunham a festa atraindo ‘sambistas’ de toda a cidade.

A festa da Penha também foi durante mais de meio século o início do carnaval na cidade do Rio de Janeiro quando eram lançados os sambas e marchinhas em teste junto ao gosto popular para os bailes carnavalescos. A primeira rádio só veio a ser criada em 1923, até então era a festa da Penha o grande difusor do samba e Tia Ciata a freqüentou com sua barraca até sua morte em 1924. A capoeira também teve na Penha um dos grandes redutos de bambas e junto ao samba e ao Candomblé geravam por parte da polícia forte repressão que era aclamada e incentivada pela imprensa contra aquele “pessoal duvidoso”, os conflitos também ocorriam entre negros e portugueses.

A história local é bem registrada dada a sua importância na vida cultural da cidade e sucintamente apontada aqui em seus primórdios por alguns fatos mas suficientes como prelúdio para a situação dramática em que vive hoje a comunidade da Vila Cruzeiro.

A presença mais notória e recente sobre a Vila Cruzeiro no noticiário se deveu ao assassinato do jornalista Tim Lopes há um ano. E agora, desde há pouco mais de trinta dias quando foi iniciada uma operação policial pela morte de dois policiais militares executados por criminosos da região num local de grande comoção pela morte cruel do menino João Hélio, fato amplamente noticiado e que gerou a atual onda de ações policiais.

Começa aí o último equívoco – se é que se pode usar apropriadamente este termo para expressar a perpetuação da violência do Estado contra populações pobres, indefesas e de maioria negra. O viés racial não é uma vaga conclusão dada à origem da comunidade e ainda hoje majoritariamente negra. Por outro lado, comprovado em inúmeros estudos a racialização da pobreza e a violência do Estado sobre estas populações é mesmo um componente perverso da política “não-oficial” que submete na pele e na alma por meio de agressões e humilhações policiais, omissões dos serviços públicos e a manutenção no imaginário social pela mídia com a mesma imagem do passado sobre esta “gente duvidosa”.

Se por lado as aglomerações favelas surgiram ao acaso como meio de abrigo e moradia para os muito pobres por outro adquiriu uma função social de prover para a cidade mão de obra fácil e barata para os trabalhos mais simples ou sem qualificação. Nesta função os ‘quilombos urbanos’ em que se transformaram as favelas passaram também a representar uma ‘ameaça’, sem precisarem de um estatuto formal de “vida separada” (apartheid) como representaram os bantustões na África do Sul. Mas cumprindo um papel semelhante até certo ponto, enquanto conviesse ter uma favela por perto ou então expulsá-la de terras valorizadas. Qualquer semelhança com situações atuais sobre terras remanescentes de quilombos não é mera coincidência.

Durante a última campanha eleitoral para o governo do estado o atual governador Sérgio Cabral chegou a declarar que sobre um dos maiores focos de terrorismo sobre estas populações o temível Caveirão não seria mais utilizado para promover a in-segurança pública local. Mas ao contrário, agindo como qualquer político da época da enganação da ‘bica d’água’ tem levado às ultimas conseqüências uma política que só tem similar no regime nazista do apartheid. Eleito com expressiva votação e sob uma aliança de forças políticas progressistas o atual governador que chegou a ser apontado como eventual candidato a próxima eleição à Presidência da República tem agora inelutavelmente manchada sua anterior reputação de protetor da terceira idade e dos jovens, imagem sob a qual chegou até ao senado federal.

Não há que se confundir como uma transigência com o crime nem quando afirmamos o que se disse antes nem quando o próprio governador se manifestou favorável ao debate para a liberação do uso da maconha. O que se requer e isso o governador não promove ou realiza é uma política de segurança pública efetiva e democrática e que lhe cabe mais do que tentar legislar sobre o uso da maconha. Mas insinuo que talvez para se penitenciar junto aos setores mais escabrosos da sociedade venha agora revelar como falácias suas afirmações e declarações quanto ao uso da brutal repressão que vitima muito mais a população da Vila Cruzeiro do que o crime que pretende combater. O noticiário reitera diariamente que nestes trinta e poucos dias nenhum dos criminosos foi preso, mas “alguns foram mortos” e dezenas de moradores foram feridos, milhares estão prejudicados em suas vidas sem acesso tranqüilo ao trabalho ou a suas residências, crianças e jovens sem creches e escolas, o pequeno comércio está prejudicado entre outros transtornos que certamente hão de gerar traumas psicológicos, ressentimentos e redundar mais ainda direta ou indiretamente em violência.

Manifestação de moradores da região

 Ricardo José é autor do Atabaque Blog

Comentários desativados em Vila Cruzeiro: de Quilombo a Favela, da Esperança ao Infortúnio

Ocupação militar das comunidades desencadeou ataques

Posted in Brasil, Segurança Pública by ImprensaBR on 27/11/2010

Para deputado Marcelo Freixo, as UPPs e os muros construídos nas favelas têm a mesma função: viabilizar as Olímpiadas 

Jorge Américo
Radioagência NP


Depois de inúmeros arrastões e mais de 50 automóveis e ônibus incendiados por traficantes no Rio de Janeiro, o governo do estado iniciou uma operação que contará com equipamentos de guerra. Nesta quinta-feira (25), o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) recebeu o apoio de seis tanques blindados da Marinha para intensificar as ações nas favelas cariocas.

Desde o último domingo (20), 25 pessoas morreram e outras 150 foram presas. A Secretaria de Segurança Pública informou que 22 mortes ocorreram em confrontos entre policiais e traficantes. Em entrevista à Radioagência NP, o deputado estadual Marcelo Freixo (Psol-RJ) afirma que a ação dos traficantes é um revide contra a presença das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora).

O deputado faz críticas à política de segurança no estado e questiona a falta de combate ao tráfico de armas. Ele afirma que as UPPs têm o objetivo de fazer uma ocupação militar para facilitar a retirada dos moradores das áreas consideradas importantes para a realização das Olimpíadas de 2016. A presidente eleita Dilma Roussef anunciou que implantará esse modelo de policiamento nos demais estados brasileiros.

Radioagência NP: Marcelo, o atual clima de violência no Rio de Janeiro é uma surpresa?

Marcelo Freixo: Era previsível que alguma coisa pudesse acontecer no final do ano, em função da reação à implementação das UPPs. A partir do momento em que você tem uma perda de território por parte do varejo de drogas, era um tanto quanto previsível que isso pudesse acontecer. Então, o governo deveria estar mais preparado neste sentido.

Por que o governo não se preparou para essa situação?

O governo se mostrou frágil nessa percepção. Houve pouco investimento no setor de inteligência, pouca gente trabalhando e com poucos instrumentos. Enfim, sem o investimento adequado que o governo deveria ter feito nessa área. Nesse sentido, temos não só uma ação violenta que deve ser enfrentada, mas também algumas falhas claras na segurança pública que estão aparecendo neste momento.

Que tipo de postura o governo deve assumir em ações dessa natureza?

Nós temos a tradição de uma polícia violenta e uma criminalidade com armamento muito pesado no Rio de Janeiro. Num momento de crise como este a Polícia deve estar na rua e algumas perdas são inevitáveis, infelizmente. Mas ao longo do tempo o que poderia e ainda deve ser feito é um enfrentamento ao tráfico de armas muito mais estratégico do que se tem. Hoje temos um enfrentamento às favelas e não ao tráfico de armas. Não tem nenhuma ação no que diz respeito à entrada de armas, sobretudo na Baía de Guanabara e nas estradas. O enfrentamento ao tráfico de armas é frágil, ocorre mais no destino do que no caminho. E o destino é sempre o lugar mais pobre.

O elavado número de mortos nas ações policiais demonstra uma fragilidade das UPPs?

As UPPs representam um projeto de retomada militar de algumas áreas que interessam a um projeto de cidade. Isso não é para acabar com o tráfico, é para ter o controle militar de lugares que são estratégicos para a cidade olímpica que se pretende.

Então podemos afirmar que a segurança dos jogos olímpicos é a prioridade do momento?

As UPPs, assim como as barreriras acústicas, as remoções e os muros de favelas é um projeto olímpico de uma cidade que vai ser muito excludente, uma cidade para poucos. Sabemos que o Rio vai passar por esses problemas. Onde se faz uma cidade olímpica, também se fazem cidades não-olímpicas ao redor.

 Fonte: Brasil de Fato

Prefeitura e Polícia Militar realizam “choque de ordem” em Rio das Ostras

Posted in Segurança Pública by ImprensaBR on 21/10/2010

Ação será realizada toda semana para coibir irregularidades e garantir mais segurança nas ruas do município
A Secretaria de Ordem Pública e Controle Urbano, em parceria com a Coordenadoria de Fiscalização, a Assessoria de Indústria e Comércio e a 3ª Companhia do 32º Batalhão de Polícia Militar, iniciou nesta quinta-feira, dia 21, a primeira de uma série de ações para coibir irregularidades em Rio das Ostras. O objetivo é proporcionar mais segurança e tranqüilidade aos comerciantes, moradores, pedestres e ambulantes regularizados. Guardas municipais e fiscais, com o apoio de policiais militares, percorreram o Centro, às margens da Avenida Amaral Peixoto, dando orientações e apreendendo materiais irregulares, como panfletos de empréstimo de dinheiro, cadeiras e mesas expostas em calçadas e rebocando carros estacionados em locais proibidos. (more…)

Comentários desativados em Prefeitura e Polícia Militar realizam “choque de ordem” em Rio das Ostras

Conselho de Segurança convoca para reunião dia 9

Posted in Segurança Pública by ImprensaBR on 08/09/2010

Conselho Comunitário de Segurança Pública de Rio das Ostras – CCSP-RO anuncia reunião com moradores de Rio das Ostras .
Encontro estimula a proposição de melhorias para a segurança no município. 
Na quinta-feira, dia 09 de setembro, o CCSP-RO fará a segunda reunião pública. O encontro está agendado para às 19 h, no Centro. O endereço é Rodovia Amaral Peixoto, Igreja Católica Nossa Senhora da Conceição (salão lateral). O objetivo é facilitar a reivindicação dos moradores acerca de melhorias para a segurança no município e promover a aproximação entre autoridades e representantes da sociedade civil organizada. Estarão presentes autoridades ligadas a segurança pública. Comandante do 32ºBPM, Delegado da 128º DP, Secretário da G.M e representante da PMRO.
Grande abraço, Maia – Presidente do CCSP-RO. 22 9997-474

Colaborou como envio do texto: Jorge Maia, presidente do CCSPRP

Comentários desativados em Conselho de Segurança convoca para reunião dia 9

Rio das Ostras tem novos membros no Conselho Comunitário de Segurança

Posted in Segurança Pública by ImprensaBR on 05/08/2010

População e autoridades prestigiam solenidade de posse conduzida pelo titular da 128ª Delegacia de Polícia

A integração entre os órgãos de segurança pública e a participação popular foram os pontos unânimes destacados pelas autoridades que participaram da posse da nova diretoria do Conselho Comunitário de Segurança de Rio das Ostras. (more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras tem novos membros no Conselho Comunitário de Segurança

População de Rio das Ostras é convidada para discutir segurança

Posted in Segurança Pública by ImprensaBR on 12/07/2010

Conselho realiza reunião segunda-feira, dia 12, e promove integração entre a sociedade e o poder público.

O secretário de Ordem Pública e Controle Urbano da Prefeitura, Coronel Sérgio Pinto, participará de uma reunião promovida pelo Conselho Comunitário de Segurança Pública de Rio das Ostras, nesta segunda-feira, dia 12, às 19h, na igreja católica Nossa Senhora da Conceição. O encontro, aberto à comunidade, reúne autoridades e representantes da sociedade civil organizada. O objetivo é possibilitar à população se expressar sobre as demandas de melhorias da segurança no município. (more…)

Comentários desativados em População de Rio das Ostras é convidada para discutir segurança

Rio das Ostras é representado em Seminário Nacional de Segurança Pública

Posted in Segurança Pública by ImprensaBR on 24/06/2010

Evento proporcionou o debate sobre políticas públicas para melhorias da segurança nos municípios

A convite da Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça, o secretário de Ordem Pública e Controle Urbano de Rio das Ostras, Cel Sérgio Pinto, representou a cidade no II Seminário “O Município no Sistema Único de Segurança Pública”, entre os dias 16 e 18, em Recife, Pernambuco. O objetivo foi debater o envolvimento dos municípios e das Guardas Municipais no âmbito do Sistema Único de Segurança Pública. (more…)

Comentários desativados em Rio das Ostras é representado em Seminário Nacional de Segurança Pública

Carlos Augusto convida secretário de Estado para debater segurança com a população

Posted in Segurança Pública by ImprensaBR on 16/06/2010

Secretário Beltrame ouvirá as reivindicações da comunidade de Rio das Ostras

O prefeito de Rio das Ostras, Carlos Augusto, programou uma audiência pública com o Secretário Estadual de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, em Rio das Ostras. O secretário foi convidado pelo prefeito para ouvir as reivindicações da população e apresentar as melhorias que já estão sendo postas em práticas para aumentar a segurança na cidade. A visita de Beltrame está prevista para as próximas semanas e é resultado do último encontro de Carlos Augusto com o secretário Estadual. (more…)

Comentários desativados em Carlos Augusto convida secretário de Estado para debater segurança com a população

Carlos Augusto se une a autoridades policiais para implantar novas estratégias de segurança

Posted in Segurança Pública by ImprensaBR on 16/06/2010

Prefeito de Rio das Ostras encontrou-se com o novo delegado, com comandante do 32º Batalhão da PM e outras autoridades

O prefeito de Rio das Ostras, Carlos Augusto, promoveu uma reunião, nesta quarta-feira, dia 16, com o novo delegado de Polícia Civil de Rio das Ostras, Renato Nunes, o delegado Regional, José Geraldo Araújo, o comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar, Coronel Alnyr Ribeiro, e o comandante da 3ª Companhia, Tenente Coronel Tales. O objetivo do prefeito foi ouvir das autoridades as estratégias para melhoria da segurança no município, defender as reivindicações da população e reafirmar o apoio da Prefeitura às ações das Polícias. (more…)

Comentários desativados em Carlos Augusto se une a autoridades policiais para implantar novas estratégias de segurança

População vai às ruas pedir segurança

Posted in Segurança Pública by ImprensaBR on 01/06/2010

A população riostrense convida para uma caminhada pacífica e ordeira, na qual serão feitas reivindicações para a melhoria da segurança de nossa cidade. Contamos com a presença de todos que queiram manifestar sua insatisfação com a “segurança” pública de Rio das Ostras. 
Tragam faixas, placas, etc. Vamos dar um BASTA A VIOLÊNCIA !!!
DIA: 03/06
HORÁRIO: 8H30
CONCENTRAÇÃO: PRAÇA JOSÉ PEREIRA CÂMARA
DESTINO: NOVA ESPERANÇA (LOJA DAFI)

Colaborou como envio do texto:
Instituto Alberto Jorge – Projeto Social e do Esporte
Tel: 22 2771-2460
Rua Bom Jesus de Itabapona, 209. Jardim Mariléa. Rio das Ostras / RJ

Comentários desativados em População vai às ruas pedir segurança

Empresários de reúnem com prefeito de Rio das Ostras

Posted in Economia, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 28/05/2010

Eventos, segurança e excursões foram os principais temas da pauta
Proprietários de hotéis e pousadas de Rio das Ostras se reuniram com o prefeito Carlos Augusto na semana passada para discutir uma extensa pauta, a fim de organizar a cidade para eventos e a alta temporada. (more…)

Comentários desativados em Empresários de reúnem com prefeito de Rio das Ostras

Rio das Ostras planeja ações para o Carnaval

Posted in Cidade, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 03/02/2010

Autoridades civis e militares trabalharão em parceria para garantir a tranquilidade dos foliões

Preocupados em organizar um Carnaval tranquilo, autoridades civis e militares se reuniram nesta terça-feira, dia 2, na Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio de Rio das Ostras para discutir o planejamento de ações para o Carnaval 2010, buscando oferecer tranquilidade a moradores e turistas.

O secretário de Turismo, Alan Machado, recebeu representantes da Secretaria de Ordem Pública e Controle Urbano, incluindo o secretário Cel. Sérgio Pinto; o 2º tenente Tiago Guimarães da 3ª Cia/ 32º BPM; o delegado Luis Maurício Armond, da 128ª DP de Rio das Ostras; Capitão Cunha, da Coordenadoria Municipal de Fiscalização; José Mauro, da Secretaria Meio Ambiente, Agricultura e Pesca; e Fábio dos Santos, diretor administrativo do Pronto-Socorro.

Alan Machado destacou que o trabalho unificado já foi sucesso em outros eventos e sempre dá bons resultados no Carnaval, época em que a cidade recebe o dobro da sua população de turistas.

A Polícia Militar informou que Rio das Ostras contará com o dobro do efetivo durante o Carnaval, além de cinco outros carros e seis motocicletas, que trabalharão 24 horas. A PM também trabalhará com um convênio com o Batalhão da Polícia Rodoviária para patrulhar as principais vias de acesso ao município.

A Guarda Municipal estará com 180 homens trabalhando em toda cidade, e a Delegacia terá todas as autoridades presentes para agilizar o registro de ocorrências.

Para garantir a organização e a segurança dos foliões durante todos os desfiles de blocos e as matinês, a Secretaria de Turismo irá dispor de 90 homens de apoio.

Saúde – A Secretaria de Saúde de Rio das Ostras também está se preparando para as festividades do Carnaval. Serão montados dois postos avançados de atendimento emergencial – um na Rua Maria Letícia, no Centro, e outro, na Rua Irene dos Santos, em Costazul. Todas as ambulâncias estarão à disposição da população e os postos de saúde de Rocha Leão, Mar do Norte e Cantagalo, trabalharão em sistema de plantão.

Limpeza – A Secretaria Meio Ambiente, Agricultura e Pesca estará com 500 pessoas trabalhando na varrição e na limpeza das praias durante todos os dias do Carnaval. E a coleta de lixo nas áreas de comércio será feita diariamente, pela manhã, antes do início das festividades.

fonte: Secom PMRO

Comentários desativados em Rio das Ostras planeja ações para o Carnaval

Pedalinhos na Lagoa de Iriry: Quem fiscaliza?

Posted in Cidade, Denúncia, Meio Ambiente, Segurança Pública, Turismo by ImprensaBR on 03/02/2010

Comentários desativados em Pedalinhos na Lagoa de Iriry: Quem fiscaliza?

%d blogueiros gostam disto: